Likes na vida real | Mundo do Marketing

Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Artigos

Likes na vida real

O desafio para os profissionais do Marketing hoje sair do lugar comum e integrar a efemeridade dos Stories do Instagram com a racionalidade do ponto de contato físico

Por | 16/05/2019

pauta@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

Todos nós, profissionais de marketing, ouvimos quase que diariamente que precisamos inovar, sair da caixinha e ter em nossos projetos uma alma digital. Quando as ferramentas e a tecnologia passaram a conectar pessoas elas eram motivo de fascínio e de descobrimento. Hoje o desafio é outro: sair do lugar comum e integrar a efemeridade dos Stories do Instagram com a racionalidade do ponto de contato físico.

Já passamos do ponto em que precisávamos transformar a adoração do público em um like. Nós aprendemos como fazer isso. Hoje, de maneira oposta, precisamos aprender e encontrar meios de fazer com que os likes sejam dados e percebidos no mundo real, fundindo as dimensões e posicionando marcas no patamar de espetáculos que geram a relação emocional e de troca que os creators popularizaram com a Geração Z, por exemplo.

Conceitos como acesso, comunidade e propósito passaram a ter uma relevância muito maior do que posse, crédito e propaganda. Enquanto indivíduos, os consumidores mudam todos os dias e buscam experiências para se conectar com suas causas e suas crenças, o que vai além do que consumir. Eles querem se reconhecer. Eles querem ocupar os seus espaços. Eles querem o direito de falar.

 

Ou seja, estamos no momento de transformar literalmente marcas em momentos, espaços e instalações que conversem com o dia a dia das pessoas que se pretende alcançar. E isso vai além do marketing promocional: passa por todo o processo de comunicação, o que inclui até a interna. Basta olharmos com mais atenção como as antigas conferências internas deram origem aos modernos "summits", principalmente impulsionados pelos unicórnios do empreendedorismo, como iFood e Nubank, e por marcas conhecidas pela inovação, como a Coca-Cola.

A gigante de bebidas não-alcoólicas deu início a um projeto   que adiciona aos meios clássicos de conversa com o colabodora, projetos de experiência especialmente idealizados para gerar engajamento e aumentar o sentimento de pertencimento. É exemplo disso o recém-realizado evento Sustentalks, idealizado pela Fibra, que teve como objetivo trazer todos os colaboradores a bordo nas iniciativas de sustentabilidade da companhia no Brasil, que tem como foco as frentes de água, resíduos, cadeia e comunidade. Para isso, o formato juntou nomes referência da área, como André Trigueiro, DJ Bola, Emanuel Alencar e Cintia Kita, e colaboradores da Coca-Cola Brasil em apresentações que traçaram um panorama entre uma visão macro dos assuntos abordados no Brasil e no mundo e a forma como a companhia enxerga e trata essas questões internamente.

Os eventos proprietários também são grandes ferramentas que contribuem para criar essa atmosfera. Faz parte dos benefícios a ligação do nome da marca enquanto referência no segmento abordado, além de ser possível tornar a iniciativa recorrente e aguardada no calendário em função dos seus atributos e do valor gerado ao público. E, ainda, inspirado nessa dinâmica, é possível fazer uso de patrocínios de grandes eventos, como os populares festivais de música ou feiras de entretenimento, para se destacar com micromomentos próprios e exclusivos que descolam os anunciantes da concorrência e que elevam a percepção do público em torno da experiência única gerada.

Assim como no on-line, os likes na vida real não podem ser confundidos com aumento de vendas. Eles estão relacionados à branding, relacionamento e imagem. As marcas querem mesmo é que seus consumidores, independente do ponto de contato, as amem tanto que não se lembrem como viviam no passado sem elas e que não queiram levar a vida longe delas no futuro. Não estamos falando em contabilizar o total de corações (até mesmo o Instagram tem estudado retirar essa informação para privilegiar o conteúdo), mas sim no desenvolvimento de ações que gerem memória e boas histórias para contar e compartilhar.

Por: Vitor Nunes

CEO da Fibra Live, a nova cara do Live Marketing brasileiro ao integrar brand experience e digital com reverberação inteligente em resultados para conectar marcas e pessoas em seus diversos pontos de contato


Comentários


Acervo

Pesquisar por Tags

Inteligência Inteligência

Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2019.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2019. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss