As oportunidades para a prática da health communications nas agências Bruno Mello 18 de junho de 2024

As oportunidades para a prática da health communications nas agências

         

Daniel Rimoli analisa como o mercado de healthcare vem ganhando destaque no mercado e como aproveitar as oportunidades

As oportunidades para a prática da health communications nas agências
Publicidade

A pauta da comunicação healthcare tem sido cenário de importantes eventos do setor publicitário, como o SXSW e o Web Summit, e até mesmo do setor de tecnologia, como o CIES e o MWC, o que emerge a discussão sobre como ela efetivamente precisa ser realizada nos dias atuais.

Mais que usufruir das inovações disseminadas à exaustão para potencializar a comunicação para a saúde, como wearables, biotecnologia, reconhecimento de imagens, blockchain, entre outras, é preciso que especialistas de health communications estejam atentos a novas oportunidades.

A humanização das relações e a ascensão da IA e do Big Data

É imprescindível reconhecer a persistência e a necessidade da humanização na comunicação em saúde. Para se ter uma ideia, um estudo feito com 620 médicos na cidade de São Paulo revelou que 95,2% dos entrevistados valoriza as visitas de propagandistas e consideram que eles trazem importantes atualizações de medicamentos e tratamentos para seu conhecimento.

Esse cenário fornece às agências de comunicação especializadas em healthcare a oportunidade de desenvolver peças que agreguem valor aos profissionais, por meio de estratégias que combinem abordagens digitais com interações humanas autênticas.

Publicidade

Nesse sentido, o acesso rápido a dados sobre os produtos, materiais visuais de última geração e a disponibilidade de conteúdos científicos aos médicos são algumas das frentes que a tecnologia ajuda, desde que bem explorada pelo propagandista, que deve se encarregar de trazer o importante calor humano para essa relação.

Por outro lado, o crescimento do uso da Inteligência Artificial (IA) e o tratamento de grandes volumes de dados (Big Data) tem revolucionado o diagnóstico médico. Afinal, com o rápido avanço do Prontuário Eletrônico e da análise desta massa de dados, a precisão e eficiência no diagnóstico estão aumentando.

Para as agências de comunicação especializadas em health communications, isso representa uma oportunidade única de utilizar essas tecnologias para comunicar informações médicas de forma clara, acessível e precisa, uma vez que a criação de um conteúdo que traduz os dados complexos em insights compreensíveis é essencial para educar pacientes e profissionais da área da saúde.

A oportunidade por trás do crescimento das healthtechs

As healthtechs têm se tornando protagonistas no setor de saúde, oferecendo soluções inovadoras que vão desde aplicativos de monitoramento vital, até plataformas de Telemedicina. Essas empresas, por sua vez, também representam uma oportunidade valiosa para as marcas de medicamentos da indústria farmacêutica se destacarem, ao fornecerem serviços inteligentes que agregam valor não só para pacientes, como também para médicos.

Tendo em vista este cenário, as agências de comunicação especializadas em health communications têm o desafio de posicionar essas marcas de forma estratégica, destacando sua contribuição para a melhoria da saúde e do bem-estar.

Em suma, ao priorizar a humanização, incorporar a Inteligência Artificial e aproveitar as oportunidades apresentadas pelas healthtechs, as agências especializadas em comunicação healthcare se posicionam como parceiras essenciais nesta jornada de comunicação eficiente e mais acessível.

*Daniel Rimoli é Head de Planejamento da Cacau, agência de comunicação com foco em publicidade e eventos com 14 anos de atuação no mercado.


Publicidade