De metas SMART à busca por voz: as tendências de Marketing Jurídico que estão movimentando os escritórios Mundo do Marketing 29 de março de 2022

De metas SMART à busca por voz: as tendências de Marketing Jurídico que estão movimentando os escritórios

         

Raquel Segri Ferreira analisa como ficaram as estratégias dos escritórios de advocacia após a pandemia

Publicidade

Nos últimos dois anos, a pandemia obrigou as companhias a recalcularem suas rotas com o intuito de focar no primordial para a sobrevivência. No caso dos escritórios de advocacia, os sócios priorizaram seu core business e fizeram adaptações de acordo com o cenário instaurado para gerar leads que acompanhassem as demandas do momento. Em paralelo a isso, a área de Marketing precisou ser ainda mais criativa e inovadora para apoiar o desenvolvimento dos negócios.

O momento atual inspira ainda mais mudanças. Os escritórios já entenderam seus papéis no contexto de tantas incertezas econômicas e, assim, torna-se essencial voltar a atenção para as áreas que contribuem potencialmente para a atração e fidelização de clientes. Neste cenário, acionar estratégias alinhadas com as tendências do Marketing Jurídico é fundamental para a conquista desse resultado.

Nesse sentido, um exemplo claro de modernização é a produção de conteúdo em diferentes formatos, principalmente vídeos. Segundo pesquisa da Cisco, o vídeo representará 82% de todo o tráfego online em 2022. Portanto, os escritórios que ainda não apostaram no marketing de vídeo como uma de suas prioridades, definitivamente é hora de começar.

A atratividade dos vídeos está relacionada, principalmente, à facilidade de conexão com as pessoas. Em um escritório de advocacia, isso é ainda mais essencial. Afinal, a forma dos advogados se expressarem – incluindo gestos e tom de voz, por exemplo – contribui para gerar segurança e credibilidade aos seus discursos. Além disso, pode iniciar um sentimento de simpatia de quem assiste em relação ao interlocutor. Antes, esse “toque humano” só era possível por meio dos encontros de relacionamento.

Em termos práticos, bastaria criar pequenas séries de vídeos curtos sobre determinado assunto e aproveitar esses conteúdos em diversas plataformas, como site do escritório, e-mails ou nas redes sociais, como YouTube e LinkedIn. Este último, por exemplo, costuma ter excelente receptividade para esse perfil de publicação.

Publicidade

Inclusive, muitos escritórios de advocacia usam mídias sociais, mas nem todos investem em estratégias assertivas para cada uma delas. De fato, é um desafio manter contas em todas as redes. Por isso, a recomendação é clara: selecione as plataformas que os potenciais clientes têm mais acesso e utilize estratégias para identificar o que esses indivíduos estão procurando nas redes em questão. Apenas após isso, é possível criar um planejamento de criação de conteúdos de valor que convirjam com o resultado dessa análise. E, claramente, é preciso ter uma rotina periódica de monitoramento de métricas e possíveis remanejamentos de ações.

Outra tendência que precisa ser destacada é o SEO e sua rápida evolução nos últimos cinco anos. É possível notar que as grandes empresas já têm práticas maduras em relação à busca semântica, utilizam dados como localização, variação das palavras, sinônimos, entre outros. No entanto, a maioria dos escritórios de advocacia ainda não acompanha essas atualizações. E isso tem forte impacto na imprecisão de resultados no processo de busca no pesquisador.

É preciso salientar ainda sobre outro elemento-chave quando o assunto é SEO em escritórios de advocacia: a pesquisa por voz. Com o surgimento de Siri, Alexa e outros assistentes de inteligência artificial, o número de pesquisas por voz aumentou drasticamente nos últimos meses. Ao otimizar o marketing de conteúdo para levar em conta os hábitos de pesquisa semântica, essas buscas por voz também podem ser aproveitadas e, assim, atingir ainda mais possíveis clientes em suas buscas na internet por serviços jurídicos.

Retorno dos eventos presenciais e Metas SMART

Mesmo que muitos já estejam entusiasmados para realizar reuniões com avatares em salas virtuais no Metaverso, o contato presencial com potenciais clientes é uma maneira insubstituível de estabelecer confiança e construir um relacionamento duradouro. Tanto os profissionais de marketing jurídico quanto os advogados classificam eventos organizados por empresas e reuniões com clientes como as táticas mais eficazes para gerar novos negócios. Por isso, com a retomada de atividades em formato híbrido e com os devidos protocolos de segurança, muitos escritórios de advocacia já inseriram em suas agendas o retorno dos eventos presenciais, mais especificamente a partir de agosto de 2022.

E, por fim, antes de traçar qualquer planejamento estratégico e suas consequentes ações táticas, é preciso que as metas sejam claramente definidas. Nesse caso, a recomendação é a utilização de Metas SMART que são específicas, mensuráveis, alcançáveis, relevantes e com prazo determinado. A definição desses indicativos cria transparência em toda a empresa, esclarece a maneira como os objetivos surgiram e as ações para a realização. E, a partir do acompanhamento das metas, os profissionais de marketing podem refinar e reconsiderar estratégias que não tenham a aderência desejada.

Diante disso, é possível afirmar que tais tendências de marketing devem dominar o setor jurídico por alguns anos. Para acompanhá-las, é essencial ter uma ideia clara dos objetivos de negócio do escritório e elaborar um planejamento de marketing que esteja alinhado a isso. As tendências de marketing continuarão a evoluir, mas uma clara compreensão do público-alvo e suas necessidades garantirá que o escritório seja capaz de estabelecer relacionamentos fortes e promover ajustes rápidos quando necessário.


Publicidade