Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Artigos

Publicidade

Você está preparado para atuar globalmente?

Você está preparado para atuar globalmente?

Por | 25/09/2006

pauta@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

Você está preparado para atuar globalmente?

*Vivian Leite

Ao andarmos pelas ruas é comum deparar-mo-nos com pessoas de diferentes culturas, falando diversos idiomas; isso sem mencionar o quanto usamos palavras estrangeiras diariamente: mouse, delivery, hometeather, entre outras.  Isto certamente nos dá a impressão de estarmos numa "aldeia" global, mas percebam, é apenas uma impressão: a ponta do iceberg das diferenças entre culturas.

Depois de passar algum tempo estudando no exterior, foi difícil me adaptar novamente à cultura brasileira, especialmente a de São Paulo. Buscando uma forma de integração, passei a freqüentar um Grupo de Apoio a Expatriados, voltado às pessoas que vinham de outros países. Foi lá que conheci a Vivian e tivemos a grande idéia: criamos, em 1999, a Going Global para auxiliar aqueles que, como nós, vivem em situações de choque cultural. Hoje organizamos e ministramos treinamentos interculturais para executivos, integrantes de empresas e funcionários que mantém contato com diferentes nacionalidades, tanto estrangeiros como brasileiros. Só o conhecimento das origens de cada hábito pode eliminar os preconceitos e as barreiras, ocasionados pelas diferenças culturais.

Um dos questionamentos que fazemos nos cursos é sua empresa está preparada para operar globalmente? Toda vez que uma empresa decide expandir o seu mercado internacionalmente ou fazer alianças internacionais, além dos ajustes jurídicos, técnicos, idiomáticos, etc, as pessoas envolvidas precisam conhecer a forma de pensar dos seus parceiros, novos fornecedores, clientes, colegas ou chefes.

A abertura do mercado e a busca pelo crescimento financeiro são fatores estimulantes para a internacionalização das empresas. Expandir os negócios pode ser um desafio bastante tentador. Mas como proceder em um ambiente totalmente desconhecido, e como superar as diferenças culturais encontradas em outro país?

Durante as movimentações internacionais, procurar novas instalações e transferir os funcionários são escolhas importantes. Para haver o desenvolvimento da empresa e dos profissionais como um todo, é necessário levar em consideração detalhes simples do cotidiano de outras culturas. Já treinamos funcionários da BASF, Bayer, Volkswagen, Scania, Siemens Celulares, Natura e outros. Veja algumas dicas importantes para aumentar a interculturalidade.

1. Aprenda um segundo idioma. Se já tiver proficiência num segundo idioma, aprenda um terceiro. No caso do Brasil: inglês, espanhol e, porque não, o chinês?
2. Se possível viaje para os países com os quais você manterá maior intercâmbio.
3. Receba intercambistas: você terá um pedacinho daquele país na sua casa.
4. Assista o canal de TV a cabo do país que lhe desperta interesse.
5. Para complementar e solidificar o inglês, assista os DVD´s com legenda em inglês.
6. Tente tirar e compreender as letras das canções em inglês ou outro idioma que você goste.
7. Assista a filmes que se passam nos países em referência: eles podem revelar muito sobre a cultura local
8. Observe o folclore, comida típica, aparência das pessoas.
9. Se tiver a oportunidade: puxe uma conversa com um visitante ou imigrante do local. Faça perguntas! Demonstre interesse sem pré-conceito!

Dicas do que é permitido ou não fazer em contato com diferentes nacionalidades.

De indianos
• Jamais pense em ir a um rodízio de carne na Índia. A vaca é um animal sagrado no país os hindus e, o porco para os muçulmanos;
• Não assovie em público, isso é considerado um desrespeito na Índia;
• Se você for homem, não cumprimente uma mulher com aperto de mão, ou beijo. Esse tipo de cordialidade é considerado desrespeitoso na Índia;
• Não gesticule excessivamente ou fale alto, pois esse ato é considerado extrema falta de educação;

Dos russos
• Sempre que for visitar uma família russa, é recomendável que seja entregue ao dono da casa uma garrafa de vinho. Se for mulher, vale um buquê de rosas;
• Lembre-se de tirar os sapatos na casa o anfitrião. Isso é de bom tom e dá um toque de cordialidade;
• Nem pense em, quando estiver na residência de um russo, assobiar dentro casa, tampouco acender um cigarro sob a chama de uma vela. Os russos são bem supersticiosos e não admitem certos tipos de atitudes;
• Caso entre numa igreja ortodoxa, não entre de chapéu. Isso é considerado um desrespeito; não é recomendável também que você fique de braços cruzados neste local;

Dos alemães
• Quando presenteado ou convidado, procure retribuir o quanto antes;
• Quando presentear com flores, presenteie com um número impar até o máximo de cinco;
• Brinde sempre olhando nos olhos da outra pessoa, não olhando para o copo;
• Quando entregar o pagamento ou troco em moedas ao atendente de qualquer estabelecimento, não entregue na mão do atendente. Coloque o dinheiro no pratinho especialmente destinado para tal;
• Não atrase: objetividade, detalhes e respeito a horários marcados SÃO ESSENCIAIS!
• Não os cumprimente com beijo no rosto, os alemães sentem-se pouco a vontade com o contato físico;

Dos americanos
• Para fazer amizades, uma boa dica é freqüentar as diversas igrejas, pois estas têm um papel, além de espiritual, comunitário e de encontro e integração social;
• Não faça piadas sobre negros, judeus, mulheres, etc. Os americanos em geral apreciam condutas politicamente corretas; • Procure não tocar as pessoas fisicamente, inclusive crianças. Existe uma paranóia com a idéia de abuso sexual;
• Nunca apareça na casa de ninguém sem aviso prévio;

* Vivian Manasse Teixeira Leite é sócia da Going Global e professora da cadeira de Intercultural Management nos programas de Executive MBA da  Business School  São Paulo. Contato: www.goingglobal.com.br

Por: Redação




Comentários

Artigos do autor:

Transações via smartphones representam 41% das vendas no Brasil

Relevância do Trade Marketing aumenta em agências, indústria e varejo

CMOs colaborativos são essenciais para crescimento de negócios

Compras do Dia das Crianças serão maiores em lojas físicas

3 Livros para auxiliar no planejamento de Marketing

Eleições e instabilidade não barraram investimentos em Marketing

Apesar do avanço de streaming, rádio impacta 86% da população

Inovação é necessidade estratégica para manter vantagem competitiva

Youtube mira no streaming e apresenta Youtube Music e Youtube Premium

Metade dos profissionais não colocam consumidores em primeiro lugar

Mercado de panetone cresce no Brasil

Smartphone será meio mais utilizado para compras do fim de ano

Preferência por fast-food varia conforme região brasileira

Fundação e Instituto Arcor lançam campanha de incentivo ao brincar

Mobile avança como mídia no mercado brasileiro

Infraestrutura das lojas virtuais garante o sucesso na Black Friday

5 tecnologias que mesclarão o trabalho entre humanos e máquinas

Pesquisa Heineken: mais da metade dos adultos bebem quando dirigem

PMEs estão confiantes na era da Inteligência Artificial

O que muda no atendimento ao consumidor com a API do WhatsApp

As 10 marcas mais lembradas pela diversidade em propaganda

Vivo, Raízen e Ericsson abrem chamada de startups com foco em IoT

Brasileiros são receptivos a anúncios digitais e querem personalização

5 inovações do Google Brasil em anúncios

Cabify faz parceria e product Marketing com Grupo Rouge

5 insights da Beleza na Terceira Idade

Grupo Edson Queiroz cria nova divisão de águas

Nível de atenção dos profissionais está mudando

C&A cria Fashion Futures para debater o futuro da moda

Brasil é o segundo maior país em buscas sobre beleza

Supermercado online avança globalmente

Comportamento do consumidor no quarto trimestre

Número de investimentos em insurtech sobem

Publicidade em aplicativos movimenta mais de 3 bilhões de dólares

Dia dos Pais aquece segundo semestre de 2018

Marketing 60+: a importância do consumidor sênior

Geração Z quer tecnologia para testar produtos na loja física

Busca por experiências fazem brasileiros se presentearem mais

Brasileiros preferem comprar online e buscar na loja física

Falta de experiência afasta consumidor do e-commerce

Homens são mais conservadores em relação aos produtos de beleza

Marcas crescem no Youtube com a Copa do Mundo

Brasileiros que vivem de forma leve sentem mais prazer na vida

Masculinidade: como os homens tem se comportado

Nescau incentiva a inovação em exposição de produtos

O valor das marcas patrocinadoras da Copa e da Seleção Brasileira

Itaú é a marca mais mencionada no Twitter sobre Copa2018

Millennials ganham atenção do mercado de luxo

VidCon 2018: Youtube aposta em novas ferramentas

Restaurantes com promoções durante a Copa do Mundo são mais atrativos



Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2018.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss