Consumidores gays precisam de marcas especializadas? | Mundo do Marketing

Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Blogs

Blog da Redação

Consumidores gays precisam de marcas especializadas?

mercado vê surgir empresas focadas em grupos de consumidores divididos de acordo com idade, gostos, hábitos, preferências e... orientação sexual

Por: | 01/07/2011

redacao@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

Consumidores gays precisam de marcas especializadas?Cada vez mais segmentado, o mercado vê surgir empresas focadas em grupos de consumidores divididos de acordo com idade, gostos, hábitos, preferências e... orientação sexual. O público LGBT tem apresentado um potencial de consumo crescente que pode ser aproveitado pelas marcas que souberem conquistá-lo.

E aí está o desafio, já que, na maioria das vezes, estes clientes são mais criteriosos e exigentes do que a média e não gostam de ser rotulados. Cabe às empresas se diferenciar e entrar de forma transparente e sem preconceito na vida deste consumidor, que tende a gastar mais, já que não tem despesas com filhos, por exemplo.

Diante desta realidade, decidimos dividir com vocês dois exemplos de empresas gay friendly que descobrimos recentemente. O site G Encontros é voltado para gays, lésbicas e bissexuais que querem encontrar um parceiro e já soma 1,7 milhão de usuários cadastrados em todo o Brasil. A maioria (74%) é do sexo masculino e metade destes internautas possui nível superior completo.

Também de olho neste público, que segundo pesquisas corresponde a mais de 10% da população brasileira, a dentista Sandra Pacheco e a terapeuta holística Thais Lobo decidiram criar a Odontologia Diferenciada. A clínica, localizada em Ipanema, bairro nobre do Rio de Janeiro, tem como principal objetivo amenizar o desconforto da discriminação. O faturamento já chegou a R$ 400 mil e a meta é alcançar os R$ 800 mil, oferecendo serviços que aliam o atendimento odontológico e terapia holística, além de homecare.

E você, o que acha? Vale a pena criar serviços e produtos específicos para o público LGBT?

Consumidores gays precisam de marcas especializadas?

Consumidores gays precisam de marcas especializadas?

Quer saber mais sobre o que as empresas estão fazendo para conquistar estes consumidores?
Gay friendly: conheça as marcas amigáveis aos homossexuais

Comentários

Acervo

Pesquisar por Tags

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2019.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2019. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss