Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Blogs

Conexão Paris

Hermès e Vuitton - Guerra das Estrelas

Por: | 04/11/2010

stella@slegnani.com.br

Compartilhe

Dez dias de muita mídia desde o anuncio que LVMH havia comprado 17,1 % do capital aberto de Hermès, finalmente os diretores da empresa, em cadeia pública ontem (tv e jornais) anunciaram claramente sua insatisfação.
"Se você diz que deseja ser amigável, Sr. Arnaul, por favor, se retire", diz Bertrand Puech e Patrick Thomas, os dois diretores de Hermès. A família toda é unanime a este sujeito. Bertrand Puech é um dos descendentes do fundador, da quinta geração e presidente da empresa familiar.
Segundo B. Arnault, "este é um investimento amigável" - ao comprar as ações Hermès (sem desvendar sua identidade) ele desejava apenas "colocar esta empresa familiar em abrigo, protegendo de uma tomada de controle por um grupo estrangeiro...".
Enquanto isso a família Hermes, advertiu Sr. Arnault :  "foi lançada uma batalha financeira." Puech e Thomas revelam que conheceram Bernard Arnault na segunda-feira após o anúncio da LVMH. "Foi uma reunião cordial e franca.  Dissemos a ele que não consideramos esta intervenção como amigável e que não temos interesse nenhum nessa participação".
Segue uma pequena parte da entrevista do jornal Le Fígaro Econômico, dada ontem pelos diretores de Hermès, Patrick Thomas e Bertrand Puech:
LE FIGARO - Como vocês reagiram ao saber da entrada de LVMH no capital Hermès?
Patrick THOMAS. - Foi uma grande surpresa. LVMH anunciou de uma só vez a tomada de 17 % de nosso capital como "amigável". Esta chegada não foi nada amigável. Nem desejada, nem solicitada. Não sofremos de nenhuma ameaça de capital estrangeiro como Sr. Arnault anunciou.
Bertrand PUECH. - Surpresa e desagrado. Eu recebi uma chamada telefônica do Sr. Arnault, às 9h45 da manhã, dizendo que faria o anuncio ao meio dia!
Como vocês devem trabalhar com este primeiro acionário individual?
P. T. - Vamos antes de tudo ver todas nossas forças para essa retirada. Mas de fato um acionário de 17% no nosso capital não muda em nada nossa cultura e modo de trabalhar. A Maison Hermès, não precisa absolutamente de nenhuma ajuda, suporte ou tutor, contrariamente ao que pensa SR Arnault. Para ser franco, se você observar o desempenho de nossa empresa depois de nossa entrada na Bolsa em 1993, vera que o crescimento anual net de LVMH foi de 7,6% e Hermès de 14,7%. Na Bolsa, as ações de LVMH foram multiplicadas por seis, as de Hermès, por 35. Se alguém precisa de ajuda, será sem duvida Sr. Arnault.
O que vocês pensam que Bernard Arnault veio fazer na empresa de vocês?
P. T. - Bernard Arnault jamais escondeu seu interesse pela Hermès. Este é o sujeito, o resto é apenas técnica. Pois a Maison Hermès não é uma empresa, não é uma assinatura ou marca, é um terreno cultural o qual florescem a cada estação flores de criatividade. É uma herança formidável, um grande legado, uma tradição de respeito por pessoas e matérias, uma química muito complexa. Esta cultura é dificilmente compatível com a de um grande grupo.
Esta não é uma luta financeira é uma luta de culturas. É óbvio que poderiaos dobrar os lucros de Hermès nos proximos cinco anos, mas Hermès morreria lentamente.
B. P. - Somos artesãos, nosso objetivo é fazer os melhores produtos do mundo. Nós não falamos que somos do quisito luxo, nós somos da qualidade.
 
Comentários

Biografia

Stella Pelissari é formada em Moda e Jornalismo, tem pós-graduação em Moda e Comunicação e Mestrado em Management Fashion em Business.

Arquivos


Este blog reflete única e exclusivamente a opinião do seu autor e não necessariamente o posicionamento jornalístico que norteia o Mundo do Marketing.

Acervo

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2018.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss