A proibição de errar no Marketing | Mundo do Marketing

Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Artigos

A proibição de errar no Marketing

Se alguém sofre uma derrota, é fato que será feita uma análise aprofundada sobre todos os seus erros e haverá uma troca de pessoa o mais rápido possível

Por | 31/07/2014

pauta@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

Apesar de o assunto da Copa do Mundo já ter sido amplamente utilizado em diversos âmbitos, gostaria de deixar uma reflexão sobre como isso pode servir de aprendizado para os departamentos de Marketing. Nós pudemos observar ao final da Copa a grande comoção que foi feita em homenagem à seleção alemã. Não somente o grande respeito que eles demonstraram com nosso país, mas muito foi divulgado sobre o incrível treinamento, trabalho e dedicação por anos a fio até chegar ao ano de 2014, onde foi vencedora do tão desejado mundial.

E os principais pontos que foram divulgados nessa estratégia foram sobre a cultura de treinamento e desenvolvimento de talentos desde muito jovens e todos os outros acertos que a Alemanha teve nesse investimento de longo prazo. Agora vamos pensar na nossa seleção. É pura covardia esperar que um país onde falta tanta coisa tenha esse nível de incentivo e preparo dos nossos garotos para serem futuros atletas: então vamos pensar na liderança dessa seleção.

Nas últimas duas décadas nossa seleção disputou grandes partidas nas finais da Copa, e levou algumas taças embora pra casa. Cada uma na mão de um técnico, um capitão e um atacante diferente, tanto as vitórias como as derrotas que voltaram pra casa. Agora quando olhamos a seleção da Alemanha. Vemos que é o mesmo técnico que perdeu em 2010. E quando vemos o histórico da Copa de 2006 quando a Alemanha perdeu para o Brasil com outro técnico, havia um grande apoio da população por trás dele, mesmo com a derrota.

Independente de competências técnicas ou comportamentais, independente de futebol, mas a grande mensagem que vemos em nossa história é: somos proibidos de errar. Se alguém sofre uma derrota, é fato que será feita uma análise aprofundada sobre todos os seus erros e haverá uma troca de pessoa o mais rápido possível. Porque, sinceramente, depois que se ganha um título, ninguém se lembra do desempenho durante a campanha na disputa pelo campeonato (mesmo que essa seja sofrível), o que importa pra gente é que ganhou ou perdeu, simples assim.

Isso é cultural, mas não é somente para o futebol, óbvio. A todo tempo estamos sempre tensos se iremos acertar ou se iremos errar, pois nossa continuidade naquele trabalho depende quase que exclusivamente disso. Não importa se você tem talento ou se você tem preparação, tudo pode ser perdido em um piscar de olhos.

Claro que sabemos que em um mundo tão competitivo onde o fim do mês é pior que o fim do mundo, há uma pressão cada vez maior para assertividade. Sabemos que as verbas restritas e os prazos curtos precisam ser trabalhados com muito jogo de cintura em direção ao melhor e com mais resultado. Por outro lado, não podemos tolerar o fato que nossa sociedade está passando por profundas mudanças. Mudanças sociais, econômicas, de gerações, valores, sonhos e muito mais.

Diante desse cenário, não existe mais nenhuma fórmula pronta para o sucesso - e se existisse, em pouco tempo com tantas empresas usando, ela deixaria rapidamente de ser bem sucedida. Como não há fórmulas, precisamos cada vez mais de tentativas de erros e acertos, somente eles podem possibilitar mais ousadia nos riscos, e para os que acertarem consequentemente seus acertos também serão maiores.

Mas nunca conseguiremos evoluir a tal ponto enquanto nossas "cabeças" estiverem o tempo todo a prêmio e for punida toda tentativa de acertar, mesmo que no final errando.

Marketing precisa aprender a conviver com erros

Por: Sílvia Oshiro

Formada em Publicidade e Propaganda e pós graduada em Administração de Empresas pela FGV, atua há 10 anos em Marketing, Comunicação e Inteligência de multinacionais privadas no segmento industrial, automotivo, bens de consumo e também é docente na área.


Comentários


Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2018.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss