A força do setor de serviços no Brasil | Mundo do Marketing

Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Artigos

A força do setor de serviços no Brasil

A força do setor de serviços no Brasil

Por | 17/01/2008

pauta@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

A força do setor de serviços no Brasil

Paulo Pandjiarjian*

A CEBRASSE - Central Brasileira do Setor de Serviços - organização na qual tive a satisfação de ter sido o primeiro Diretor Executivo - lançou, em dezembro de 2007, o Anuário Brasileiro do Setor de Serviços, o mais completo indicador econômico do Setor de Serviços, que congrega no país mais de 60 mil empresas e cerca de 70 atividades responsáveis pela geração de, aproximadamente, 8 milhões de empregos formais.

A CEBRASSE, primeira CENTRAL SINDICAL DOS EMPRESÁRIOS brasileiros, foi criada para defender e representar institucionalmente os interesses de mais de 80 entidades empresariais em todo o território nacional, entre federações, sindicatos, associações, institutos e conselhos de diversos segmentos dos setores produtivos, em especial o Setor de Serviços.

O Anuário Brasileiro do Setor de Serviços reúne dados estatísticos sobre os mais diversos serviços terceirizados prestados à sociedade nos segmentos de Serviços Gerais, Saúde, Vigilância, Transporte e Logística, Telecomunicações, Asseio e Conservação e Educação, entre outros.

Segundo o Anuário, dados da Organização Mundial do Comércio - OMC - revelam que a exportação de serviços brasileiros na América Latina cresceu 4% em apenas dez anos, chegando a 15,7% do total. No mundo, o Brasil ocupa a 35ª posição no ranking dos principais exportadores (market share) com 0,6% da participação. O primeiro lugar é dos Estados Unidos com 17,4%, seguido pelo Reino Unido com 7,8% e pela Alemanha com 6,3%.

Atualmente, o setor de serviços compreende um terço do comércio mundial, sendo a área de maior crescimento econômico. Devido ao alcance da definição do que é serviço, adicionada à grande probabilidade lucrativa que as companhias registram com sua contratação. Ele gera, aproximadamente, 11 milhões de empregos, correspondendo a 16% do total dos trabalhadores do setor privado: um a cada três empregos gerados na última década foi em empresas de terceirização de serviços.

Outra pesquisa do IBGE, mencionada no Anuário, intitulada "Pesquisa Anual de Serviços - Produtos e Serviços 2004 - 2005" revela que, em 2005, as telecomunicações geraram 67,1% da receita dos serviços de informação e o conjunto das atividades de informática, 19,9%. A televisão aberta liderava o segmento de Serviços audiovisuais, gerando 47,3% da sua receita. Além disso, 85,3% da receita dos Serviços de campanhas publicitárias vieram de clientes no setor privado.

O Anuário Brasileiro do Setor de Serviços traz também a 4ª Pesquisa Nacional sobre a Terceirização nas Empresas, realizada em 2006 pelo Cenam - Centro Nacional de Modernização Empresarial, que revelou a popularidade do setor de Serviços e algumas de suas peculiaridades. De acordo com o relatório, as respostas indicam pleno conhecimento das empresas sobre as aplicações da terceirização. Outro dado revela que a maioria das empresas já utiliza algum tipo de serviço terceirizado, sendo algumas por iniciativa própria; e outras por meio de consultorias para orientar a implementação.

Os cinco serviços mais contratados pelas empresas pesquisadas foram: Limpeza e Conservação - com 78% das contratações; Vigilância e Segurança com 69%; Manutenção Predial 56%; Paisagismo com 52% e Desenvolvimento de Software com 47%. Grande parte das empresas que implementaram serviços terceirizados deu preferência à prestadora de serviços mais experiente no mercado. A minoria contratou empresas criadas por ex-funcionários.

Os números do setor de serviços falam por si só. É um setor que está sempre pronto a dar apoio, colaboração e participação nas decisões que farão, com certeza, que o Brasil seja um País melhor.

*Paulo Pandjiarjian, jornalista, consultor de varejo, é vice-presidente da ADVB DF - Associação dos Dirigentes de Vendas e Marketing do Brasil Distrito Federal, diretor de Relações Institucionais da ANEFAC - Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade e diretor-geral da Pan Brasil Comunicação Empresarial. E-mail: pan_brasil@ig.com.br

Por: Redação




Comentários

Artigos do autor:

Brasil é um dos principais mercados para diversidade em Marketing

Black Friday une empresas na Virada Black Liberdade

Discriminação de gênero é problema entre meninas da Geração Z

Centennials: o novo motor econômico para as marcas

Após 15 anos, Roberto Gnypek deixa McDonald’s

Consumo de disco de vinil aumenta no Brasil

Tinder abre espaço para criadores de conteúdo

7 dicas para impulsionar as vendas de PMEs na Black Friday

Transações via smartphones representam 41% das vendas no Brasil

Relevância do Trade Marketing aumenta em agências, indústria e varejo

CMOs colaborativos são essenciais para crescimento de negócios

Compras do Dia das Crianças serão maiores em lojas físicas

3 Livros para auxiliar no planejamento de Marketing

Eleições e instabilidade não barraram investimentos em Marketing

Apesar do avanço de streaming, rádio impacta 86% da população

Inovação é necessidade estratégica para manter vantagem competitiva

Youtube mira no streaming e apresenta Youtube Music e Youtube Premium

Metade dos profissionais não colocam consumidores em primeiro lugar

Mercado de panetone cresce no Brasil

Smartphone será meio mais utilizado para compras do fim de ano

Preferência por fast-food varia conforme região brasileira

Fundação e Instituto Arcor lançam campanha de incentivo ao brincar

Mobile avança como mídia no mercado brasileiro

Infraestrutura das lojas virtuais garante o sucesso na Black Friday

5 tecnologias que mesclarão o trabalho entre humanos e máquinas

Pesquisa Heineken: mais da metade dos adultos bebem quando dirigem

PMEs estão confiantes na era da Inteligência Artificial

O que muda no atendimento ao consumidor com a API do WhatsApp

As 10 marcas mais lembradas pela diversidade em propaganda

Vivo, Raízen e Ericsson abrem chamada de startups com foco em IoT

Brasileiros são receptivos a anúncios digitais e querem personalização

5 inovações do Google Brasil em anúncios

Cabify faz parceria e product Marketing com Grupo Rouge

5 insights da Beleza na Terceira Idade

Grupo Edson Queiroz cria nova divisão de águas

Nível de atenção dos profissionais está mudando

C&A cria Fashion Futures para debater o futuro da moda

Brasil é o segundo maior país em buscas sobre beleza

Supermercado online avança globalmente

Comportamento do consumidor no quarto trimestre

Número de investimentos em insurtech sobem

Publicidade em aplicativos movimenta mais de 3 bilhões de dólares

Dia dos Pais aquece segundo semestre de 2018

Marketing 60+: a importância do consumidor sênior

Geração Z quer tecnologia para testar produtos na loja física

Busca por experiências fazem brasileiros se presentearem mais

Brasileiros preferem comprar online e buscar na loja física

Falta de experiência afasta consumidor do e-commerce

Homens são mais conservadores em relação aos produtos de beleza

Marcas crescem no Youtube com a Copa do Mundo



Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2018.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss