Melhores práticas de Mobile Marketing | Mundo do Marketing

Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Artigos

Melhores práticas de Mobile Marketing

Leia o artigo de Federico Massamormile, da MMA

Por | 17/09/2008

pauta@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

Melhores práticas de Mobile Marketing

Por Federico Pisani Massamormile*

Muito se diz sobre o potencial do celular como mídia, mas é importante estar atento às implicações de seu uso. A mídia móvel, ou Mobile Marketing é o uso do celular para entregar conteúdo ao consumidor, ou como ferramenta de comunicação com este, seja como uma das partes de um plano de Marketing ou como uma ação isolada. Isso inclui alertas SMS, publicidade, votações, quizzes, concursos e ações promocionais, entre outros.

De um lado, os profissionais gerenciando marcas e as mídias, enxergam o celular como um meio que traz "pessoalidade", individualização, imediatismo, disponibilidade 24x7, em todos os lugares. O potencial de personalização, segmentação e contextualização entusiasma com as possibilidades. Do outro lado, o consumidor enxerga utilidade e conveniência, mas também teme pela sua intimidade e privacidade. Trata-se de um espaço pessoal, onde a entrada deveria ser possível apenas por convite.

O celular é um novo meio que traz demandas e processos relacionados diretamente com as necessidades e interesses dos dois lados. É importante entendermos que o Mobile Marketing até hoje aconteceu de modo ad hoc. A reação a estas novas atividades aconteceu, naturalmente, de modo não planejado. Com isto, temos um mercado onde as regras e processos existentes são tácitos, não explícitos, resultantes da interação entre os players e da experiência prática.

Temos, portanto uma situação deletéria ao desenvolvimento do mercado de mobile marketing. A preocupação em não permitir a invasão desordenada do espaço do consumidor gerou regras e processos que buscam evitar uma reação negativa deste. E, ao mesmo tempo, a pouca transparência de regras e processos, conhecidos dos prestadores de serviço, mas totalmente elusivos para anunciantes, agências de publicidade e empresas de mídia, dificulta a comercialização e desenvolvimento de ações e campanhas.

A MMA (Mobile Marketing Association) compreendeu que é fundamental a criação de uma linguagem comum e transparente a todos, onde as regras tácitas e os processos bem-sucedidos seriam explicitados em melhores práticas e princípios de conduta. A base destas são normas estritas de proteção à privacidade do consumidor. O respeito ao consumidor final e um conjunto uniforme de melhores práticas são ingredientes básicos no sucesso do mobile marketing onde estes são implementados.

Por isto, a MMA tem sempre como prioridade, onde atua, o desenvolvimento das Melhores Práticas no Trato com o Consumidor. Estamos presentes em 42 países, com mais de 700 associados, e a adoção destes princípios e práticas têm favorecido o desenvolvimento do mercado. Observe, por exemplo, o caso da Turquia, onde a operadora Turkcell exige o cumprimento destas diretrizes de todos os prestadores de serviço, e o desenvolvimento de seu mercado pode ser observado de perto pelo número de cases sendo desenvolvidos (alguns destes podem ser encontrados aqui).

No caso dos Estados Unidos, seu documento de Melhores Práticas foi adotado pela CTIA e outras operadoras como AT&T, Verizon e Sprint, e teve impacto direto na evolução do mercado, que tem inclusive reduzido progressivamente o gap existente anteriormente em relação ao mercado europeu.

Melhores práticas representam técnicas, métodos que, seja pela experiência ou pela avaliação informada da tecnologia, levam de modo comprovado aos melhores resultados. A MMA trouxe para o Brasil sua extensa experiência em outros países e mercados mais maduros com o objetivo de construirmos nosso conjunto de melhores práticas. Recentemente divulgamos o Código de Conduta, cujos princípios fundamentais orientam o desenvolvimento de toda e qualquer diretriz da MMA.

De modo geral o Código de Conduta estabelece que:
:: Os consumidores têm direito a privacidade
:: Provedores de conteúdo e empresas devem obter aprovação dos consumidores antes de enviar mensagens de texto e/ou outros conteúdos de caráter comercial
:: Deve haver atenção à experiência do usuário e a relevância do conteúdo
:: As informações dos usuários devem ser tratadas de modo responsável e as interações devem se limitar ao que foi claramente informado ao usuário no momento de seu consentimento
:: As ações e campanhas devem estar sempre de acordo com a legislação aplicável existente

A MMA é um fórum de atividades e colaboração. Neste exato momento nossos associados, representando toda a cadeia de valor do mobile marketing no país, estão discutindo e compilando suas experiências para produzirmos em conjunto o documento de Melhores Práticas no Trato com o Consumidor destinado ao mercado brasileiro.

Temos confiança de que a publicação e adoção generalizada destas práticas irão contribuir para um ambiente de negócios estável, transparente e seguro, o que por sua vez levará à evolução do mobile marketing nacional e à efetivação da promessa do celular como mídia.

* Federico Pisani Massamormile é CEO da agregadora HANZO e Chairman da MMA, Mobile Marketing Association para a América Latina. Federico atua na indústria mobile há mais de 15 anos no Brasil e internacionalmente.

Por: Redação




Comentários

Artigos do autor:

Brasil é um dos principais mercados para diversidade em Marketing

Black Friday une empresas na Virada Black Liberdade

Discriminação de gênero é problema entre meninas da Geração Z

Centennials: o novo motor econômico para as marcas

Após 15 anos, Roberto Gnypek deixa McDonald’s

Consumo de disco de vinil aumenta no Brasil

Tinder abre espaço para criadores de conteúdo

7 dicas para impulsionar as vendas de PMEs na Black Friday

Transações via smartphones representam 41% das vendas no Brasil

Relevância do Trade Marketing aumenta em agências, indústria e varejo

CMOs colaborativos são essenciais para crescimento de negócios

Compras do Dia das Crianças serão maiores em lojas físicas

3 Livros para auxiliar no planejamento de Marketing

Eleições e instabilidade não barraram investimentos em Marketing

Apesar do avanço de streaming, rádio impacta 86% da população

Inovação é necessidade estratégica para manter vantagem competitiva

Youtube mira no streaming e apresenta Youtube Music e Youtube Premium

Metade dos profissionais não colocam consumidores em primeiro lugar

Mercado de panetone cresce no Brasil

Smartphone será meio mais utilizado para compras do fim de ano

Preferência por fast-food varia conforme região brasileira

Fundação e Instituto Arcor lançam campanha de incentivo ao brincar

Mobile avança como mídia no mercado brasileiro

Infraestrutura das lojas virtuais garante o sucesso na Black Friday

5 tecnologias que mesclarão o trabalho entre humanos e máquinas

Pesquisa Heineken: mais da metade dos adultos bebem quando dirigem

PMEs estão confiantes na era da Inteligência Artificial

O que muda no atendimento ao consumidor com a API do WhatsApp

As 10 marcas mais lembradas pela diversidade em propaganda

Vivo, Raízen e Ericsson abrem chamada de startups com foco em IoT

Brasileiros são receptivos a anúncios digitais e querem personalização

5 inovações do Google Brasil em anúncios

Cabify faz parceria e product Marketing com Grupo Rouge

5 insights da Beleza na Terceira Idade

Grupo Edson Queiroz cria nova divisão de águas

Nível de atenção dos profissionais está mudando

C&A cria Fashion Futures para debater o futuro da moda

Brasil é o segundo maior país em buscas sobre beleza

Supermercado online avança globalmente

Comportamento do consumidor no quarto trimestre

Número de investimentos em insurtech sobem

Publicidade em aplicativos movimenta mais de 3 bilhões de dólares

Dia dos Pais aquece segundo semestre de 2018

Marketing 60+: a importância do consumidor sênior

Geração Z quer tecnologia para testar produtos na loja física

Busca por experiências fazem brasileiros se presentearem mais

Brasileiros preferem comprar online e buscar na loja física

Falta de experiência afasta consumidor do e-commerce

Homens são mais conservadores em relação aos produtos de beleza

Marcas crescem no Youtube com a Copa do Mundo



Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2018.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss