Com os dois bonés nas Olimpíadas | Mundo do Marketing

Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Blogs

Mundo do Marketing Esportivo

Com os dois bonés nas Olimpíadas

Com os dois bonés nas Olimpíadas

Por: | 02/10/2012

daniel@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

Aterrissamos no aeroporto de Heathrow na quinta-feira, dia 9 de agosto, às 7h20 da manhã. Muito sol e calor, o que se repetiu nos dias em que estivemos em Londres para participar de reuniões, visitar parceiros e fornecedores. Claro, também, para assistir alguns eventos, ativações de marca e competições das Olimpíadas.

Colocando o nosso `boné de visitante´, percebemos o quanto a capital inglesa havia se planejado e se preparado muito bem para aquelas semanas, onde as atenções do mundo estavam voltadas para ela.

A atmosfera esportiva na cidade foi criada a partir de cores e formas das roupas e dos acessórios usados pelas pessoas, da sinalização e personalização dos meios de transporte, nos prédios e casas, anúncios e TVs - estava no ar, no olhar e no sorriso dos moradores e turistas.

O transporte público funcionou perfeitamente e a sinalização nas ruas e avenidas permitia que você encontrasse o seu destino tranquilamente. Uma multidão de stewards - os `mordomos´ ou assistentes de torcedores, normalmente encontrados durante os jogos nos estádios da Europa - também nos ajudava com mais informações. Policiais e o próprio exército, idem.

Os pontos de competição, atrações e eventos foram espalhados pela cidade, como o Horse Guards Parade, Earls Court, The Mall, Hyde Park e Victoria Park.

A experiência de assistir uma partida de futebol no estádio de Wembley é memorável. Quando saímos da estação Wembley Park e vimos uma grande multidão, ficamos preocupados, pois só faltavam 45 minutos para o jogo começar. Porém, como tudo fluía com muita tranquilidade, tivemos até tempo para comprar água, tirar fotos e, vinte minutos depois, estávamos sentados em nossos assentos na quarta fileira - uma visão mais do que privilegiada e memorável do gramado, das jogadoras e dos 80.203 torcedores. Com destaque para a atuação da goleira americana Hope Solo, pelas suas defesas e pela atração dos flashes das câmeras.

Trocando, agora, para o nosso `boné de profissional de marketing´, acreditamos que Londres deu um show de criatividade, organização e execução exemplar de um evento gigantesco e com alto grau de complexidade.

Na sexta-feira, dia 10, fomos ao evento de lançamento do novo branding feito pela Works UK para a FIH (Federação Internacional de Hóquei). Saímos diretamente de lá para o Parque Olímpico. Vimos de perto a gigantesca estrutura disponível aos atletas e torcedores.

Quanto mais caminhávamos dentro do Parque Olímpico e observávamos as estruturas construídas para os demais esportes, como o Velódromo, BMX Track, Centro de Esportes Aquáticos, Riverbank Arena, além das Arenas do Basquetebol, do Pólo Aquático e o próprio Estádio Olímpico, mais nos impressionávamos. Principalmente, com o tamanho, a beleza das estruturas e como tudo funcionava bem.

Conceitos de sustentabilidade eram encontrados na prática, desde a reutilização de sobras de materiais na construção do Parque, estruturas temporárias, coleta seletiva, energia renovável, comércio justo. Este tema, seguramente daria um capítulo à parte.

O excelente branding desenvolvido para as Olimpíadas foi explorado nas mais diversas aplicações online e impressa: ingressos, sinalizações, sites e aplicações mobile e todo o dressing nas ruas, avenidas, estádios e ginásios, entre outros. O mascote - este, achamos que ficou um pouco a desejar - foi espalhado nas ruas e personalizado de diversas formas.

Os patrocinadores ativaram suas marcas de maneira inteligente, com destaque para Samsung, BT, Visa, BMW e Coca-Cola.

Os ingleses conseguiram uma integração impressionante entre os setores público e privado nas áreas de transporte, energia, saúde, segurança, design, comunicações, mobilidade e, claro, gestão. Tanto para as Olimpíadas quanto para o dia a dia dos londrinos.

Sabemos que o Brasil e o Rio têm um grande desafio pela frente. Depois da nossa viagem, isto ficou ainda mais evidente. E assustador.

Por Fabio Interaminense e Davis Tenório são sócios e diretores de atendimento da Works Brasil. Eles escreveram este artigo com exclusividade para contar a experiência que tiveram nas Olimpíadas de Londres 2012.

Este artigo e muito mais estará disponível, nesta semana, no Especial Olimpíadas 2016 do Mundo do Marketing Esportivo.

Comentários
Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2018.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss