Não basta falar

Ainda quando adolescente fiz cursos de inglês e espanhol. Foram aproximadamente dois anos cada um. Não dava para considerar-me um expert, porém sabia que se um dia precisasse ir ao exterior nos países que exigissem a fluência nesses idiomas, não passaria

Redação | 06/06/2008

pauta@mundodomarketing.com.br


Autor: Wagner Campos


Quando estamos para ingressar no mercado de trabalho ou buscamos algo mais significativo alguém sempre nos diz que é importante falarmos fluentemente outros idiomas. Muitas das empresas em que atuei exigiam fluência em inglês ou espanhol. No entanto, nunca precisei falar nada em outro idioma a não…

Para continuar lendo, realize o seu login.