Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Artigos

É preciso apostar no mix e tornar a marca multimídia

O caminho ideal para os anunciantes é o mix que combine ações em diferentes frentes, alternando entre o online e offline, sempre atento a utilizar mensagens coerentes

Por | 25/09/2014

pauta@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

No final de 2011 já surgia a dúvida: os meios de comunicação offline conseguiriam sobreviver à onda de portais que cada vez mais ganhavam destaque no mundo inteiro? A verdade é que muitas mudanças tiveram que ser realizadas, mas os grandes veículos continuam existindo, claro que adaptados às exigências de um novo perfil de público.

Foi assim também no caso da publicidade. Com o acesso à Internet se popularizando rapidamente, a relação entre marcas e clientes ganhou dinamismo. O resultado é que o novo consumidor está mais exigente, rápido e bem informado e as empresas foram percebendo que precisavam marcar presença em outros canais para acompanhar o ritmo.

As possibilidades de conhecer melhor o perfil de seu consumidor, segmentar, customizar e direcionar melhor a publicidade ao público-alvo, aliadas à evolução de ótimas ferramentas de mensuração de performance, passaram a chamar a atenção dos anunciantes para a web.

Em 2013, a Internet passou ao posto de segundo maior segmento publicitário no Brasil, ficando atrás apenas da TV, quando, segundo dados da IAB (Interactive Advertising Bureau), o crescimento desse mercado atingiu 25,9% e faturamento de R$ 5,75 bilhões.

Ainda assim, os canais offline, como o jornal, as revistas e o rádio continuam ocupando um papel bem importante na vida dos brasileiros, parte pela credibilidade e, principalmente, a TV, pela relação já construída das grandes organizações ao longo de tantos anos com um público cativo e aí constituído de diversas gerações juntas.

O caminho ideal para os anunciantes é o mix que combine ações em diferentes frentes, alternando entre o online e offline, sempre atento a utilizar mensagens coerentes, garantindo assim uma presença multimídia e aumentando as chances efetivas de criar uma boa reputação e atingir o seu target.

Um grande exemplo é o fenômeno da segunda tela. De acordo com o mais recente relatório da Ericsson ConsumerLab TV e Mídia, que contou com 15 mil entrevistados em todo o mundo, 75% dos donos de dispositivos móveis utilizam seus aparelhos enquanto assistem a seus programas de televisão favoritos.

Então, como elaborar um bom plano de mídia? A verdade é que evoluímos, tendo que nos adaptar à velocidade da divulgação, ao maior acesso à informação, aumento de ofertas em diversos canais. Neste cenário, as marcas que estiverem atentas aos movimentos deste público e dispostas a investir constantemente em inovações saem na frente.

Enfim, hoje é preciso ser uma marca multimídia para atender este novo consumidor multicanal.

Por: Stefan Schimenes

Empreendedor serial e cofundador da Cazamba


Comentários


Publicidade

Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2018.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss