Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Blogs

Na Pele do Shopper

Brasil x Mundo: crescimento de marcas próprias

Como o varejo pode ter sucesso neste segmento

Por: | 04/06/2014

pauta@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

Saiu, no início de maio, um dos mais importantes estudos sobre o mercado de marcas próprias dos EUA, que é realizado anualmente pela Deloitte. O estudo confirma números apontados anteriormente pela Nielsen e mostra que a participação das private labels nas cestas de compra está na alturas por lá, com participações de 17,5% em valor e 21,2% em volume. O crescimento da particpação das marcas próprias nos resultados do varejo em geral foi de 5% de 2011 a 2013; nas farmácias este incremento foi ainda maior, de 9% no período.

Globalmente, a média de consumo de marcas próprias nas categorias industrializadas de alto giro é de 16% (na Suíça é de 46%!), enquanto que no Brasil permanece na casa dos 5%. Olhando esta diferença, tendemos a pensar que este sertor vai mal no país e não tem futuro, mas não é assim. Chegando mais perto e avaliando o comportamento do shopper em relação a esta categoria de produtos, entendemos as motivações que ele tem em adquirir ou não um produto de marca própria do varejista e a partir daí é possível desenhar estratégias para desenvolver este mercado.

Uma constatação interessante que surgiu no 19º Estudo de Marcas Próprias da Nielsen 2013 sobre o mercado brasileiro é que, diferente do que acontece nos EUA e Europa, por aqui não há uma clara relação do aumento de preço dos itens ou crise nos orçamentos domésticos com a migração para as marcas próprias: por exemplo, se os preços aumentam, 42% das pessoas continuam comprando as mesmas marcas de fabricantes. Nos EUA, quando os preços de alimentos sobem, 46% das pessoas compram mais MPs e na Europa, 35% recorrem a elas. No Brasil o consumo de MPs está concentrado nas classes BC, diferente do que imaginaríamos. Por que as classes DE não consomem tanto as MPs? Especialsitas afirmam que é porque este shopper não está disposto a experimentar, pois não pode errar, além de ver no consumo de marcas consagradas uma forma de obter status.

Mesmo que bem menor em relação a países desenvolvidos (nos EUA o mercado de marcas próprias movimentou R$111 bilhões em 2013), o mercado de MPs brasileiro cresceu 142,3% em 7 anos, saltando de R$ 1,34 bilhão em 2006 para R$ 3,25 bilhões em 2013; quase metade dos lares brasileiros (49,1%) comprou ao menos um item de marca própria em 2013. O impulso é devido às grandes redes (GPA, Walmart, Carrefour, Cencosud e Dia%), que respondem por 56% nas vendas do total de categorias, segundo a Nielsen, e por 94% do que é comercializado em valor.

MP x Branded
Nos EUA os shoppers disseram que as MPs são iguais ou melhores que os branded products em 28 de 30 categorias, sendo que estão dispostos a adotar as marcas dos varejistas em categorias como água mineral, descartáveis de papel, carnes, temperos e snacks salgados. Entretanto, continuam fiéis às suas marcas de cerveja, refrigerantes e soft drinks em geral, pet food e café.

No Brasil, no caso de bazar, os destaques ficam para as MPs, que representam 25,3% do volume de toalha de papel e 23,8% dos guardanapos de papel. As categorias de água sanitária, sacos para lixo e álcool têm participação bastante expressiva de MPs, respectivamente de 17,1%; 23,8% e 27% das vendas em volume, bem como papel higiênico, com 19,5%. Na mercearia, as maiores participações nas vendas em volume são os óleos comestíveis (13,8%), as conservas vegetais (21,6%) e palmitos, com 17,8%, e o açúcar (16,6%).

Caminho para o sucesso
Varejista, quer ter sucesso com MPs? Aposte no desenvolvimento de produtos a partir dos principais vetores que impulsionaram o crescimento das marcas prórpias no país, mapeados pela Nielsen:  commodities, saudabilidade, embalagens, praticidade e sofisticação.

http://www.mediapost.com/publications/article/225077/name-brands-consumers-like-em-less-than-ever.html

http://www.abrasnet.com.br/economia-e-pesquisa/pesquisas-sazonais/marcas-proprias/

Comentários

Biografia

Insights, Melhores & Piores Práticas, Conhecimento, Estórias. Shopper Marketing Para Todos Os Gostos.

Arquivos


Este blog reflete única e exclusivamente a opinião do seu autor e não necessariamente o posicionamento jornalístico que norteia o Mundo do Marketing.

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2018.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss