Eco-luxo, chique no último

Para além dos selos verdes e das adesões sociais superficiais, o conceito prevê uma postura corporativa de respeito não apenas à natureza, mas ao próximo e a si mesmo

Marina Pechlivanis | 24/08/2011

pauta@mundodomarketing.com.br


<p>Por Marina Pechlivanis*<br /> <br /> Foi-se o tempo de um luxo associado &agrave; opul&ecirc;ncia, ao desperd&iacute;cio, aos excessos. O que outrora foi sin&ocirc;nimo de status hoje &eacute; falta de estilo. O outstanding &eacute; o eco-luxo. Para al&eacute;m dos selos verdes e das ades&otilde;es sociais superficiais, o conceito prev&ecirc; uma…

Para continuar lendo, realize o seu login.