À Flor da Pele | Mundo do Marketing

Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Blogs

Consumo e Inovação

À Flor da Pele

2.011

Por: | 16/12/2010

bfurtado@aliasite.com.br

Compartilhe

Nesta época é impossível fugir dos balanços do ano que passou e expectativas para o seguinte. Impossível porque fazem parte do ritual de passagem da vida e nos ajudam a ensaiar cenários. Não vou falar do que passou, mas de algumas pistas de oportunidades e perspectivas que este novo período pode nos trazer.

Iremos lidar com questões novas como Excesso de Demanda, um "problema bom" diriam alguns, mas que embute desafios que não sabemos lidar. Afinal são novos. Lojas cheias, filas, produtos em falta, quantidades limitadas por comprador, quebras de estoque, clientes decepcionados. Em um cenário de sobreposição da demanda sobre a oferta, profissionais de marketing podem ser questionados se há necessidade de investir em comunicação e em marketing. A resposta para um momento como este requer o resgate do senso de finalidade do marketing como descrito pelo José Eustáquio, sócio-diretor da Talent. "Existem essencialmente quatro caminhos de crescimento de um negócio: vender para mais, vender de forma mais qualificada, vender por mais tempo, vender constantemente e crescentemente". Excesso de demanda inspira novas estratégias e táticas para vender de forma mais qualificada, afinal se os recursos de uma empresa são finitos devem ser administrados para gerar maior valor para o negócio.

O ano que vem trará a divulgação de mais dados do Censo 2010. Os primeiros números sinalizam diversas mudanças na sociedade brasileira que inspiram novos produtos, serviços, táticas de comunicação, formatos varejistas e movimentos de marcas. O que sabemos será revisto e este instrumento pode ser utilizado para inspirar planos de marketing conectados com esta nova sociedade brasileira.

Em termos de comportamentos teremos uma sofisticação dos hábitos e maior fluidez nas atitudes. Por sofisticação entenda-se: maior exigência, maior experiência, aumento de conhecimento e maiores expectativas. Estes comportamentos contemporâneos sinalizam que as estratégicas, táticas, formatos varejistas, produtos e serviços, devem também transformar-se continuamente ou perderão a conexão com as pessoas. Todos estes motivos justificam novamente porque deve-se investir em um trabalho de marketing e comunicação intenso, presente e avançado.

Temos também que aprender a lidar com emoções à flor da pele. Os acontecimentos sociais e ambientais dos últimos anos sinalizam uma sociedade mundial mais tensa, com mais medos e exposta a ocorrências extremas. De uma hora para outra sua marca ou seu cliente pode estar no lugar errado e você será chamado à dar uma solução para uma questão crítica. Como lidar com isso? Temos que aprofundar as competências humanas para gerir com sensibilidade.

E esta questão será uma competência essencial em marketing nos próximos anos: sensibilidade. Sensibilidade para entender os desejos contraditórios da sociedade. Sensibilidade para detectar nichos obscuros e não atendidos. Sensibilidade para liderar questões de responsabilidade sócio-ambiental. Sensibilidade para viver e agir em uma época de descontrole de marcas. Sensibilidade para fazer com que a marca sob sua gestão conte uma história que beneficie o mundo.

Desejo meu querido leitor do blog, um maravilhoso 2011 e que sua sensibilidade esteja à flor da pele.

Comentários

Acervo

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2018.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss