O golpe de mestre da marca Chanel | Mundo do Marketing

Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Blogs

Conexão Paris

O golpe de mestre da marca Chanel

Por: | 07/10/2009

stella@slegnani.com.br

Compartilhe

  

Eu já tinha percebido algo pelas últimas campanhas que circulam há pelo menos um mês nas revistas de moda. Enquanto todas as marcas mostram modelos em poltronas de luxo, decoração de princesa, contos de fada... Chanel fez a campanha em preto e branco, simples, somente uma mulher em pleno campo.
Ah, Karl! Sempre em avanço como a marca, percussora desde os tempos de mademoiselle...
E, pensando bem, creio que não poderia ser diferente. Porque às vezes as vitrines nos matam de chatice. Todo mundo faz quase a mesma coisa em proporções diferentes... E como Chanel sempre frente à do seu tempo, jogava com códigos do futuro já em 1913, como poderia ser diferente?
Pois ontem, aqui em Paris, no desfile de alta costura, cheguei a levar um susto, mas logo adorei a proposta. O chique e tradicional Grand Palais foi transformado em casa de campo, para ser bem específica, uma granja. Nada foi esquecido na rústica decoração: pilhas de feno, grama, restos de verde, palha e bancos de tronco de árvores cobertos de juta acolhiam a chique platéia. O sinal do início do desfile? Uma galinha cantando "cocoricó".
E em plena crise, (crise de tudo: moral, financeira & ecológica...) as empresas são OBRIGADAS a posicionar-se. Sem chance de recuo. E que estratégia melhor que oferecer um "retorno" a simplicidade (mesmo que esta, seja bem cara)?
Prince e Claudia Schiffer
Como sempre, a marca deverá ser o parâmetro para muitos no mundo e certamente no próximo verão de 2010, muitas coleções pelo planeta troçarão o bling-blig (superfora de moda!) pela simplicidade do artesal, como peças em crochê, tricô, florais e fuxicos (bem típico do trabalho maravilhoso desenvolvido pelo fantástico pessoal da CopaRoca, na favela da Rocinha no Rio).
 Claudia,Karl Lagerferl e Virginie Ledoyen 
Foi uma coleção ecológica? "A Ecologia, o Bio, é uma coisa do qual sou aderente, mas é preciso dar um toque de moda, de sofisticação", responde o mestre Karl Lagerfeld.
Observação pessoal: no início do desfile, se escutou um galo cantar "Cocoricocó"...Para curiosidade, a primeira música que Gabrielle Chanel cantou na vida, na tentativa de trabalhar, foi num café em Moulins, a marchinha  "Qui qu´a vu Coco" e repete várias vezes o refrão:  "Cocoricocó"... (daí surge  seu apelido "COCO"). Um verdadeiro retorno à fonte, não?
 
LEIA Também:
Entrevista com François-Henri PINAULT, presidente PPR

O Consumidor impõe um novo Mercado

Tendências do Futuro , Novas Atitudes 

Comentários

Biografia

Stella Pelissari é formada em Moda e Jornalismo, tem pós-graduação em Moda e Comunicação e Mestrado em Management Fashion em Business.

Arquivos


Este blog reflete única e exclusivamente a opinião do seu autor e não necessariamente o posicionamento jornalístico que norteia o Mundo do Marketing.

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2018.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss