Economia de Experiência IV | Mundo do Marketing

Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Blogs

Experience Marketing

Economia de Experiência IV

Um dos negócios em que a tendência de criatividade e inovação são mais visíveis sendo a Walt Disney uma grande pioneira

Por: | 19/08/2009

bruno@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

É fato que ainda é o "setor" de entretenimento um dos negócios em que a tendência de criatividade e inovação são mais visíveis sendo a Walt Disney uma grande pioneira, que oferece claramente um universo de magias e sonhos para todas as idades. Mas, chegará o dia em que esta tendência vai se estender a todos os segmentos. Do encanador ao doutor. Em termos de segmento sócio produtivo, o mercado corporativo começa a ingressar na economia de experiências, seja oferecendo momentos memoráveis a clientes (fidelização), funcionários (incentivo) e quem sabe a toda cadeia produtivas do negócio. Independente de qual seja o segmento que vai chegar mais perto de adotar a tendência, a certeza é que será por conta da Economia de Experiência que uma empresa alcançará mais sucesso do que outras.

As empresas de sucesso no futuro venderão espetáculos. A venda de uma experiência não se limita aos teatros e parques de diversão e as festas!!! Em tudo podemos colocar experiências e espetáculos. Uma reunião com clientes, ou treinar uma equipe de vendas por exemplo, em um ambiente totalmente saudável, construtivo e multisensorial - jogar golf , degustar uma safra nobre de champanhe, voar de balão, quer lugar melhor? Um restaurante, uma loja de automóvel, uma locadora de DVD,... tudo cabe um espetáculo. As pessoas que dominam os conhecimentos sobre as novas tecnologias devem pensar nos meios para criar uma vasta gama de experiências, como os jogos interativos, simuladores, eventos de experiências ou a realidade virtual.

Vale lembrar o que disse Andy Grove na última edição da Comdex, o maior evento da indústria informática. "O nosso negócio já não é o de criar e vender computadores. É o de fornecer informações e experiências interativas." Também é bom conhecer o que estão fazendo os restaurantes no mundo. O Hard Rock Café, o Planet Hollywood ou o House of Blues são bons exemplos de refeições com entretenimento incluído. E as lojas da Niketown, da Cabella´s e da Recreation Equipment Incorporated são excelentes exemplos de meios de comprar com entretenimento.

O Visionary Reality Center, da Silicon Graphics, um ponto de encontro entre os engenheiros e os clientes, onde se apresentam e testam as mais recentes inovações da empresa. O grupo de teatro One World Music está se beneficiando desta tendência. As empresas contratam para animarem sessões de capacitação ou para serem os facilitadores de reuniões de brainstorming. Está cada vez mais claro: a cada dia as empresas irão transferir o "teatro de operações " da competição, dos custos, da gestão, do relacionamento, do incentivo e da disciplina para a oferta de experiências agradáveis.
 

Economia de Experiência IV

Comentários

Biografia

O Melhor da Vida é presentear, fidelizar, incentivar e motivar as pessoas através de novas experiências.

Arquivos


Este blog reflete única e exclusivamente a opinião do seu autor e não necessariamente o posicionamento jornalístico que norteia o Mundo do Marketing.

Acervo

Pesquisar por Tags

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2019.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2019. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss