Eficiência do ponto-de-venda na era da comunicação integrada | Mundo do Marketing

Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Artigos

Eficiência do ponto-de-venda na era da comunicação integrada

Eficiência do ponto-de-venda na era da comunicação integrada

Por | 12/02/2008

pauta@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

Eficiência do ponto-de-venda na era da comunicação integrada

Por Leonardo Araújo*

Neste mundo saturado de informações, acessíveis de forma horizontal e em volumes inimagináveis, o déficit de atenção atingiu proporções recordes. Somos bombardeados por notícias e mensagens comerciais todos os dias e em qualquer lugar. Estamos sempre acessíveis.

As marcas, podemos afirmar com segurança, são hoje nossos navegadores. Permitem, sob uma perspectiva econômica, que os consumidores reduzam seus custos de busca por produtos ou serviços. Mas, objetivamente, marcas são promessas que se manifestam no mundo moderno, nas mais variadas formas de contato: televisão, rádio, internet, revistas, jornais, mídias exteriores, malas-diretas, enfim, em uma infinidade de alternativas.

Sem dúvida alguma, todas são fundamentais no processo de fortalecimento de uma marca. Entretanto, o mercado deve ficar atento ao cumprimento da promessa feita ao consumidor e ao ambiente no qual as expectativas geradas são atendidas. A idéia central é a relevância que deve ser concedida ao ponto-de-venda (PDV) como fator crucial dentro da estratégia de negócio e de branding das empresas.

Uma pesquisa realizada pela associação Popai Brasil, entidade especializada no estudo de merchandising nos PDVs, revela que 81% das decisões sobre a compra de um produto e escolha de sua marca são efetuadas no local da venda. Esse dado revela que um projeto de loja bem feito tem grande potencial de incentivo ao consumo.

O processo de construção do posicionamento da marca começa na gestão dos pontos de contato com o público. Tendo se mostrado bastante eficiente, essa estratégia vem sendo explorada por diversas empresas. Algumas companhias, como Starbucks, BodyShop e Apple já despontaram para o potencial de um ponto-de-venda bem articulado dentro da estratégia do negócio.

No Brasil, um exemplo de sucesso é o da rede varejista Colombo, que implantou uma nova comunicação visual em suas operações englobando lojas de rua e as denominadas "Premium". A revitalização contou com inovações no layout, na comunicação visual, no mobiliário, no formato de exposição dos produtos e na definição de regras de funcionamento, o que gerou maior interatividade com os clientes.

Dentro desse caso, um acontecimento chamou a atenção. A rede já possuía um ponto no Shopping Iguatemi, de Porto Alegre. Porém, com a possibilidade de mudança para uma área mais nobre do estabelecimento, o grupo resolveu investir no conceito "Premium". O faturamento da loja triplicou, o que comprova a eficiência da iniciativa, uma vez que comercializam os mesmos produtos e para o mesmo público. O que mudou foi o ambiente que os cerca. Além disso, todos os PDVs de rua da Colombo apresentaram crescimento considerável em rentabilidade. 

Um outro exemplo interessante é o da Apple. Considerada uma das empresas mais criativas do planeta, a corporação sempre obteve sucesso por meio de seus produtos, principalmente porque é por meio deles que a sua identidade se manifesta. Uma prova recente é a explosão do Ipod. Entretanto, a Apple percebeu o poder do ponto-de-venda e investiu em uma loja que não só fortaleceu ainda mais a sua marca, como tornou o espaço um ponto turístico de Nova York.

Na entrada, o espaço conhecido como "cubo de Steve Jobs", destaca-se por sua arquitetura em vidro, ostentando uma maçã, o símbolo da empresa. A loja é subterrânea, fica aberta 24 horas por dia, dispõe de cerca de 100 Macs e 200 iPods - que ficam à disposição dos clientes para serem testados - e cerca de trezentos funcionários para atender o público.

Além disso, quem precisar de uma ajuda em um projeto ou trabalho escolar pode procurar uma equipe da Apple a qualquer hora do dia ou da noite, todos os dias da semana. O resultado é que a empresa conseguiu uma integração harmônica entre marca, produto, PDVs e comunicação. Isto é, o consumidor "vivencia" as lojas.

Percebe-se, então, que o ponto-de-venda é crucial dentro de uma estratégia de comunicação e deve ser encarado como tal. Obviamente, o trabalho deve estar integrado às demais ações de marketing. Mas uma coisa é fato: se o consumidor assiste a uma propaganda na TV e se depara no PDV com uma realidade completamente diferente da idéia que lhe seduziu, a credibilidade da empresa vai por água abaixo. A relação imagem x identidade é completamente exposta na loja. 

E o mais importante: uma empresa é impreterivelmente constituída de pessoas. Entender a necessidade do cliente e atendê-lo com atenção e respeito é a chave mestre para o sucesso de qualquer estratégia de branding.  

* Leonardo Araújo, arquiteto, é Diretor de Criação do GAD´ Branding & Design.

Acesse
www.gad.com.br

Por: Redação




Comentários

Artigos do autor:

Brasil é um dos principais mercados para diversidade em Marketing

Black Friday une empresas na Virada Black Liberdade

Discriminação de gênero é problema entre meninas da Geração Z

Centennials: o novo motor econômico para as marcas

Após 15 anos, Roberto Gnypek deixa McDonald’s

Consumo de disco de vinil aumenta no Brasil

Tinder abre espaço para criadores de conteúdo

7 dicas para impulsionar as vendas de PMEs na Black Friday

Transações via smartphones representam 41% das vendas no Brasil

Relevância do Trade Marketing aumenta em agências, indústria e varejo

CMOs colaborativos são essenciais para crescimento de negócios

Compras do Dia das Crianças serão maiores em lojas físicas

3 Livros para auxiliar no planejamento de Marketing

Eleições e instabilidade não barraram investimentos em Marketing

Apesar do avanço de streaming, rádio impacta 86% da população

Inovação é necessidade estratégica para manter vantagem competitiva

Youtube mira no streaming e apresenta Youtube Music e Youtube Premium

Metade dos profissionais não colocam consumidores em primeiro lugar

Mercado de panetone cresce no Brasil

Smartphone será meio mais utilizado para compras do fim de ano

Preferência por fast-food varia conforme região brasileira

Fundação e Instituto Arcor lançam campanha de incentivo ao brincar

Mobile avança como mídia no mercado brasileiro

Infraestrutura das lojas virtuais garante o sucesso na Black Friday

5 tecnologias que mesclarão o trabalho entre humanos e máquinas

Pesquisa Heineken: mais da metade dos adultos bebem quando dirigem

PMEs estão confiantes na era da Inteligência Artificial

O que muda no atendimento ao consumidor com a API do WhatsApp

As 10 marcas mais lembradas pela diversidade em propaganda

Vivo, Raízen e Ericsson abrem chamada de startups com foco em IoT

Brasileiros são receptivos a anúncios digitais e querem personalização

5 inovações do Google Brasil em anúncios

Cabify faz parceria e product Marketing com Grupo Rouge

5 insights da Beleza na Terceira Idade

Grupo Edson Queiroz cria nova divisão de águas

Nível de atenção dos profissionais está mudando

C&A cria Fashion Futures para debater o futuro da moda

Brasil é o segundo maior país em buscas sobre beleza

Supermercado online avança globalmente

Comportamento do consumidor no quarto trimestre

Número de investimentos em insurtech sobem

Publicidade em aplicativos movimenta mais de 3 bilhões de dólares

Dia dos Pais aquece segundo semestre de 2018

Marketing 60+: a importância do consumidor sênior

Geração Z quer tecnologia para testar produtos na loja física

Busca por experiências fazem brasileiros se presentearem mais

Brasileiros preferem comprar online e buscar na loja física

Falta de experiência afasta consumidor do e-commerce

Homens são mais conservadores em relação aos produtos de beleza

Marcas crescem no Youtube com a Copa do Mundo



Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2018.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss