Não confunda neuromarketing com quiromancia!

Atividade elétrica e metabólica do cérebro lê áreas que se ativam e não o futuro do comportamento de compra e biometria lê a condutância da pele e não as linhas das mãos

Pedro Camargo | 17/11/2015

pauta@mundodomarketing.com.br


A ativação das células cerebrais durante uma pesquisa de Neuromarketing não significa que o consumidor vá comprar o produto ou serviço anunciado. Cuidado com a perspectiva 1x1 (um neurotransmissor para sapatos femininos, uma área cerebral para minissaias, outra para ternos masculinos) que se afirmam nas palestras e cursos de pretensos…

Para continuar lendo, realize o seu login.