Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Blogs

Web 2.0 Expo ? Diário de Bordo

Conteúdo colaborativo e aplicativos Freemium já não são mais tendências

Por: | 30/09/2010

pauta@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

Para começar o dia light, em complemento aos posts anteriores listo as principais pílulas do segundo dia de conferências do Web2.0Expo.

Se não matar a fome, teremos muffin para o café da manhã nos keynotes que iniciam o terceiro dia e último dia do evento. Já estou de volta ao local onde ele acontece e na expectativa de que o fechamento seja com chave de ouro.  Haverá palestras sobre games que formam comunidades e métricas para as novas mídias. Não deixe de acompanhar a cobertura das palestras por aqui e pelo @inpresspni.

Vamos então às pílulas (American size, reparem):

- Khris Loux, surfistão e CEO da badalada Echo, reuniu em seu painel jornalistas da CNN, Washington Post e do colaborativo HuffingtonPost para discutir o entrelaçamento das mídias tradicionais e sociais no futuro das coberturas "jornalísticas". Todos concordaram, obviamente, que é preciso integrar as mídias. O alcance da imprensa e a autenticidade das redes sociais foram assumidos como a receita a ser seguida nesse caldeirão de interesses. E o HuffingtonPost, apesar de ser o menos conhecido no Brasil, destoou como experimento mais avançado nessa integração. Trata-se de um veículo disponível apenas online e que conta com 80% de seu conteúdo de terceiros. São 10.000 colaboradores para as matérias. O papel do jornalista? "Editores, curadores do conteúdo da social media", afirma Paul Berry, CTO do HuffingtonPost.

- Por falar em curadoria, o tema também foi explorado por Mark Josephson, CEO da Outside.in. Mark lembrou que com o crescente volume de conteúdo circulando pelo mundo, sempre haverá boas oportunidades de organização e curadoria desse bolo de dados. É o que ele faz em seu negócio, que edita conteúdo "hiperlocais", levando relevância para comunidades e cidades menores dos EUA, e o que ele propõe que as empresas façam para seu universo de interesse. Como exemplos de "serviços" de curadoria já existentes, Josephson citou o Buzz Feed ("Algorithm Curation"), que elenca  o que a comunidade está achando interessante e que tem potencial viral, o Digg ("Community Curation"), que ranqueia as notícias mais votadas pelos internautas,  e o Collecta ("Time-Based Curation"), que mapeia o que está gerando burburinho na web como um todo "nesse instante".

- YouSendIt: o que para mim era um serviço que me ajuda o dia a dia passou a ser também um negócio admirado. O fundador do YouSendIt, Ranjith Kumaran, defendeu o modelo do freemium, no qual parte do serviço é gratuita e parte, opcional e mais premium, é cobrada. Pioneiro no uso desse modelo e principal case de sucesso para as start-ups americanas ávidas por copiar a receita yousenditana, Kumaran enfatizou que não adianta ser free se não houver planejamento e sangue frio para aguardar o retorno financeiro no longo prazo. "Hoje temos 14 milhões de usuários cadastrados e cerca de 30% paga pelos serviços, mas ficamos dois anos só testando o modelo e sem premiums." Ao final da palestra. Ranjith deixou a dica: "o único número que importa é o do life-time value. É isso que garante a sustentação do seu negócio". Será que as start-ups vão encarar?

That´s all for now, folks.

Já volto.

Hugo Godinho - Diretor de Mídias Digitais da In Press Porter Novelli
@hugogodinho

Comentários

Biografia

Hugo Godinho, Diretor do Núcleo de Comunicação Integrada e Mídias Digitais da In Press Porter Novelli mostra em detalhes o evento.

Arquivos


Este blog reflete única e exclusivamente a opinião do seu autor e não necessariamente o posicionamento jornalístico que norteia o Mundo do Marketing.

Acervo

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2018.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss