Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Artigos

A emoção do consumidor e a personalidade das marcas

A emoção do consumidor e a personalidade das marcas

Por | 13/11/2006

pauta@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

A emoção do consumidor e a personalidade das marcas

Por Guilherme Belluzzo*

Em função da similaridade técnica de produtos em diversas categorias e das mudanças nos padrões de comportamento do consumidor, é indiscutível a importância das marcas para uma organização. Se o mercado em que sua marca atua já sinaliza dificuldade na manutenção de seus diferenciais técnicos, saiba que a competição se dará daqui pra frente no campo das marcas. Hoje por exemplo, um televisor de LCD de 40´´ pode facilmente ser identificado por marcas como Sony, Samsung, Philips, LG, Gradiente, Panasonic, Philco, Sharp, Toshiba ou qualquer outra. Num mercado de commodities as empresas competidoras são forçadas a buscar outros recursos para construir diferenciação, dentre eles o uso do branding, que coloca ao centro do processo gestão das empresas, as suas marcas.

É interessante lembrar que uma marca forte é resultado de dois fatores: alto grau de lembrança e um conjunto forte, favorável e exclusivo de associações. Tratando especificamente das associações com a marca, ou seja, sua imagem, vou dividi-las em dois grandes conjuntos: existem as associações concretas relacionadas à desempenho funcional e as abstratas na forma de imagens mentais. É neste último bloco que reside as oportunidades de construção de diferenciação de marca. Imagens mentais têm relação direta com emoção e assim se configuram muitas possibilidades de criação de vínculos emocionais, e pode aumentar a preferência dos clientes ou angariar novos.

Em se tratando de emoções, que eu definiria como a "agitação de sentimentos", destaco a personalidade das marcas que são características humanas que podem fazer parte da imagem de uma marca. Desta forma, uma marca pode ser percebida como séria ou alegre, jovem ou velha, rica ou pobre, aventureira ou medrosa e assim por diante. Se personalidade de marca é importante, como é que se constrói esse componente? Na verdade existe um conjunto de fatores que contribuem para sua formação. Dentre eles destaco a presença em eventos culturais e esportivos, a utilização de celebridades ou usuários da marca no processo de comunicação e a utilização de alguns elementos como a logomarca, embalagem, personagem, slogan e inclusive o nome.

Geralmente são as pesquisas qualitativas que contribuem para o monitoramento da imagem da marca e identificam os tais traços de personalidade. Recentemente participei de um projeto em que um de seus objetivos era reposicionar a marca através do aprimoramento de sua personalidade com diferenciais emocionais mais calorosos. As pesquisas indicavam traços de arrogância e assim a marca estava distante de públicos-alvos potenciais.

Resultados como este permeiam a imagem de muitas marcas em vários mercados e cabe aos gestores de marketing das empresas revisitarem suas atividades, sobretudo aquelas que são as principais responsáveis pela formação da personalidade de suas marcas, sob o risco do desperdício de oportunidades e do afastamento de seu público-alvo. Lembremos que o ambiente competitivo é dinâmico e não controlamos os consumidores. Nem os competidores.

* Guilherme Belluzzo é Sócio da Top Brands Consultoria e Gestão de Marcas.
Acesse: www.topbrands.com.br

Por: Redação








Comentários

Artigos do autor:

Engajamento é fundamental para o sucesso do e-mail marketing

Santander cria serviço de transferência internacional com blockchain

Empresas consideram dados na definição da estratégia de negócios

Brasileiro está otimista e mais propenso a compras via mobile

Novos seniors são o futuro do crescimento do consumo

Tecnologia e mobilidade impactarão varejo nos próximos anos

Integração de canais fortalece campanhas multimídia

Ovos de Páscoa ficam até 40% mais baratos no e-commerce

Consumidores querem experiência omnichannel

Processo de compra se torna mais interativo e inteligente

Qualidade de vida: saúde é fator essencial para consumidores

Consumidores querem experiência omnichannel unificada

WhatsApp: usuários querem conversar com marcas, mas sem spam

Faturamento no comércio eletrônico de vestuário cresce 10% no Brasil

Royal resgata personagem Bocão em novo posicionamento

Por que o ano de 2018 é tão desafiador aos gestores?

Mobilidade é um dos elementos mais importantes pelas empresas

Livro traz coletânea de textos sobre o universo da inovação

Marketing de geolocalização é o tema de novo livro do IAB Brasil

Quatro tendências globais de beleza e cuidados pessoais para 2018

Seis tendências de Marketing de conteúdo em 2018

Natura &Co: Nova marca corporativa une Natura, Aesop e The Body Shop

Brasileiro teme compartilhar dados pessoais com empresas

Carros elétricos: uma tendência, múltiplos desafios

8 tendências de Marketing para o varejo em 2018

5 tendências em alimentos e bebidas para 2018

Brasileiros buscam economia em material escolar

Coca-Cola Brasil investe mais de R$ 1 bilhão em embalagens

Tendências em Digital e Mídia para 2018

Mundo do Marketing cria nova área com dicas de um minuto

Mercado brasileiro disputa varejo de conveniência

WGSN lista quatro tendências de consumo para 2018

TI e Marketing lideram a transformação digital

5 Tendências de Marketing para 2018

Shopping Crystal ganha mercado orgânico

2018: o ano do Marketing de Influência

Natal 2017: consumidor ainda mais maduro e compras moderadas

Gestores globais investem em tradução e localização para 2018

10 insights de mercado mais importantes de 2017

E-mail Marketing e o desafio da taxa de abertura baixa

Brasileiro busca serviço mais rápido e conveniente

Independência financeira é prioridade dos Millennials

7 estudos que tiveram destaque em 2017

Guia de Profissão Marketing Digital 2018

As 10 melhores ações de Marketing de 2017

10 fiascos de Marketing em 2017

10 pesquisas que tiveram destaque em 2017

Guia Salarial: profissional precisa se reinventar

Brasileiros estão mais conectados e desconfiados

Natal: Jornada de compra transita entre os universos digital e físico



Publicidade

Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2018.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss