Posições altas no Google são a prova da qualidade do Marketing | Mundo do Marketing

Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Artigos

Posições altas no Google são a prova da qualidade do Marketing

Posições altas no Google são a prova da qualidade do Marketing

Por | 28/11/2007

pauta@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

Posições altas no Google são a prova da qualidade do Marketing

Por Peter Faber*

Se seu site tem posições altas no Google, você pode ter uma certeza razoável que fez o mínimo necessário para destacar o seu site on-line. Se você não tem as posições altas, está gastando o seu dinheiro de marketing on-line nos lugares errados. O jeito que o Google determina quais sites devam ser posicionado nos primeiros resultados, consiste basicamente em duas coisas: a primeira é relevância e a segunda é popularidade, ou em outras palavras, o nível de destaque do seu site.

O Google considera importante a popularidade porque se todo mundo referencia seu site, é melhor para eles fazer a mesma coisa. O Google tem uma vantagem que só um site de busca pode ter: ele pode medir o nível de popularidade de todos os concorrentes de uma empresa. Não importa quantas pesquisas uma empresa faz, o Google sempre sabe melhor a posição de um site em um mercado. Sabe melhor e esta informação é a mais atualizada que existe do que uma pesquisa só dos dados sobre um determinado ponto no passado. Eles usam várias informações on-line para determinar o nível de destaque de um site.

Links de outros sites são o principal fundo de informação sobre a popularidade de uma página na Internet, mas isso é mais elaborado do que simplesmente contar o número de links. Outras informações podem incluir o texto dos links, a popularidade e o assunto da página que conta o link, a idade dos links, a idade do texto do link, etc. Tudo isso dá informações sobre o nível de destaque de um site. E porque indexam todos os sites acessíveis na Internet, eles sempre sabem mais sobre todos os participantes em um mercado do que uma empresa pode saber. E com isso, conhecem qual site é o mais popular.

Mas o Google não faz mágica e tem bastantes dificuldades em combinar a relevância da popularidade com o conteúdo de um site. Geralmente o problema é que as informações de uma página web são difíceis de entender para os algoritmos de um site de busca. Existem técnicas de otimização para ajudar um site de busca de entender o conteúdo de uma página na Internet e isso ajuda o Google a colocá-la na posição certa.

Muitas empresas fazem uma busca no Google buscando pelo seu nome. Geralmente o site da empresa aparece nos primeiros resultados. Isso diz absolutamente nada sobre a qualidade do marketing. Quantas empresas existem com o nome da empresa? Logicamente que o site parece nos primeiros resultados. Sempre é possível achar palavras que mostram um site nos primeiros resultados. É difícil de provar alguma coisa através de algumas buscas. O lugar certo de medir se um site recebe bastantes visitas dos buscadores são as estatísticas de visitantes. Lá é possível achar o numero de frases diferentes pelas quais o site foi encontrado nos buscadores. Este número de frases diferentes é o melhor indicador de qualidade do marketing.

Uma quantidade pequena indica que o site não tem um bom destaque na Internet. Este único indicador é o melhor para verificar a qualidade do marketing. Lógico que cada site e mercado são diferentes, mas para pensar numa base média: se forem menos do que 1000 frases diferentes por mês, o site não tem um bom destaque na Internet. Para um site que tem milhares de páginas, este número é mais alto.

Destacar um site na Internet não é fácil, porém mais difícil é medir se a estratégia escolhida está dando o melhor resultado possível. O Google pode te dar esta informação se você souber como obtê-la.

* Peter Faber é diretor de implementação da Brane do Brasil, consultoria especializada em marketing de internet, serviços de otimização de sites, gerenciamento de conteúdo web, administração de campanhas de links patrocinados e software de e-commerce com foco em buscadores.

 

Por: Redação




Comentários

Artigos do autor:

Gas Natural Fenosa passa a se chamar Naturgy

Brasileiros dão mais atenção à qualidade do que ao preço

9 tendências de consumo entre brasileiros

4 livros de Marketing para leitura de fim de ano

Como alavancar sua estratégia de Inbound Marketing

Black Friday deve crescer 13,3% em relação a 2017

Marcas se destacam ao antecipar Black Friday

Como fidelizar clientes após a Black Friday?

Brasil é um dos principais mercados para diversidade em Marketing

Black Friday une empresas na Virada Black Liberdade

Discriminação de gênero é problema entre meninas da Geração Z

Centennials: o novo motor econômico para as marcas

Após 15 anos, Roberto Gnypek deixa McDonald’s

Consumo de disco de vinil aumenta no Brasil

Tinder abre espaço para criadores de conteúdo

7 dicas para impulsionar as vendas de PMEs na Black Friday

Transações via smartphones representam 41% das vendas no Brasil

Relevância do Trade Marketing aumenta em agências, indústria e varejo

CMOs colaborativos são essenciais para crescimento de negócios

Compras do Dia das Crianças serão maiores em lojas físicas

3 Livros para auxiliar no planejamento de Marketing

Eleições e instabilidade não barraram investimentos em Marketing

Apesar do avanço de streaming, rádio impacta 86% da população

Inovação é necessidade estratégica para manter vantagem competitiva

Youtube mira no streaming e apresenta Youtube Music e Youtube Premium

Metade dos profissionais não colocam consumidores em primeiro lugar

Mercado de panetone cresce no Brasil

Smartphone será meio mais utilizado para compras do fim de ano

Preferência por fast-food varia conforme região brasileira

Fundação e Instituto Arcor lançam campanha de incentivo ao brincar

Mobile avança como mídia no mercado brasileiro

Infraestrutura das lojas virtuais garante o sucesso na Black Friday

5 tecnologias que mesclarão o trabalho entre humanos e máquinas

Pesquisa Heineken: mais da metade dos adultos bebem quando dirigem

PMEs estão confiantes na era da Inteligência Artificial

O que muda no atendimento ao consumidor com a API do WhatsApp

As 10 marcas mais lembradas pela diversidade em propaganda

Vivo, Raízen e Ericsson abrem chamada de startups com foco em IoT

Brasileiros são receptivos a anúncios digitais e querem personalização

5 inovações do Google Brasil em anúncios

Cabify faz parceria e product Marketing com Grupo Rouge

5 insights da Beleza na Terceira Idade

Grupo Edson Queiroz cria nova divisão de águas

Nível de atenção dos profissionais está mudando

C&A cria Fashion Futures para debater o futuro da moda

Brasil é o segundo maior país em buscas sobre beleza

Supermercado online avança globalmente

Comportamento do consumidor no quarto trimestre

Número de investimentos em insurtech sobem

Publicidade em aplicativos movimenta mais de 3 bilhões de dólares



Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2018.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss