A neurociência da estética | Mundo do Marketing

Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Blogs

Brain News

A neurociência da estética

?Quem ama o feio, bonito lhe parece?

Por: | 30/08/2012

pauta@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

 

O que é belo para você? Existem inúmeras respostas para esse tipo de pergunta e elas vão variar de acordo com a definição de belo que a pessoa que está respondendo possui. Porém, dependendo da intenção do artista, saber como a beleza é percebida é de extrema importância, seja para criar uma pintura sublime ou para pensar em uma peça publicitária que comova milhões de pessoas. 
 
O ato de apreciar um trabalho artístico nos proporciona uma sensação conhecida como "experiência estética". A experiência estética pode ser definida como aquela que permite o observador perceber, sentir e experienciar um objeto artístico, gerando uma ativação dos nossos sentidos, emoções e processos cerebrais relacionados com a razão e raciocínio lógico. Consequentemente, uma das grandes discussões que giram acerca desse assunto diz respeito sobre qual seria o critério utilizado quando julgamos se uma determinada imagem ou objeto é esteticamente agradável aos nossos olhos. 
 
Consequentemente, o entendimento das vias neuronais que estão por trás da experiência e julgamento estéticos é algo que os neurocientistas buscam para compreender melhor como um mesmo objeto pode gerar sensações estéticas tão diferentes entre as pessoas. Essas diferenças de avaliações podem ser usadas para separar as ativações cerebrais relacionadas com as respostas objetivas sobre o objeto estético (ou seja, se ele é belo ou não) daquelas geradas pelas reações emocionais subjetivas suscitadas por uma determinada peça artística.
 
Para investigar e entender melhor sobre os fatores que influenciam a experiência estética, pesquisadores da Universidade de Nova York realizaram testes de ressonância magnética funcional (fMRI) enquanto um grupo de voluntários visualizava uma série de pinturas e classificava, em uma escala de 1 a 4, o quanto aquelas imagens "mexiam" com eles, ou seja, o quanto elas geravam uma certa inquietação ou entusiasmo. Após o término do exame, os participantes do estudo tinham ainda que dizer a intensidade de nove possíveis tipos emoções que cada pintura poderia evocar: felicidade, prazer, tristeza, confusão, temor, medo, repugnância, encantamento e grandiosidade.
 
Ao analisar os resultados, os cientistas encontraram que existem regiões cerebrais que são ativadas de forma diferente de acordo com a maneira com que os participantes classificavam as obras de arte. Mais especificamente, a atividade de áreas cerebrais mais relacionadas com o processamento de informações provenientes do meio ambiente (ou seja, que chegam através dos cinco sentidos) aumentava quanto maior era a avaliação das pinturas como sendo "tocantes" ou que "mexiam" mais com o indivíduo.  Em contrapartida, regiões cerebrais relacionadas com um processamento neuronal mais introspectivo e reflexivo tiveram suas atividades variando de acordo com a intensidade e tipo de emoção interna gerada pela obra de arte. 
 
A partir desses resultados podemos observar que a experiência estética envolve a integração de uma rede de regiões cerebrais que controlam respostas exteriorizantes (sensoriais) e interiorizantes (emocionais) e são expressas dependendo do grau de relevância que uma determinada obra de arte possui para nós. 
 
Esta é uma nova área do conhecimento, também conhecida como neuroestética que busca entender quais são as redes neuronais envolvidas durante a experiência estética, possibilitando conhecer, diferenciar e modular os tipos de sensações que procuramos elicitar quando criamos um trabalho artístico.
Comentários

Biografia

O Brain News é um espaço dedicado ao Neuromarketing e traz o que há de mais recente no mercado sobre o assunto.

Arquivos


Este blog reflete única e exclusivamente a opinião do seu autor e não necessariamente o posicionamento jornalístico que norteia o Mundo do Marketing.

Acervo

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2019.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2019. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss