Artigos

Publicidade
Publicidade

A rapidez da informação no ponto de venda

A rapidez da informação no ponto de venda

Por Redação - 18/10/2007

A rapidez da informação no ponto de venda

Por Dirceu Ramos*

Imagine um carro em uma estrada. Só que esse carro está com o para brisas coberto e, ainda por cima, sem espelhos. O mostrador de combustível, temperatura e óleo também estão apagados. Como o motorista vai saber quem vem atrás dele? Ele poderá ultrapassar? O carro vai ferver? Haverá combustível suficiente para chegar ao destino?

Essa analogia mostra a importância de se ter informações sobre o ambiente no qual se atua. Hoje, sem informação, nenhuma empresa pode decidir qual direção seguir. Segundo os Professores David Norton e Robert Kaplan, da Harvard Business School, “O que não pode ser medido, não pode ser gerenciado”. Se uma empresa não consegue monitorar sua concorrência e enxergar sua posição no mercado, não terá visão e chegará sempre atrasada.

Até cinco anos atrás, receber informações do que acontecia no ponto de venda após  semanas não representava nenhum risco para as empresas. Hoje, isso significa “noticia velha”. Hoje, novos produtos são lançados a cada dia, ofertas aparecem a todo momento, preços podem sofrer redução em questão de horas, ações de degustação, brindes para o consumidor, etc. Enfim, a velocidade com que diferentes ações ocorrem no mercado torna fundamental que as empresas tenham agilidade para reagir.

Mais do que nunca, as áreas de marketing e trade precisam saber, em tempo real, o que acontece no ponto de venda. A posse de informações atualizadas e que impacta o consumidor torna-se um diferencial competitivo para as empresas. É preciso estar sempre alerta.

* Dirceu Ramos é Sócio-Diretor da DR Promoção Integrada.

Acesse
www.drpromo.com.br

Por: Redação

Artigos do Autor