Entrevistas

Publicidade
Publicidade
Marca

Case Cervejaria Masterpiece: inovação em todas as frentes

Fabricante da bebida artesanal recebeu Certificado Empresa B que é uma tendência global de empresas que medem e gerenciam impactos sociais e ambientais com o mesmo rigor que o fazem com impactos financeiros

Por Priscilla Oliveira - 29/06/2021

Em tempos de agilidade e dinâmica, ser influente e inovador é um dos maiores sinônimos de prestígio. Isso porque o significado por trás disso é ser autoridade e ter seu crédito desfrutado no mercado. Por isso, muitas empresas agem estrategicamente a fim de alcançar esse espaço. Mais do que vontade, é preciso dedicação e investimento em campos como inovação, responsabilidade social, presença e ainda gerar confiança e engajamento. A Cervejaria Masterpiece nasceu em Niterói em 2020, e foi toda planejada para diminuir o impacto ambiental, com o máximo de eficiência. 

O projeto ganhou 84 painéis solares, totalizando 30 mil watts de potência, capazes de atender toda a demanda da fábrica e do Bar da Fábrica. Isso também permite que a área destinada à fabricação das cervejas utilize apenas energia elétrica, sem qualquer emissão de CO². A captação da chuva também foi incluída no projeto, que conta com 100% desta água para utilização nos processos de limpeza. 

Como sustentabilidade é um conceito amplo, os bagaços de malte, utilizados na produção das cervejas, também são totalmente reaproveitados na confecção de barras de cereais, cookies, brownies e biscoitos. “Desde a concepção da marca, pensamos nela para gerar o menor impacto possível ao meio ambiente. Não produzimos cerveja em garrafa, apenas lata para facilitar o trabalho de reciclagem, por exemplo. Entendemos que mudar um setor pode ser desafiador para as grandes marcas, mas já nascemos com o propósito de inovação”, contou André Valle, Ceo da Masterpiece, em entrevista ao Mundo do Marketing e na coletiva de lançamento de novos sabores da cerveja.

Atenção a todos os detalhes

A empresa conquistou o Certificado Empresa B – que reconhece boas práticas e políticas, e o compromisso de aspirar a altos padrões de desempenho social e ambiental, transparência e responsabilidade. Isso contribui para uma tendência global de empresas que medem e gerenciam impactos sociais e ambientais com o mesmo rigor que o fazem com impactos financeiros. 

Em uma sociedade cada vez mais plural, a marca tem como uma de suas prioridades promover a igualdade: metade de sua equipe é feminina - inclusive, a mestre-cervejeira Ingrid Mattos está entre elas. Além disso, a Masterpiece também obteve a Certificação Kosher, documento emitido para atestar que o processo industrial da empresa, em determinada linha de produção, obedece as normas específicas da dieta judaica ortodoxa.

Se diferenciar em meio a tantas marcas pediu também uma atenção à embalagem: verdadeiras obras de arte – elas possuem pinturas clássicas em cada sabor e são tidas para colecionar. Apesar do lucro não está acima das ações, segundo o CEO, ele está logo ali: as vendas de cerveja no Brasil cresceram 5,3% em 2020, na comparação com 2019, na contramão da economia e do mercado global, segundo levantamento da Euromonitor. 

Conheça mais os processos de inovação e estratégia da Masterpiece na entrevista abaixo: 

Mundo do Marketing - Como foi o processo de atuar em delivery com o anúncio da pandemia?

André Valle - Foi um movimento que englobou a necessidade de sobrevivência aliado à existência de uma expertise na área, já que há 20 anos eu coordenava o MBA em e-Business na FGV. Neste curso, ensinávamos todos os elementos para uma operação de comércio eletrônico e implantar isso foi bem natural para a gente.

Mundo do Marketing - Como foi a questão da transformação digital para vocês? Já estavam antenados nessa questão?

André Valle - Sim, devido ao fato de ser professor na FGV, e uma das áreas que atuo é no MBA em Marketing desta instituição. Sou também co-autor do livro de e-Commerce desta instituição. No entanto, como era um novo problema que jamais havia sido estudado sob esta ótica, muitas decisões tiveram que ser tomadas de forma empírica. Algumas deram certo, outras não.

Mundo do Marketing - Como é o trabalho nas redes sociais? Qual é a importância dela para o negócio hoje?

André Valle - É um trabalho bem interessante pelo fato de ser multidirecional. No passado, o processo de comunicação era unidirecional, com as empresas anunciando e os consumidores recebendo passivamente a mensagem. Isso é impensável nos dias de hoje. A nossa estratégia das redes sociais é bem interativa e através dela conseguimos monitorar o alcance e a efetividade da nossa comunicação e marketing.

Mundo do Marketing - Em relação a embalagem, ela é claramente diferenciada. Como foi a estratégia de concepção desse produto?

André Valle - E o resultado foi bem surpreendente. Por exemplo, no caso da nossa cerveja American Oktoberfest, escolhemos um quadro do Rei Ludwig I da Baviera, porque ele foi o criador da Oktoberfest de Munique, em comemoração ao seu casamento. No caso da nossa Tripel (estilo originário da Bélgica), usamos um quadro de autoria de Jan Van Eyck, um dos mais famosos pintores belgas.

Mundo do Marketing - As latas trazem um teor colecionável. Foi intencional? Há algum feedback em relação a isso?

André Valle - Foi intencional sim. A ideia foi ter uma amostra de grandes obras-primas (masterpieces) em todo o mundo, de forma que nossos clientes ficassem com pena de descartar latas tão bonitas. E temos clientes que compram nossas latas somente pelas obras, e depois se apaixonam pela cerveja.

Mundo do Marketing - Como você vê a importância da embalagem hoje no mercado cervejeiro?

André Valle - Antes do lançamento do iPhone, os celulares vinham em caixas industriais. A partir de 2007, o processo de abertura (unboxing) de uma embalagem de um celular passou a ser similar à de um perfume. Acho que é uma lição que o mercado cervejeiro deveria dar mais atenção. No nosso caso, as latas já são um grande diferencial, e estamos lançando este mês uma embalagem protetora para o envio das nossas latas para todo o Brasil. A embalagem, além de ser térmica, também protege fisicamente as latas.

Mundo do Marketing - Como avalia o setor cervejeiro nessa questão de inovação?

André Valle - A gente percebe que ainda é um setor bem conservador, e que demora para tomar decisões estratégicas. Eu percebi claramente isso quando estávamos desenvolvendo o projeto da fábrica, e ao participar do Craft Beer Conference, em Denver, notei um movimento gigantesco para adoção de latas lá no mercado americano. Praticamente ninguém mais investia em envasadoras de garrafas. Alguns meses depois, na Brasilbrau, uma feira de equipamentos aqui no Brasil, vi uma enorme quantidade de cervejarias adquirindo envasadoras de garrafas. Isso há apenas dois anos... tenho certeza que hoje estas cervejarias devem estar se arrependendo da escolha, já que o movimento de adoção de latas é praticamente global.

Um dos cursos que mais gostei de fazer foi o Radical Innovation, do MIT. Lá aprendi técnicas e ferramentas para o desenvolvimento de projetos e produtos, e este conhecimento nos levou a desenvolver projetos como o da Masterpiece Lounge, que é uma cervejeira compacta com dois barris de 20 litros e prateleiras para latas, ideal para locais com baixa demanda e que, por esta questão, não conseguiam oferecer chopp. 

Veja quem também inova: Embelleze: inovação constante e forte ativação como fator de sucesso

Mundo do Marketing - Quanto essa diferenciação em embalagem está no custo do produto?

André Valle - As latas ainda custam muito caro para as cervejarias artesanais, mas em relação ao design, o custo seria o mesmo que fazer uma arte convencional. No nosso caso, acho que uma das melhores decisões foi a contratação da Plau, uma agência especializada neste nicho. 

Mundo do Marketing - Vocês foram premiados por serem uma empresa que está acima do lucro. Percebe que essa é uma tendência global? Como avalia essa questão para os próximos 10 anos? Mais marcas correrão atrás disso?

André Valle - O movimento das empresas B é global e tem implicações também globais. Os consumidores estão mais conscientes, e dando preferência a marcas que tenham esta estratégia no seu core business. E fico feliz de já estar realizando hoje o que grandes empresas, como a Ambev e a Heineken, anunciam para o seu futuro.

 

Quer se manter atualizado sobre Marketing Digital e Redes Sociais?

Conheça a Rota 360º para o Profissional de Marketing Moderno, um programa de 12 meses que visa desenvolver o senso crítico do profissional de Marketing, apresentando dados e análises das melhores fontes do mercado.