Gestão para o futuro | Mundo do Marketing

Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Artigos

Gestão para o futuro

Eficiência e entrega de qualidade são palavras de ordem, repensar as formas de gestão que guiarão as agências hoje e no futuro é mais do que necessário: é questão de sobrevivência

Por | 09/11/2015

pauta@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

Recentemente, a troca de comando na AlmapBBDO e Loducca (agora LDC) levantou a bola para um debate até então pouco priorizado: qual modelo de gestão e estrutura guiará as agências no futuro? A nova geração de líderes tem influenciado cada vez mais organizações diferentes daquelas que estávamos acostumados, inaugurando um panorama que merece atenção.

Sai de cena um modelo hierárquico mais centralizador e baseado na personificação de seus líderes, dando espaço para uma governança mais horizontal e colaborativa. De quebra, as responsabilidades, protagonismos e ônus de tudo também tendem a ser compartilhados. O momento de transição revela um rompimento de paradigma importante na publicidade. Não apenas porque se muda o DNA das estruturas e modelos de gestão, mas o quanto isso influencia as tomadas de decisões de equipe e, consequentemente, o relacionamento com clientes.

Até pouco tempo atrás, ainda aprendíamos na faculdade sobre o modus operandi das grandes agências e como esse modelo de negócio tem dado certo. Por sua tradição e reconhecimento, elas ditam tudo o que é feito e reproduzido nas agências de médio e pequeno porte. A sensação era que não haveria outra forma de fazer publicidade se não àquela estrutura mais tradicional.

Esse pensamento nunca fez muito sentido para mim ou para as duas colegas que viriam a se tornar minhas sócias aqui na ei!. Se por um lado, as grandes agências construíram seu legado a partir de modelo muito bem estabelecido com Atendimento, Mídia, Planejamento e Criação, por outro, algumas lutam constantemente contra a burocracia de processos que acabam engessando e, consequentemente, afetando a agilidade e qualidade da entrega.

Em um momento que a comunicação com o consumidor exige interações mais ágeis e espontâneas, tornando o tempo de resposta para as marcas muito menor, sai na frente quem consegue aliar agilidade e atendimento personalizado. Muitos anunciantes já perceberam isso. Não é à toa que agências boutique têm se firmado como opção mais enxuta e com proposta mais atrativa na entrega de qualidade aliada ao custo-benefício.

Desconstruindo a lógica das agências tradicionais, o segmento boutique tem conquistado espaço justamente por sua estrutura operacional menos engessada. Desde que lançamos a ei! no mercado, em 2009, sabíamos do desafio de construir essa nova cultura, movida por processos de gestão que privilegiam aspectos colaborativos, aproximando os departamentos em vez de isolá-los. Foi daí que surgiu a ideia de rearranjar o modelo para que o processo criativo e estratégico ganhasse força. Diante dessa necessidade criamos apenas três departamentos complementares: as diretorias de Convergência Estratégica, Criação e Execução de Projetos. Nos estruturamos de maneira a compartilhar nosso know-how dentro de uma lógica que fizesse mais sentido no segmento que atuamos.

O resultado de envolver toda a equipe em um processo unificado e menos burocrático tem sido bastante positivo. O cliente percebe dinamismo no atendimento e um trabalho mais organizado. Numa época em que eficiência e entrega de qualidade são palavras de ordem, repensar as formas de gestão que guiarão as agências hoje e no futuro é mais do que necessário: é questão de sobrevivência.

 

Por: Sarah Salum

Sócia e Diretora de Criação da agência ei!


Comentários

Artigos do autor:

Gestão para o futuro



Acervo

Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2018.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss