Resumo do excelente primeiro dia de Web Expo 2.0 | Mundo do Marketing

Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Blogs

Web 2.0 Expo ? Diário de Bordo

Resumo do excelente primeiro dia de Web Expo 2.0

O primeiro dia do Web 2.0 Expo fechou muito redondo no propósito de seu tema: falar de Plataformas para o Crescimento.

Por: | 28/09/2010

pauta@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

O primeiro dia do Web 2.0 Expo fechou muito redondo no propósito de seu tema: falar de Plataformas para o Crescimento.  Chamou atenção em especial a capacidade de foco dos palestrantes nesse assunto, o que nem sempre acontece nesse tipo de evento no Brasil.... talvez a cultura latina de não se seguir uma linha...whatever. Aliás, cabe esta única ressalva de "diferenciação", porque além disso não há nada que os eventos digitais mais consagrados que acontecem em São Paulo deixem a desejar com relação ao eventão nova-iorquino.

Complementando os posts do dias, da massa crítica de painéis desta terça-feira alguns destaques:

- Katie Couric (@katiecouric): âncora da CBS News, é figura conhecida dos americanos, apresentou por anos um "Bom dia Brasil" chamado USA Today. Durante a palestra intitulada "Traditional News Value in a New Media World", de maneira muito natural e despretensiosa, Katie comentou o lado bom e o ruim do impacto das redes sociais no telejornalismo. Como aspecto positivo, destacou a colaboração com que passou a contar ao conduzir entrevistas com a participação dos internautas. Segundo Katie, antes ela ficava muito preocupada em fazer as perguntas que as pessoas gostariam de fazer e agora já as recebe prontas. Ela vê as redes sociais como "amostras que valem muitos insights". Como segundo ponto positivo, a jornalista trouxe para o debate as vantagens de contar com as denúncias dos cidadãos, o que muitas vezes gera um furo jornalístico ou rende boas matérias. Como aspecto negativo, a jornalista destacou a questão da qualidade, da suposta falta de cuidado por parte de muitos produtores de conteúdos ao noticiarem em blogs, comunidades etc. Segundo a âncora, nem sempre fontes são consultadas, não há especialização em editorias específicas e não há grandes compromissos com a veracidade das informações.Como exemplo, Katie citou a onda de "mortes" no Twitter, como o falso acidente de carro que o cantor teen Justin Bieber teria sofrido. Mas concluiu que "sempre haverá espaço para o jornalismo sólido e de qualidade". Sorridente, em algumas ocasiões, Katie se auto-intitulou uma "dinossaura". Pode até ser.

- McKenzie Eakin (@MacheteBetty): Program Manager for Back-end Community Enablement e responsável pela Comunicação do Xbox nas redes sociais, McKenzie fez um papel fundamental internamente na organização: catequizou a alta gestão sobre a relevância e o impacto de seu trabalho (lembrou-me muito alguns conceitos da apresentação de @valmiranda e @ninocarvalho no Congresso Mega Brasil desse ano). Para alcançar tal objetivo, ela praticamente "desenhou" mesmo. Como exemplo, McKenzie mostrou uma primeira tabela na qual apresentava exemplos do que era um tweet, o equivalente no Facebook e a referência offline ("uma fala de alguém").

Num segundo exemplo - e nova tabela - a executiva relacionou "oportunidade de comunicação" de "tweetevidence", tangibilizando no Twitter a possibilidade de atingir os objetivos propostos (assim que o ppt dela estiver disponível,  publico aqui o link para vocês!). Um dos objetivos da "coluna à esquerda" precisou ser, inevitavelmente, "reduzir custos de atendimento" para brilhar os olhos da alta gestão. Felizmente, muito além da questão meramente financeira (número de posições de atendimento), Eakin foi capaz de mostrar que o atendimento bem realizado e o diálogo com o público-alvo diferenciaram o Xbox de seus concorrentes na web. E deixou a dica: "respondam com agilidade e transparência".

- Tim O´Reilly (@timoreilly), dono do evento e figura conhecida nos EUA pelo engajamento nas redes sociais, falou de maneira mais visionária sobre a web. Dentro da perspectiva de melhor uso das plataformas e de toda a tecnologia disponível hoje, O´Reilly propôs que a inovação seja grande aliada para se repensar a cultura do consumo. Sugeriu que todos trabalhem em "coisas que realmente importam". Na sequência, falou sobre redes sociais locais que já permitem a realização de troca de pertences entre as pessoas, algo como um escambo 2.0. Na linha mais light de fazer um mundo melhor, O´Reilly colocou a diversão das pessoas como algo fundamental e muito ligado à web 2.0.  A partir do exemplo do aplicativo Farmville, Tim concluiu: seja "smart stuff or dumb stuff, make it with smart tools".

 

 

 

Amanhã tem mais, de Story-Telling a redes sociais internas nas empresas. Fiquem ligados aqui e no @inpresspni.

Até!

Hugo - @hugogodinho

 

Caso queiram ver fotos do evento, tem no Flickr. Clique aqui.

Gostei dessa que mostra Tim O´Reilly com a marca dele ao fundo.

Comentários

Biografia

Hugo Godinho, Diretor do Núcleo de Comunicação Integrada e Mídias Digitais da In Press Porter Novelli mostra em detalhes o evento.

Arquivos


Este blog reflete única e exclusivamente a opinião do seu autor e não necessariamente o posicionamento jornalístico que norteia o Mundo do Marketing.

Acervo

Pesquisar por Tags

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2019.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2019. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss