Redes Sociais Privadas | Mundo do Marketing

Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Blogs

Marketing Educacional

Redes Sociais Privadas

Redes Sociais Privadas

Por: | 09/06/2015

rafa_villas_boas@hotmail.com

Compartilhe

Três fenômenos ocorrem concomitantemente na web. O crescimento do número de usuários da internet no Brasil, de um lado, e das Redes Sociais, em paralelo, e a busca que as empresas empreendem para entregar informações e serviços sob medida aos usuários de seus sites. Esses fenômenos/tendências ocorrem simultaneamente e caminham para uma conversão que irá revolucionar a interface e a usabilidade da rede.

Tornando uma longa história curta, vamos a eles:

Tendência 1 - Uso da Internet
A última edição do ranking e relatório Global Information Technology Report 2014 mostrou que o Brasil caiu para a 69ª colocação (estávamos em 60º lugar em 2013) entre os 148 países participantes.  O Índice de Tecnologia de Informação avalia o nível de preparo dos países para usar as tecnologias de comunicação e informação em três áreas: no ambiente regulatório, empresarial e de infraestrutura destas tecnologias; no preparo dos três principais grupos (indivíduos, empresas e governos) para o uso e aproveitamento destas tecnologias; e na implementação real das últimas tecnologias de comunicação e informação disponíveis. A Finlândia ocupa o primeiro lugar deste ranking complexo que avalia dimensões variadas das quais destacamos o percentual de usuários de Internet. Na Finlândia, em cada 100 habitantes, 91 usam a rede, enquanto no Brasil, são 49 (eram 37 no mesmo ranking em 2010, o que aponta uma grande melhoria). Não é, ainda, um número absoluto desprezível, posto que somos o país de número 5 em população, segundo a ONU. Mas é um percentual relativo risível (a Finlândia nesse quesito ocupa e 6ª posição e o país com maior percentual de usuários, Islândia, possui 96% de sua população conectada). Temos muito para crescer.

Ainda que o número de horas on line do Brasileiro esteja entre os mais altos do mundo… iremos crescer muito ainda…

Tendência 2 - Uso das Redes Sociais
Além de crescerem, as Redes Sociais tornam-se especializadas. Assim como o Primeiro Ford "podia ser de qualquer cor desde que ela fosse o preto", as Redes Sociais hoje são genéricas e grosseiras com baixa segmentação e clusterização. No Brasil. No exterior as redes tornam-se mais finas e orientadas, como o Linkedin, focado em relacionamentos profissionais e que possui 347.000.000 de usuários no mundo (mais de 20 milhões de brasileiros).

São redes sociais enormes para todos os temas. Apenas daquelas com mais de 20 milhões de usuários (o Facebook possui mais de 1.39 bilhão), existem desde comunidades especificas orientadas a ex-colegas de escola russos, até afro-americanos, fãs de filmes, consultores familiares, em uma Cauda Longa que termina em redes sociais especializadas em Programação de Softwares Livres, Ecologia, Sadomasoquismos, Fervorosos Religiosos Católicos e Mussulmanos, Amantes de Livros, turismo, Costureiros de Crochet, Mães, Vampirólogos e milhões de pessoas interessadas em sua Genealogia.

Mais abaixo nessa longa cauda residem as Private Social Networkings. Redes sociais de empresas multinacionais e de Alumnis de universidades.

Eram 2.000.000 de redes sociais diferentes desenvolvidas apenas pelo site Ning, antes do fechamento de seu módulo gratuito (site especializado na construção dessas interfaces) que aglutinam mais de 40 milhões de usuários. Essa Longa Cauda se inicia com a maior rede social do mundo Facebook, segue pelas 41 redes com mais de 20 milhões de usuários, 48 redes com mais de um milhão de pessoas, e termina nas milhões de redes, em média com 20 participantes do Ning ou desenvolvidas por softwares houses independentes.

Tendência 3 - Internet On demand
Estamos entrando na era do marketing um a um. Estamos entrando, verbo corretamente conjugado no gerúndio, pois ainda não entramos de fato. Com exceção de alguns web sites e soluções que permitem a personalização de Anúncios, apenas, caminhamos em passos lentos para que a web te receba com um sonoro "Bom Dia Fulano!".

Algumas organizações trabalham com cookies. Quando você acessa um determinado site de e-commerce (o da Amazon.com é o mais exemplar) o servidor dessa página consegue armazenas na sua máquina, na sua casa, um pequeno fragmento de texto (chamado cookie). Em seu próximo acesso, seu computador irá sincronizar-se com o servidor da página visitada que irá ler esse cookie. De acordo com o dado histórico desse texto, o site poderá criar uma oferta acordada com o seu perfil: sob demanda. Se você acessou a área de perfumes da Amazon, portanto, o anuncio no banner principal poderá apresentar uma promoção exclusiva de uma colônia para você.

Essa é uma solução antiga, utilizada com inteligência por empresas de comércio eletrônico.

Com o poder de segmentação de redes sociais e seu enorme crescimento e amplitude, as empresas poderão desenvolver websites baseados nessas Social Networks e dessa forma compreender os interesses de seus usuários e apresentar soluções on demand para eles. Esse é um potencial ponto de encruzilhada que convergirá o antigo brouser (a barra de navegação onde você digit a URL - o endereço eletrônico http//www….) com redes de interessados.

Um exemplo simples e óbvio seria o cruzamento do Rotten Tomatoes com a Amazon. De um lado a maior comunidade de usuários e afixionados por cinema, de outro a maior loja on line de DVD. No Rotten Tomatoes, 86% dos usuários que assistiram Interstellar, gostaram do filme. Desses 284 resenharam sua opinião.

De posse dessa comunidade e dominando essa ferramenta a Amazon poderia desenvolver uma promoção para o próximo acesso de Adam Graham, um fã da cidade de Detroit, que amou a história (e deve estar ávido por somar o Blue Ray / DVD a sua coleção).

 

Comentários

Biografia

O Marketing Educacional é imperativo para o crescimento institucional e inspirar-se em boas práticas pode fazer a diferença nas operações e carreiras dos executivos do segmento.

Arquivos


Este blog reflete única e exclusivamente a opinião do seu autor e não necessariamente o posicionamento jornalístico que norteia o Mundo do Marketing.

Acervo

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2018.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss