Cenários Estratégicos 2007. Marketing Informacional | Mundo do Marketing

Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Artigos

Cenários Estratégicos 2007. Marketing Informacional

Cenários Estratégicos 2007. Marketing Informacional

Por | 18/01/2007

pauta@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

Cenários Estratégicos 2007. Marketing Informacional

Por Marco Roza*

Os profissionais de marketing são especialistas em criar cenários para seus clientes. Se apóiam em boas pesquisas, em análises intuitivas, na experiência e na ousadia. E sabem sugerir sempre uma ação para que seus clientes evitem a mesmice dos anos anteriores.

Até que são desafiados a pensar nos cenários para eles mesmos e aí a gente esbarra em formulações completamente fora do quadrado.

Veja a seguir os meus cenários fora do quadrado para o uso da internet, como o meio e a mensagem das campanhas de marketing, a partir deste maravilhoso ano de 2007.

Até agora os profissionais de marketing usaram a internet como um correio mais barato e mais ágil. A gente vê pipocar por todos os lados os reforços das campanhas de marketing com o assim chamado e-mail marketing. Que traz mensagens belíssimas. A maioria delas uma mala-direta melhorada, apoiada, se tanto, em CRMs.

O que vejo à frente, a partir da leitura de "A Sociedade em Rede", de Manuel Castells, Editora Paz e Terra, é o profissional de marketing interagindo com os portais-pessoas que abrirão e lerão os seus emails, circularão por seus sites e se apoiarão nos seus blogs, para só depois decidirem se compram ou não.

Sim, a tecnologia de internet já foi devidamente assimilada de maneira quase que universal. E se somos bons enquanto produtores de conteúdos e editores visuais das mensagens é chegada a hora do grande salto que os seus clientes e, principalmente, os clientes de seus clientes aguardam a partir de 2007.

Enquanto portais-pessoas, os usuários da internet não querem apenas ler e entender as mensagens que recebem. Não têm mais tempo para processar tanta informação. São, enquanto agentes de consumo, a consciência de um mundo integrado em rede e, que por isso, é definido por Manuel Castells como o "mundo informacional".

"É informacional porque a produtividade e a competitividade de unidades ou agentes nessa economia (sejam empresas, regiões ou nações) dependem basicamente de sua capacidade de gerar, processar e aplicar de forma eficiente a informação baseada em conhecimentos", página 119.

Portanto, os cenários que vejo a partir de 2007 apontam para campanhas que cuidem, on-line, dos interesses de seus clientes, no relacionamento com seus respectivos clientes e com o universo em que vivem, moram e consomem.

Teremos que avançar além da distribuição da newsletter bonitinha. Vamos apostar na prestação de serviços, via web, em nome dos nossos clientes, junto ao universo ampliado em que eles vivem, trabalham e, principalmente, consomem. O que nos obrigará a superar os universos formados pelos fornecedores, colaboradores e clientes finais.

Difícil? Nem tanto
Já temos a tecnologia e o conhecimento que poderemos agregar aos nossos relacionamentos com clientes que se tornam cada vez mais conscientes do mundo informacional.

Além da newsletter bonitinha, vamos criar um blog que seja uma ferramenta de uso imediato pelos nossos clientes. Em vez de sugerir que nossos clientes façam isso e aquilo, vamos nós mesmos colocar a mão na massa e, devidamente nomeados por quem nos contrata, exercer esse mandato junto aos ambientes de seu interesse.

Por exemplo, ao realizar campanhas de uma marca de brinquedo, vamos interagir, em nome dela, com o universo ampliado em que aquela marca quer se destacar.

Criaremos para a empresa proprietária daquela marca, blogs, sites e newsletter que refletirão as ansiedades e vontades do público consumidor. Assumiremos a produção de conteúdos e a respectiva distribuição para sustentar as campanhas junto às autoridades para melhorar as condições da educação para as crianças, com busca de investimento e esclarecimento nas áreas de saúde etc.

Nossas mensagens e campanhas pela internet trarão orientação sobre o aproveitamento educacional daquele brinquedo. E serão dirigidas para as pessoas e autoridades certas, exaltando o respeito e o carinho que todos temos que ter para as crianças e não apenas nossos filhos.

A marca, apoiada em campanhas de marketing informacionais, se integrará às referências de quem a consome. Como representante informacional de seu público consumidor, será percebida e reconhecida como porta-voz de milhares de consciências que a sustentam.

Difícil de entender?
Então corra, pois os consumidores que estão precisando da marca que seu cliente produz, estão querendo muito mais do que adjetivos ou imagens bonitinhas para decidir se enfiam, ou não, a mão no bolso.

Estão dispostos a investir em marcas que os satisfaçam muito mais que a necessidade imediata. Querem produtos que sejam percebidos nas gôndolas como a síntese de seus interesses, de suas almas e de suas vontades sociais.


* Marco Roza é jornalista, diretor da MDM (Marco Direto Marketing) e colunista da Istoé Dinheiro on-line (www.istoedinheiro.com.br/emprego/). Pode ser encontrado no 0800-11-1239, no e-mail: marcoroza@mdm.com.br ou no blog http://marcoroza.typepad.com

Por: Redação




Comentários

Artigos do autor:

Brasil é um dos principais mercados para diversidade em Marketing

Black Friday une empresas na Virada Black Liberdade

Discriminação de gênero é problema entre meninas da Geração Z

Centennials: o novo motor econômico para as marcas

Após 15 anos, Roberto Gnypek deixa McDonald’s

Consumo de disco de vinil aumenta no Brasil

Tinder abre espaço para criadores de conteúdo

7 dicas para impulsionar as vendas de PMEs na Black Friday

Transações via smartphones representam 41% das vendas no Brasil

Relevância do Trade Marketing aumenta em agências, indústria e varejo

CMOs colaborativos são essenciais para crescimento de negócios

Compras do Dia das Crianças serão maiores em lojas físicas

3 Livros para auxiliar no planejamento de Marketing

Eleições e instabilidade não barraram investimentos em Marketing

Apesar do avanço de streaming, rádio impacta 86% da população

Inovação é necessidade estratégica para manter vantagem competitiva

Youtube mira no streaming e apresenta Youtube Music e Youtube Premium

Metade dos profissionais não colocam consumidores em primeiro lugar

Mercado de panetone cresce no Brasil

Smartphone será meio mais utilizado para compras do fim de ano

Preferência por fast-food varia conforme região brasileira

Fundação e Instituto Arcor lançam campanha de incentivo ao brincar

Mobile avança como mídia no mercado brasileiro

Infraestrutura das lojas virtuais garante o sucesso na Black Friday

5 tecnologias que mesclarão o trabalho entre humanos e máquinas

Pesquisa Heineken: mais da metade dos adultos bebem quando dirigem

PMEs estão confiantes na era da Inteligência Artificial

O que muda no atendimento ao consumidor com a API do WhatsApp

As 10 marcas mais lembradas pela diversidade em propaganda

Vivo, Raízen e Ericsson abrem chamada de startups com foco em IoT

Brasileiros são receptivos a anúncios digitais e querem personalização

5 inovações do Google Brasil em anúncios

Cabify faz parceria e product Marketing com Grupo Rouge

5 insights da Beleza na Terceira Idade

Grupo Edson Queiroz cria nova divisão de águas

Nível de atenção dos profissionais está mudando

C&A cria Fashion Futures para debater o futuro da moda

Brasil é o segundo maior país em buscas sobre beleza

Supermercado online avança globalmente

Comportamento do consumidor no quarto trimestre

Número de investimentos em insurtech sobem

Publicidade em aplicativos movimenta mais de 3 bilhões de dólares

Dia dos Pais aquece segundo semestre de 2018

Marketing 60+: a importância do consumidor sênior

Geração Z quer tecnologia para testar produtos na loja física

Busca por experiências fazem brasileiros se presentearem mais

Brasileiros preferem comprar online e buscar na loja física

Falta de experiência afasta consumidor do e-commerce

Homens são mais conservadores em relação aos produtos de beleza

Marcas crescem no Youtube com a Copa do Mundo



Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2018.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss