“A empresa é assim” e nós somos a empresa | Mundo do Marketing

Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Artigos

“A empresa é assim” e nós somos a empresa

Seja você o fator de mudança dentro de uma empresa, seja você o incentivador e o influenciador. Acorde todos os dias com a vontade de fazer melhor, de mudar e inovar

Por | 13/08/2015

pauta@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

Certamente você já deve ter ouvido de algum colega de trabalho, independente do cargo, a seguinte frase: "a empresa é assim" e esta é uma das piores coisas que um profissional pode dizer sobre a empresa que trabalha. Quando escuto isso eu digo: "Nós somos a empresa e nós somos a mudança, por mais difícil que as mudanças sejam."

É muito cômodo dizer que a empresa não muda porque ela simplesmente é assim. Para algumas pessoas, entrar num ciclo é mais fácil, prático e da menos trabalho, mesmo que este ciclo não seja o melhor. Ao contrário da mudança, que é sempre mais complicada e mais trabalhosa.

O ambiente competitivo que vivemos, em qualquer segmento do mercado, exigem profissionais estimulados, mais que isso, empreendedores. Aqueles que tem a visão de dono da empresa, que querem sempre mais. Esta desculpa de "a empresa não me estimula" é outra grande máxima dos mesmos profissionais que dizem "a empresa é assim".

O grande problema destas pessoas é estarem em sua zona de conforto. A zona de conforto é péssima não só para os profissionais, mas também para as empresas. As iniciativas, inovações e mudanças ficam paradas ou pior, nem iniciam. E estes problemas não estão só em cargos mais baixos nas empresas, também estão em gerentes, e até diretores adquirem esta mentalidade. Não é salário ou benefícios que mudam a mentalidade de um profissional, é o que ele pensa sobre o seu trabalho e o seu significado dentro de uma empresa.

O papel das empresas é expandir a zona de conforto dos profissionais, estimulando cada um deles a gerar inovações, envolvendo-os em projetos mesmo que não ligados diretamente a sua área, é colocar metas saudáveis e atingíveis, fazer com que o profissional respire inovação e motivação. Sempre partindo do princípio que há pessoas diferentes, com funções diferentes e desempenhos diferentes por motivos diferentes.

Alguém quer um funcionário bom? Certamente sim. Um funcionário na média? Podemos aceitar. Um funcionário ruim? Certamente não. Você quer que sua empresa cresça, para isso você vai querer o melhor profissional. E como você faz para tirar o profissional que tem desempenho inferior para a média ou alta performance? Demitir não é a primeira opção. O desafio do gestor é saber aumentar a performance de sua equipe. E como gestor você vai precisar saber o momento certo de agir, ou até mesmo desligar.

Bill Gates e Steve Jobs e outros grandes empreendedores dizem que ao contratar alguém, somente contratam as melhores pessoas. Você precisa fazer o mesmo, contratar pessoas melhores do que você mesmo. Se não tivermos as melhores pessoas, não seremos a melhor empresa. Não temos que pensar em ser a segunda melhor, vamos ter um sonho grande e sonhar é a matéria prima do século XXI.

Seja você o fator de mudança dentro de uma empresa, seja você o incentivador e o influenciador. Acorde todos os dias com a vontade de fazer melhor, de mudar e inovar. Ninguém fará isso por você.

 

Por: Ricardo Martins

Ricardo Martins é especialista em marketing digital para varejo, e é responsável pelas estratégias digitais da Polishop.


Comentários


Acervo

Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2018.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss