3 passos para se ter uma equipe autogerenciável | Mundo do Marketing

Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Blogs

Growth Hacking: quebrando as regras para acelerar a sua empresa

3 passos para se ter uma equipe autogerenciável

Um time bem estruturado é essencial para uma empresa em crescimento

Por: | 11/12/2019

pauta@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

Com a difusão do growth hacking, uma discussão está se tornando bem acalorada: O que é melhor: Ter uma equipe independente ou sob supervisão constante?

Como eu não sou a favor de extremos, a minha resposta para essa pergunta é: depende.  

O que não podemos negar é que um ambiente de trabalho rígido está culturalmente atrelado a empresas mais antigas em que, inevitavelmente, havia aquela figura do chefe (não líder) despreparado, abuso de autoridade e assédio moral. Mas também precisamos concordar que em todo lugar deve haver regras, tarefas e KPIs para que os colaboradores possam seguir.

Mas a verdade é que estamos falando da Era Digital em que o surgimento de novas tecnologias digitais, softwares corporativos e cultura de CRM, estão mudando a maneira como fazemos negócios. O que é novo hoje pode não ser amanhã e o timing deve ser uma prioridade, afinal, novos algoritmos se estabelecem todos os dias e é preciso estar atento!

Saiba mais sobre: Transformação Digital e qual a sua importância

Tudo isso motiva as pessoas a começarem a se perguntar se é possível construir uma equipe autogerenciável, isto é, que não precise de ter aquela "figura má" do chefe, mas ainda assim use todas as oportunidades e recursos para fechar o mês de acordo com seus KPIs e com metas batidas.

Para começar a ter algum sucesso na tentativa de ter uma empresa menos dependente de você e que funcione com prazos cumpridos e metas batidas, separei alguns passos que eu mesmo uso dentro do Instituto Quebre As Regras e que acredito que pode te ajudar a estruturar os seus departamentos.

Conheça os primeiros passos para ter uma equipe autogerenciável

1 - Antes da contratação, avalie a capacidade de resolver tarefas: Antes de entrar na sua empresa, seu candidato deve saber que todo problema é uma tarefa que precisa de uma solução menos desgastante e mais prática. Se ele não tem essa capacidade, dificilmente conseguirá trabalhar em um ambiente com multitarefas, típico de startups e empresas em crescimento.

2 - Prioridade no Sucesso do Cliente: Eu nunca vou me cansar de falar dele. Toda a sua empresa deve estar focada em levar a MELHOR experiência possível para o cliente. Do atendimento telefônico até o pós-venda. E não se engane: Se algum dos seus colaboradores não concorda com isso, então, ele não está alinhado com a sua cultura.

3 - Preze pelas pessoas com curiosidade: Uma pessoa que não tem vontade de descobrir mais nem de aprender coisas novas nunca estará apta para trabalhar em uma empresa inovadora e com vontade de crescer.

Tenha como colaborador ideal pessoas que podem operar em equipe e por conta própria. O ponto principal da criação de uma equipe de vendas autogerenciada é garantir que cada membro da equipe seja autossuficiente, mas, ao mesmo tempo, se sinta parte da equipe e saiba que todo ato individual impacta todo o time.

Comentários

Biografia

Guilherme Machado. Já ajudou mais de 100 empresas a se tornarem únicas em seus segmentos com táticas de Growth Hacking

Arquivos


Este blog reflete única e exclusivamente a opinião do seu autor e não necessariamente o posicionamento jornalístico que norteia o Mundo do Marketing.

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2020.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2020. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss