Chega de falar e olhar para crise | Mundo do Marketing

Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Canais

Chega de falar e olhar para crise

Já conhecemos o cenário em que nos encontramos. Precisamos mirar à frente e para o alto. São as atitudes de agora, e não uma paralização, que garantirão o sucesso de hoje em diante

Por | 26/05/2015

bruno@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

Faz cerca de um mês que, em uma de nossas reuniões de pauta semanal, conversamos sobre a importância de parar de discutir a crise econômica pela qual o Brasil vem passando. Se a partir de janeiro a orientação era discorrer sobre as saídas para ela, em abril já estávamos pensando em deixar este assunto de lado porque, mesmo mostrando casos de superação, dar mais destaque aos problemas, no nosso entendimento, é dar eco às vozes que impedem que as empresas invistam e realizem ações proativas para se manterem na rota do crescimento.

Àquela altura, em nosso entendimento, insistir em pautas explorando os setores e mercados que estavam em baixa era manter um clima de pessimismo. E não estamos aqui para isso. Desejamos que o profissional de Marketing seja um agente protagonista de mudanças nas companhias e na vida das pessoas. Não estamos querendo esconder nada. Fingir que nada está acontecendo. Mas todos já conhecemos o cenário em que nos encontramos. Precisamos olhar para o alto. Chega de falar e olhar para crise.

O fato de muitas empresas e profissionais ainda insistirem neste tema nos deixa intrigados. Baixa nas vendas, cliente que não renova, giro fraco, estoque em alta, custos em alta, fluxo baixo... tudo culpa da crise. Será mesmo? Em alguns casos sim. A conta da luz, por exemplo, aumentou bastante, mas parte das empresas já trabalha com energia renovável há anos. A busca por alternativas que melhorem a eficiência e diminuam os custos das companhias que realmente importam é ainda privilégio de poucos negócios. Mas são estes poucos que se saem melhor em tempos de crise.

São companhias que não giram em torno das metas de curto prazo. Organizações que têm um compromisso com o longo prazo. Elas podem até perder uma onda favorável momentânea, mas no decorrer dos anos, quando o mar volta, estão preparadas para enfrentar a tormenta. Ao mesmo tempo, navegam tranquilamente em um oceano calmo, enquanto muitas estão sendo rondadas por tubarões. É o caso da Honda. Semana passada foi noticiado que a montadora japonesa "tem fila de espera por carros e paga hora extra para produzir mais".

Não é curioso que, enquanto suas concorrentes demitem milhares de trabalhadores, param suas linhas de produção e vêem suas vendas caírem mês a mês, a Honda vive um ótimo momento no Brasil, com forte crescimento de vendas, inclusive? Assim como a sua conterrânea Toyota, que conquistou a liderança mundial após um longo período de trabalho, a Honda tem seu planejamento focado no amanhã.

O seu best seller no momento, o utilitário-esportivo HR-V, pode até ter chegado atrasado no Brasil. Afinal, este segmento foi o que mais cresceu nos últimos anos e teve no EcoSport um líder de vendas por muitos anos, mas ele chegou na hora certa, para o consumidor certo. Sem muitas opções realmente melhores tanto na faixa do EcoSport quanto especialmente em uma acima, o carro está sendo a sensação do momento em um mercado que era a cara da crise.

Como pode? Como dizem, em toda crise há oportunidade. Mas é mais do que isso: produto e serviço bom, aliado a um custo benefício que o consumidor enxerga que vale a pena, sempre terá demanda. É a velha fórmula do Marketing que de tão básica chega a ser aterrorizante para aqueles que não a seguem. Primeiro, faça o básico (ou surpreenda) muito bem feito. Segundo, tenha um posicionamento diferenciado e bem definido. Consistência e coerência são fundamentais e, terceiro, mire no longo prazo, fazendo o amanhã todo dia.

Comentários


Inteligência Inteligência

Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2019.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2019. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss