Incentivo à produtividade, onde foi que eu errei? | Mundo do Marketing

Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Artigos

Incentivo à produtividade, onde foi que eu errei?

Sérgio Felício pergunta que mal tem a atividade ser exercida

Por | 23/07/2008

pauta@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

Incentivo à produtividade, onde foi que eu errei…

Por Sérgio Felício Ribeiro*

A globalização, as transformações do processo produtivo, a inovação e integração dos mercados vêm mudando a cultura do ambiente empresarial, fazendo com que a busca pela produtividade e rentabilidade dos negócios seja cada vez mais intensa.

Dentro deste contexto, é forte a pressão por resultados, por crescimento de share, por construção de branding, um tsunami que desce do topo da pirâmide, presidências e diretorias, chegando até a média gerência. É nessa escala descendente que as equipes são constantemente cobradas. Uma cobrança que extrapola o universo da produtividade. Desempenho, superação de metas, conhecimento, versatilidade, compromisso social, criatividade. Em síntese, buscar construir dentro desse novo universo corporativo um resultado que acalme todos os públicos de interesse da corporação, sejam eles acionistas, colaboradores, formadores de opinião etc.

Um movimento integrador de toda a cadeia produtiva, unindo a indústria, serviços e o comércio com o trade. Um movimento que gere motivação, buscando a superação das metas, tanto qualitativas quanto quantitativas.

Ao lado deste movimento, como agente direto, está a indústria do incentivo. Empresas especializadas, que fazem com que este esforço de superação seja incorporado pelas equipes de forma construtiva e diferenciada. Ações estruturadas de Marketing de Incentivo e de motivação que ajudam na superação, mudando comportamentos, quebrando paradigmas, promovendo o crescimento profissional, melhorando a auto-estima, integrando e direcionando todos na busca do mesmo objetivo.

Como um passe de mágica, de repente, de uma hora para outra, todas as ações de incentivo passaram a ser alvo de desconfiança. Fazer incentivo tornou-se "perigoso," como se o incentivo fosse somente uma forma "esperta" de premiar. 

Apostando na inovação, a ferramenta do incentivo está há mais de 30 anos no Brasil, trazendo enormes resultados para as empresas e seus colaboradores. Uma prática que faz parte das economias mais modernas do chamado primeiro mundo. Moderna, tangível, motivadora e que não pode ser colocada na berlinda por miopia e por desinformação sobre a sua real importância para o desenvolvimento do mercado como um todo.

Não podemos ficar na contramão da história, pois nas economias modernas cada vez mais as empresas buscam soluções inovadoras e criativas para melhorar suas posições. É uma questão de sobrevivência. A competitividade, a velocidade e a volatilidade dos mercados não permitem trégua. As empresas têm que estar com seus times prontos e motivados para responder às exigentes do mercado de forma criativa, diferenciada.

Um país emergente como o Brasil, onde os índices de crescimento econômico são decisivos para a captação de investimentos e para ganhar credibilidade junto à comunidade internacional, não pode prescindir de instrumentos de motivação e incentivo que contribuem significativamente para a movimentação da economia.

Quando uma empresa incentiva suas equipes ou o trade para melhorar a produtividade, ela está contribuindo para a geração de riqueza, movimentando a economia, fazendo o dinheiro circular e, desta forma, contribuindo para a geração de mais empregos e para o desenvolvimento do país. Existe algo de errado nisso?

* Sérgio Felício Ribeiro é Sócio da Peoplemais Comunicação Marketing e membro do Comitê de Incentivos da Ampro - Associação de Marketing Promocional.

Por: Redação




Comentários

Artigos do autor:

Marketing Digital para alavancar trabalho no Terceiro Setor

O papel do Propósito nas organizações

Banda formada por executivos realiza show de rock beneficente em SP

Philip Kotler lança livro com tema sobre Marketing Social com Nancy R. Lee

Piraquê cria coleção de roupas e acessórios

Especialistas em Marketing indicam leituras para inspirar carreira

A importância do Propósito é resgatada em livro

4 insights para sua estratégia de conteúdo

SKY ativa serviço de vídeo on demand durante o Rock in Rio

10 formas para convencer o gestor a investir em Inbound Marketing

Live – apresentação de pesquisa exclusiva sobre Marketing Digital

O estado da automação de Marketing em 2019

Supermercados propõem alternativas para sacolas plásticas no RJ

Estudo analisa a relevância dos memes na internet brasileira

Farmazon promete ser o Uber das Farmácias

Inteligência de dados de ponta a ponta

3 barreiras a serem vencidas na mídia digital

Aumenta tempo de utilização de TV via Streaming entre brasileiros

10 tendências para mídias sociais em 2019

Presença digital das marcas brasileiras mais valiosas de 2018

Qual a maturidade do mercado de mídia programática no Brasil?

Tendências e oportunidades para o e-commerce brasileiro

Diminui o medo de perder emprego em função da tecnologia

3 tendências para o setor de viagens em 2019

10 tendências para o e-commerce em 2019

Top 10 melhores ações de Marketing de 2018

Top 8 ações de Marketing que não foram bem sucedidas

Gas Natural Fenosa passa a se chamar Naturgy

Brasileiros dão mais atenção à qualidade do que ao preço

9 tendências de consumo entre brasileiros

4 livros de Marketing para leitura de fim de ano

Como alavancar sua estratégia de Inbound Marketing

Black Friday deve crescer 13,3% em relação a 2017

Marcas se destacam ao antecipar Black Friday

Como fidelizar clientes após a Black Friday?

Brasil é um dos principais mercados para diversidade em Marketing

Black Friday une empresas na Virada Black Liberdade

Discriminação de gênero é problema entre meninas da Geração Z

Centennials: o novo motor econômico para as marcas

Após 15 anos, Roberto Gnypek deixa McDonald’s

Consumo de disco de vinil aumenta no Brasil

Tinder abre espaço para criadores de conteúdo

7 dicas para impulsionar as vendas de PMEs na Black Friday

Transações via smartphones representam 41% das vendas no Brasil

Relevância do Trade Marketing aumenta em agências, indústria e varejo

CMOs colaborativos são essenciais para crescimento de negócios

Compras do Dia das Crianças serão maiores em lojas físicas

3 Livros para auxiliar no planejamento de Marketing

Eleições e instabilidade não barraram investimentos em Marketing

Apesar do avanço de streaming, rádio impacta 86% da população



Inteligência Inteligência

Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2020.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2020. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss