Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Artigos

Maturidade digital

Por | 27/03/2006

pauta@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

Maturidade digital
Roberto Guarnieri*

No exterior, o fenômeno do avanço rápido de novas empresas, negócios e serviços na Internet tem sido chamado de Web 2.0. Será uma segunda bolha digital, a exemplo daquela que no Brasil e no mundo estourou em 2000, produzindo estragos desastrosos e jogando sombras sobre a Internet como mídia séria e relevante?

Certamente, não. Se alguém duvidava que fosse possível fazer "big money" com serviços on-line, veio o Google para nos desmentir a todos, com faturamento de 6 bilhões de dólares. Também contrariando expectativas, a Amazon.com atravessou toda a crise de 2000 e está aí, dando lucro e preparando-se para entrar em novos mercados, como o de comercialização de música digital.

No Brasil, o comércio eletrônico cresce ano a ano e alcançou, com vendas no varejo, 9,9 bilhões de reais em 2005, valor 32% maior que o de 2004, segundo a Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico. Além disso, somos campeões mundiais em tempo de navegação.

Por isso é inegável que a Internet no Brasil e no mundo alcançou a maioridade. Um dos principais motivos, certamente, é a estruturação da Internet como mídia organizada e relevante para a veiculação de publicidade.

As tecnologias digitais hoje permitem a inserção até de filmes interativos, com qualidade audiovisual igual à da tevê. Sites e portais estabeleceram departamentos de mídia organizados. As formas de mensuração do retorno da publicidade on-line são muito mais completas. É possível saber, em tempo real, quanto tempo uma pessoa assistiu a um comercial e até de que forma.

E, quando anunciantes do porte do McDonald´s anunciam que vão investir mais em publicidade na Internet do que na tevê, é um sinal claro de que as coisas mudaram. Publicidade na Internet funciona, tem alto retorno.

Mas, na minha opinião, o grande popularizador da publicidade digital e da mídia Internet serão os links patrocinados. Se em 2005 eles ganharam respeito, em 2006 vão ganhar notoriedade. O mecanismo de associar informação com publicidade é algo extraordinário e muito simples: o próprio cliente cria o seu anúncio, define as palavras-chave que exibirão o seu comercial. E só paga pelo clique. Os links patrocinados serão uma forma didática de apresentação dos recursos da propaganda na Internet.

O crescimento no Brasil da publicidade na Internet será também uma conta simples de aritmética. Somos 20 milhões de brasileiros (15% da população) com acesso à Internet comercial, um público formado em sua maioria pelas classes A e B. Por isso é um grande contra-senso a Internet atrair menos de 2% de toda a verba publicitária. Essa desigualdade, em 2006, será revertida em parte. Agências e anunciantes não podem desperdiçar essa chance.

Por trás do crescimento numérico dos negócios, percebe-se a compreensão do fenômeno da pulverização do público. A audiência na Internet é multicanal, está em vários lugares. Toda a estrutura de negócio deve acompanhar essa realidade, oferecendo um produto e discurso específico para cada público. A compreensão da pulverização do público movimenta e aperfeiçoa os negócios on-line.

O avanço mais consistente da publicidade digital depende, contudo, da ampliação desse público. Desigual em tantos setores, o Brasil está em dívida também na área digital. É uma questão de justiça e de inteligência promover a inclusão. Programas como o "PC para Todos" são ainda tentativas tímidas. Precisamos de mais. Pois, se tivermos grandes massas em rede, teremos grandes anunciantes em rede também.

Mas a Web 2.0 é uma via por onde guiaremos com segurança. Afinal, fizemos todos, em 2000, um curso de direção defensiva.

*Roberto Guarnieri é Presidente e Diretor de Criação da agência interativa A1.Brasil.

Por: Redação








Comentários

Artigos do autor:

Livro traz coletânea de textos sobre o universo da inovação

Marketing de geolocalização é o tema de novo livro do IAB Brasil

Quatro tendências globais de beleza e cuidados pessoais para 2018

Seis tendências de Marketing de conteúdo em 2018

Natura &Co: Nova marca corporativa une Natura, Aesop e The Body Shop

Brasileiro teme compartilhar dados pessoais com empresas

Carros elétricos: uma tendência, múltiplos desafios

8 tendências de Marketing para o varejo em 2018

5 tendências em alimentos e bebidas para 2018

Brasileiros buscam economia em material escolar

Coca-Cola Brasil investe mais de R$ 1 bilhão em embalagens

Tendências em Digital e Mídia para 2018

Mundo do Marketing cria nova área com dicas de um minuto

Mercado brasileiro disputa varejo de conveniência

WGSN lista quatro tendências de consumo para 2018

TI e Marketing lideram a transformação digital

5 Tendências de Marketing para 2018

Shopping Crystal ganha mercado orgânico

2018: o ano do Marketing de Influência

Natal 2017: consumidor ainda mais maduro e compras moderadas

Gestores globais investem em tradução e localização para 2018

10 insights de mercado mais importantes de 2017

E-mail Marketing e o desafio da taxa de abertura baixa

Brasileiro busca serviço mais rápido e conveniente

Independência financeira é prioridade dos Millennials

7 estudos que tiveram destaque em 2017

Guia de Profissão Marketing Digital 2018

As 10 melhores ações de Marketing de 2017

10 fiascos de Marketing em 2017

10 pesquisas que tiveram destaque em 2017

Guia Salarial: profissional precisa se reinventar

Brasileiros estão mais conectados e desconfiados

Natal: Jornada de compra transita entre os universos digital e físico

Comércio eletrônico brasileiro deve crescer 10% em 2017

Black Friday: smartphones lideram intenção de compra

Como as campanhas de AdWords podem ajudar na Black Friday

Coca-Cola incentiva pequenos gestos em embalagens para o Natal

Petrobras faz reposicionamento para melhorar reputação da marca

Metodologia Lego para a prática do pensamento criativo

Bob’s inaugura loja 100% digital em Recife

Mais da metade das dívidas de brasileiros são por cartões de crédito

Três análises sobre mudanças que afetarão o Marketing até 2020

Empório da Papinha e Monama assinam fusão

Facebook lista 5 principais mudanças para 2020

Google lista 6 erros que as PMES não podem cometer na Black Friday

Case Volvo de Real-time Marketing

Gartner alerta: Transformação Digital exige agilidade dos gestores

Neurobranding: livro aborda conexão entre cérebros e marcas

Comunique-se faz pesquisa sobre Marketing de Influência

Natal 2017 terá mais personagens e menos Papai Noel



Publicidade

Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2015.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss