Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Cases

Da falência para a rede de franquias. Os segredos da Sóbrancelhas

Empreendedora nata, a empresária Luzia Costa perdeu tudo o que tinha até encontrar em uma capacitação gratuita o seu caminho. Hoje comanda rede que fatura R$ 24 milhões por ano

Por | 03/02/2016

roberta.moraes@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

Luzia Costa, Presidente e Fundadora da rede SóbrancelhaQuem observa o crescimento da rede de franquias Sóbrancelhas imagina que a empresa deve ter muita sorte. Em apenas dois anos, a companhia contabiliza quase 150 lojas e um faturamento que em 2015 fechou em R$ 24 milhões. As projeções são ainda mais animadoras, pois esses números devem dobrar em 2016, afinal, 200 contratos para a abertura de novas unidades já estão assinados. Em períodos de recessão econômica, a rede ignora a crise e continua atraindo novos clientes - atualmente são 100 mil atendimentos por mês.

O caso de sucesso, no entanto, está sedimentado em uma história de determinação e perseverança, frutos do foco da empresária Luzia Costa, que sempre sonhou em empreender. Antes de presidir a empresa especializada no embelezamento do olhar, ela chegou à falência, perdendo, inclusive, a própria casa. Até chegar ao atual negócio, ela vendeu biscoitos na rua, pirulitos em formato de chupeta, montou um carrinho de lanches, abriu uma lanchonete, uma pizzaria e, com o fim desta, aproveitou o estoque de tomates para produzi-los em conserva.

Os fracassos, no entanto, ao invés de paralisarem, serviram de impulso para que ela continuasse tentando. "Toda esse experiência de quebrar, levantar, tentar e correr atrás de novas possiblidades me deu a sabedoria de orientar e cuidar de todo o negócio e dos meus franqueados. É muito fácil cair, mas levantar e construir uma empresa é muito difícil", explica Luzia Costa, Presidente e Fundadora da rede Sóbrancelhas, em entrevista ao Mundo do Marketing.

SóbrancelhasCurso gratuito
O universo da beleza na vida de Luzia começou ainda cedo, no início da adolescência, quando por conta própria aprendeu a fazer unhas e cabelo. Nessa época, os serviços prestados a amigas rendiam alguns trocados. Mas a virada aconteceu quando, depois de falir, ela recebeu a oferta de uma conhecida que estava desistindo de uma vaga de um curso de estética oferecido pela prefeitura de Roseira, município de São Paulo. Sem muitas opções, ela aceitou a proposta que mudaria a vida.

Após a capacitação, ela passou a fazer massagens a domicílio, atendimento nas praias de Ubatuba durante o dia e nos condomínios à noite. "Quem faz a oportunidade somos nós. De uma turma de 40 pessoas, a maioria não levou adiante. Muitos acreditam que um curso oferecido pela prefeitura pode ser insignificante, mas foi o que abriu portas para chegar onde estou", acrescenta Luiza.

A iniciativa deu certo e serviu para capitalizá-la para abrir uma sala de treinamento. Ao formar novos profissionais, ela percebeu que já tinha um dos pontos mais difíceis em uma franquia, que é montar um time capacitado e oferecer suporte. Neste momento, a visão empreendedora enxergou longe e meses depois ela abriu a unidade piloto da Sóbrancelhas no Taubaté Shopping, na cidade onde mora até hoje e de onde comanda toda a rede.

SóbrancelhasModelo enxuto
Com uma clientela forte, criada, inclusive, com a oferta de serviços gratuitos para apresentar o trabalho no tempo em que o serviço era oferecido em domicílio, a unidade deu certo e começou a chamar a atenção de outros empreendedores. A presença no shopping agradou às clientes com pouco tempo livre que passaram a dispor do atendimento até às 22 horas, fazendo com que o movimento fosse constante durante todo o dia. Poucos meses separaram a unidade inaugural à primeira franquia, aberta em abril de 2014, no Buriti Shopping.

Nesses quase dois anos a rede só cresceu. Com um modelo de negócio enxuto, principalmente, no formato quiosque - voltado para o público B e C - a marca tem atraído pessoas que estão investindo as economias para espantar a crise. O investimento inicial para se tornar um franqueado da rede Sóbrancelhas custa a partir de R$ 90 mil, a projeção de retorno do investimento é de até 18 meses e o faturamento gira em torno de R$ 35 mil reais mês. A rede possui ainda o modelo de loja, que tem como foco a classe A.

A empresa pretende inaugurar mais lojas em 2016 e bater a marca de 300 unidades até dezembro, alcançando um faturamento de R$ 50 milhões. O início do ano já foi promissor com a inauguração de sete novas unidades: três em São Paulo, duas no Rio de Janeiro e outras duas no Ceará. O procedimento varia entre R$ 25,00 e R$ 35,00, dependendo da localização, e o segredo do sucesso é um só. "É preciso se preocupar com o serviço que está sendo prestado e se colocar no lugar do cliente. Não é só ganhar dinheiro, é preciso ter tranquilidade ao saber que o seu público não está correndo risco. Temos total preocupação com a qualidade da experiência que estamos oferecendo", preocupa-se Luzia.

SóbrancelhasSem medo da concorrência
Além de comandar todo o negócio, Luzia Costa é a responsável por desenvolver as técnicas aplicadas na rede. Para chegar ao atual patamar ela continuou fazendo cursos para se aprimorar e ter sempre um diferencial para apresentar aos franqueados e às clientes. Todos os procedimentos são passados para uma treinadora-chefe, responsável por capacitar as profissionais que treinarão as funcionárias que trabalharão nas unidades. Atualmente, a rede conta com oito treinadoras que viajam o país dando treinamento.

Além das sobrancelhas, a rede também faz depilação em outras áreas do rosto, como buço e queixo, e ainda oferece tratamento para a face. "Poucas pessoas sabem, mas assim como a pele e cabelo, a sobrancelha também precisa ser tratada e desenvolvemos produtos para isso. Após os 30 anos, a mulher começa a ter queda no pelo das sobrancelhas, que começam a ficar falhadas. Além disso, a penugem passa a nascer onde não deveria", esclarece a empreendedora.

O investimento em um segmento específico é um dos diferenciais do negócio. "É muito difícil ser bom em tudo. É preciso saber qual é a área em que mais se identifica. O mundo da estética é muito grande, quem quiser se especializar em tudo, na verdade, não será bom em nada. Ao escolher uma ou duas áreas, o profissional consegue estudar melhor e desenvolver novas técnicas. Quem ataca em todas as áreas não tem tempo de enxergar o que está dando certo", ensina Luzia.

Com um acompanhamento tão próximo, a gestora não teme a chegada dos concorrentes. O setor de embelezamento das sobrancelhas é um dos que mais cresce no país. Além da Sóbrancelhas, redes como Centro das Sobrancelhas, Spa das Sobrancelhas, Sobrancelha Express, Sobrancelhas Design e Centro das Sobrancelhas também estão cadastradas na Associação Brasileira de Franquias (ABF). "Sou à favor da concorrência sadia, afinal, há espaço para todos. O que me incomoda é a deslealdade. Não fico olhando para o que os outros estão fazendo, pois quem olha para fora não tem tempo de ver o que está acontecendo em casa e assim não investe em melhorias", finaliza. 

Leia também: Bem-estar: tendências e oportunidades em beleza. Estudo do Mundo do Marketing Inteligência. Conteúdo exclusivo para assinantes.

beleza





Comentários


Publicidade

Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2015.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2017. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss
Evento: Influenciadores Digitais