O conflito de gerações e a web | Mundo do Marketing

Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Artigos

O conflito de gerações e a web

Sandra Turchi afirma que é imprescindível entender como funciona e como utilizar as ferramentas inovadoras da web

Por | 25/06/2009

pauta@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

Por Sandra Turchi*

Muito já se viu e ouviu sobre como os pais reclamam do tempo gasto por seus filhos navegando na internet, da "alienação" (na visão dos pais...) causada pela imersão dos jogos online e, mesmo do exagero de acessos à mídia, que hoje os jovens têm, utilizando-se de diversos canais simultaneamente, como rádio, TV, computador, celular, etc.

É difícil para as pessoas mais maduras acompanharem a velocidade das inovações trazidas pelo universo digital, e ainda mais difícil é compartilharem dessas atividades todas: redes sociais como Orkut, Facebook, Myspace, etc, buscadores como Google, Yahoo, YouTube, Buscapé, entre outros, além de  Twitter, Iphone, Games, e-commerce e uma infinidade de outras possibilidades.

Eu ouvi há algum tempo um alto executivo, relativamente jovem, dizer que tinha a expectativa de que ele conseguiria chegar à aposentadoria sem ter que conhecer isso tudo, mas não deu tempo! As inovações foram mais rápidas e ele ainda está tentando correr atrás do prejuízo.

Porém, o mais complicado a meu ver reside nas corporações, pois quem as lidera hoje ainda são os profissionais maduros, que nasceram bem antes desse boom, ou seja, eles não pertencem à geração chamada "web native" e, portanto, as mudanças nas empresas ainda estão em suas mãos, ou nas suas cabeças, que como o executivo citado acima, talvez eles ainda estivessem esperando sair ilesos, sem ter que se aprofundar nesse novo mundo.

Infelizmente, assim como para esse executivo, as empresas também não têm essa opção. É imprescindível entender como funciona e como se utilizar dessas ferramentas inovadoras para que não percam o bonde da história.

Alguns setores mais conservadores poderão sofrer muito se continuarem resistindo, pois os novos consumidores, a famosa geração Y está chegando, não só para comprar seus produtos ou serviços, mas para trabalhar nas suas empresas. Então como você acha que vai atrair e manter os novos talentos? Com velhos paradigmas?

Imagine, se hoje o seu filho só utiliza o MSN, SMS e o Twitter para se comunicar com os amigos e com a namorada (e faria o mesmo com você, se você estivesse lá!), se ele já acha e-mail coisa do passado, se ele utiliza os blogs ou então a Wikipedia para se informar de quaisquer assuntos, se só vê filmes no YouTube, se só compra depois de fazer, no mínimo, três buscas e se não vai a lugar algum sem antes consultar o Google Maps, como você acha que será quando ele entrar no mercado de trabalho?

Pense nisso, e não perca mais tempo, permita-se conhecer de perto a web e renda-se às suas infinitas possibilidades. Ah, e compre logo um notebook para que os seus pais também possam navegar!

* Sandra Turchi é Superintendente de Marketing da ACSP - Associação Comercial de São Paulo - e coordenadora do curso de Inovação Digital da ESPM. Blog:  www.sandraturchi .com.br www.twitter.com/sandraturchi

Por: Sandra Turchi

Sócia-Diretora da Digitalents, professora da ESPM e especialista em Marketing Digital e E-commerce


Comentários


Inteligência Inteligência

Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2020.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2020. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss