Artigos

Publicidade
Publicidade
Planejamento Estratégico

Creator economy e a democratização no acesso aos influenciadores como aliada das empresas

Para Sobhan Daliry, democratização no acesso aos influenciadores é a próxima etapa do desenvolvimento da internet

Por Sobhan Daliry - 01/12/2021

O marketing de influência vem ganhando cada vez mais espaço nas estratégias de comunicação e relacionamento das empresas. Em uma recente pesquisa realizada pela Youpix, que ouviu 94 organizações de diferentes segmentos, 83% dos entrevistados afirmou que as ações de marketing de influência foram essenciais para o negócio durante a pandemia. Hoje em dia, a influência já conta com um ecossistema próprio formado por empresas e ferramentas que alimentam a relação entre marcas, criadores e públicos. 

Porém, ainda há uma importante disrupção a ser feita: a democratização do marketing de influência. Ao contrário do que se pensa, pequenas e médias marcas também podem incrementar suas estratégias com ações de marketing e relacionamento aliada ao trabalho de um influenciador.

Atualmente, qualquer um já pode usufruir do serviço de um influenciador por meio de um intermediador menos burocrático, principalmente em um país com pessoas tão adeptas à navegar na internet e com cerca de 152 milhões de usuários sedentos por conteúdo e interação nos canais digitais, conforme dados do estudo TIC Domicílios 2020.

A democratização no acesso aos influenciadores é, de fato, a próxima etapa do desenvolvimento da internet. Digo isso, com base no meu conhecimento do mercado e nas conversas com clientes, mas também em evoluções de comportamentos e dinâmicas que aconteceram ao longo da história. Há 20 anos, por exemplo, o grande boom do varejo digital permitiu que grandes empresas criassem seus próprios canais de vendas on-line. Hoje, você ou eu, podemos vender qualquer coisa pela internet.

É nessa tendência de evolução de tudo que rodeia nossa vida que eu vejo o grande potencial da creator economy, que é a transformação do trabalho do influenciador em um negócio mais dinâmico e acessível em todos os sentidos. Para mim, esse é o próximo estágio do canal de distribuição de conteúdo de maneira eficiente.

Acredito, particularmente, no poder de conexão gerada pelos formatos personalizados, por meio de vídeos - gravados ou ao vivo - de personalidades que tenham fit com a marca e com o público que ela tem ou deseja atrair. Não apenas por meio de ações com nomes nacionalmente conhecidos, mas dando espaço também para aqueles que fazem sentido para determinadas regiões do País.

Distribuir apenas mídia é coisa do passado. A Era da economia dos criadores de conteúdo está aí para oferecer muito mais: divulgação com eficiência, emoção e personalização. Exatamente como o seu negócio e o seu público merecem.
 
 

Por: Sobhan Daliry

Sobhan Daliry é CEO da emotion tech Polen