A publicidade mais cara do mundo | Mundo do Marketing

Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Blogs

Conexão Paris

A publicidade mais cara do mundo

Por: | 15/07/2009

stella@slegnani.com.br

Compartilhe

Ontem não escrevi, pois como todo o francês, desde 1789, quando houve a tomada da Bastille e a eclosão da revolução Francesa, 14 de junho é o dia de para fazer duas coisas aqui em Paris: ou assistir o desfile militar na Champs Elysée e guardar lugar para à noite ver os fogos no pé da Torre Eiffel, ou sair de Paris e  "picnicar" nos parques. No castelo de Versailles , o  pic nic foi todo de "branco" (tipo Réveillon em Copacabana....). E como não fujo à regra, fiz a minha cesta e fui ajudar a perpetuar a tradição.

 E por falar em tradição quem mais que o perfume, um dos maiores atrativos de vendas aqui na França?
Então elegi os dois tops em termos de Publicidade e de guerra pelo poder. As marcas Chanel e Dior, fazem da venda de cosméticos o alicerce base seu "chiffre de affaires", leia-se rendimentos.
Concorrentes ao extremo, disputam terreno cliente a cliente.  Chanel guarda o lugar de número 1 em vendas desde 1921, quando laçou o N5. Mas em 2004, com o posto de rainha ameaçado, a marca fez a publicidade mais cara da historia, com a bela Nicole Kidman e o nosso maravilhoso Rodrigo Santoro, lembram? Pois a investida lhe garantiu o retorno ao posto de N1.
Mas hoje vou mostrar que em tempos incertos, vale utilizar valores conhecidos e fortes na hora das vendas. Duas versões opostas da mulher francesa são a fonte de inspiração para a publicidade deste semestre. Qual delas você prefere?
Chanel apelou para a força da Mademoiselle (Coco Chanel), e mostra a francesa versão mulher não-frágil, onde Audrey Tatou, clichê da francesa, encarna a heroína num filme que usa a força do perfume como magia. "Uma mulher sem perfume é uma mulher sem futuro", dizia Coco Chanel. Aqui, mademoiselle mostra a francesa versão 2009. Independente e forte
·        Sensual e romântica à sua maneira, amor "impossível" (sentimento da atualidade)
·         Livre (viagem), exótica (Istambul)
·         Moderna (ela usa digital)
 

 

Dior utiliza a tradição francesa, num filme "très, très parisiense" (à la Carla Bruni):
·         Vestido romântico (básico do guarda roupa francês) e alta costura
·         Gastronomia (França = belas guloseimas)
·         Bicicleta (paixão nacional)
·         Comprar flores (hábito cotidiano francês) namorar, pois Paris é a cidade do amor

Comentários

Biografia

Stella Pelissari é formada em Moda e Jornalismo, tem pós-graduação em Moda e Comunicação e Mestrado em Management Fashion em Business.

Arquivos


Este blog reflete única e exclusivamente a opinião do seu autor e não necessariamente o posicionamento jornalístico que norteia o Mundo do Marketing.

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2020.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2020. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss