Caminhos incontornáveis da evolução no varejo ? II | Mundo do Marketing

Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Blogs

Shopper View

Caminhos incontornáveis da evolução no varejo ? II

Caminhos incontornáveis da evolução no varejo ? II

Por: | 19/09/2012

simoneterra@sterra.com.br

Compartilhe

Vou falar, nesta matéria, sobre um varejo que é conterrâneo do Hortifruti, citado em nossa última coluna, e que também está inovando a passos largos: é o Grupo Dadalto. O Grupo conta as lojas Dadalto (Departamento), Dacasa Financeira, D&D Home Center da Construção, Promov e a FEAD - Fundação Educacional Antonio Dadalto, atuando nos mais variados setores.

O Grupo Dadalto é uma empresa familiar, que optou pela profissionalização e vem inovando, mexendo em seu mix, mudando seus PDVs, criando formatos menores e expandindo seus PDVs a toque de caixa. Desde que a rede entrou nesse processo, há poucos anos, o seu número de PDVs cresceu consideravelmente!

Visitando suas lojas para fazer um Manual de Merchandising, entrevistei alguns profissionais e fiquei sabendo que o Grupo iniciou suas operações em 1937 na cidade de Conceição do Castelo, interior do Espírito Santo, e descobri que o espírito varejista que corria no sangue de seu fundador, Antonio Dadalto, era o de fazer sell out e desenvolver belas estratégias de venda ao shopper daquela época.

O patrono das lojas, que começou seu negócio abrindo um mercadinho em parte de sua casa, tinha o tino voltado para os negócios sendo, sobretudo, um excelente vendedor. Na época que começaram a ser vendidas geladeiras no Brasil, soube que ele pegava um caminhão e ia às cidades do interior do Espírito Santo, abria em praça pública seu veículo e vendia suas geladeiras. Ao final do dia, quando sobravam geladeiras, ele ia à casa dos que haviam se interessado e não haviam comprado, e oferecia-lhes um negócio:

 "- Vim aqui para lhe fazer uma proposta. Acabou o dia, já vendi a maioria das minhas geladeiras e estou voltando para minha cidade. Como será um inconivente levar de volta o produto, arriscando, inclusive, danificá-lo, gostaria de lhe propor um acordo: o senhor guarda para mim a geladeira por uma semana, pois estarei voltando semana que vem para pegá-la, e em contrapartida o senhor pode utilizar a geladeira essa semana, inclusive ver se ela lhe agrada, mas sem nenhum compromisso! Apenas fazendo a gentileza de guardá-la para mim! Semana que vem eu pego a geladeira com o senhor."

Assim ele estava começando, não só o que virou sua rede de lojas, mas também sua financeira, pois quando voltava à cidade, na maioria das vezes os clientes, logicamente, queriam ficar com o produto (quem não tinha dinheiro para comprá-la a vista, podia parcelá-la).

É através de homens com essa visão que construímos nossos varejos, mas é também através da compreensão e da visão estratégica dos herdeiros em transformar a lógica de sua gestão varejista implementando assim operações profissionalizadas, que assistimos, nesse país, algumas redes varejistas familiares crescerem, continuando a se desenvolver. Infelizmente também vimos outras que já foram obrigadas a fechar suas portas ou vender suas marcas por falta de visão de negócio.

Tiro o meu chapéu para o varejo capixaba, sua capacidade de inovação e profissionalização, pois eles estão fazendo sucesso nacional e a diferença no mercado. Que venham muitas moquecas sem dendê e goles de uma das melhores aguardentes do Brasil: a Santa Terezinha.

Até breve, amigos.

Comentários

Acervo

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2019.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2019. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss