Comportamento do consumidor | Mundo do Marketing

Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Artigos

Comportamento do consumidor

Por | 10/08/2006

pauta@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

Comportamento do consumidor

Francisco Lopes*

"Consumidores e produtores são reunidos eletronicamente de maneira que nunca foram experimentadas antes. A rápida transmissão de informações está alterando a velocidade com a qual novas tendências se desenvolvem e a direção onde se movimentam - especialmente porque o mundo virtual permite que os consumidores participem da criação e disseminação de novos produtos".

Esta afirmação é do PhD Michael R. Solomon, professor de Ciências Humanas de Comportamento do Consumidor da Auburn University, após a realização de uma pesquisa que envolveu estudantes de várias partes do planeta.

A pergunta é: seria mesmo necessário que um estudioso americano nos mostrasse essa realidade para dela termos consciência? A resposta é um grande não! Basta andarmos pelas ruas de nossa cidade para ver tal transformação, basta conversarmos com nossas crianças e veremos que já possuem uma boa noção dos produtos que querem adquirir, seu valor e onde encontrar.

No Rio Grande do Sul já existe o "Código do Consumidor Infantil" que é ensinado nas escolas públicas para crianças do ensino fundamental. Se as crianças já sabem o que querem, por que nossos empresários não sabem como oferecer seus produtos e serviços?

Em recente artigo publicado em uma revista de circulação nacional o publicitário Washington Oliveto analisa a lista dos bilionários brasileiros que estão presentes na Revista Forbes e, dentre outras, a principal razão do sucesso desses empresários é a percepção da mudança do comportamento dos consumidores e do mundo.

Nossos empresários (goianos) precisam acordar desse "berço esplêndido" em que  vivem, abrir seus olhos para a não tão nova realidade em que estamos inseridos, e antes de pensar em qualquer ação, seja na Gestão de Pessoas ou mesmo no seu Planejamento Estratégico, descobrir em primeiro lugar quem é seu consumidor, depois o que ele deseja. Conhecer quem é seu concorrente, ou melhor, quem são seus concorrentes (e pode não ser uma empresa do mesmo ramo) torna-se necessário para que o empresário perceba e entenda qual é o sentido moderno de concorrência.

Até 1950, o chapéu cobria a cabeça do brasileiro. A indústria do chapéu no Brasil contava com uma centena, vendiam 5 milhões de unidades ano. Hoje existem não mais que três. O que provocou essa realidade? Por incrível que possa parecer, foi o automóvel, poderíamos dizer o fusquinha. Com o advento do desenvolvimento da indústria automobilística  e a  multiplicação dos carros nas cidades as pessoas foram deixando de usar chapéus, pois o que as pessoas compravam não era chapéu, compravam proteção para suas cabeças, com o carro, tornou-se desnecessária.

Uma grande rede de fast food viu-se com um novo e inusitado concorrente que baixou significativamente suas vendas. Com o advento do forno microondas as pessoas que buscavam praticidade já não mais precisariam sair de casa para se alimentar. Conclusão não pergunte qual produto você vende. Pergunte: o que seu consumidor quer comprar de você?

* Francisco Lopes é administrador de Empresas e pós-graduado em Gestão Estratégica de Marketing

Por: Redação




Comentários

Artigos do autor:

Gas Natural Fenosa passa a se chamar Naturgy

Brasileiros dão mais atenção à qualidade do que ao preço

9 tendências de consumo entre brasileiros

4 livros de Marketing para leitura de fim de ano

Como alavancar sua estratégia de Inbound Marketing

Black Friday deve crescer 13,3% em relação a 2017

Marcas se destacam ao antecipar Black Friday

Como fidelizar clientes após a Black Friday?

Brasil é um dos principais mercados para diversidade em Marketing

Black Friday une empresas na Virada Black Liberdade

Discriminação de gênero é problema entre meninas da Geração Z

Centennials: o novo motor econômico para as marcas

Após 15 anos, Roberto Gnypek deixa McDonald’s

Consumo de disco de vinil aumenta no Brasil

Tinder abre espaço para criadores de conteúdo

7 dicas para impulsionar as vendas de PMEs na Black Friday

Transações via smartphones representam 41% das vendas no Brasil

Relevância do Trade Marketing aumenta em agências, indústria e varejo

CMOs colaborativos são essenciais para crescimento de negócios

Compras do Dia das Crianças serão maiores em lojas físicas

3 Livros para auxiliar no planejamento de Marketing

Eleições e instabilidade não barraram investimentos em Marketing

Apesar do avanço de streaming, rádio impacta 86% da população

Inovação é necessidade estratégica para manter vantagem competitiva

Youtube mira no streaming e apresenta Youtube Music e Youtube Premium

Metade dos profissionais não colocam consumidores em primeiro lugar

Mercado de panetone cresce no Brasil

Smartphone será meio mais utilizado para compras do fim de ano

Preferência por fast-food varia conforme região brasileira

Fundação e Instituto Arcor lançam campanha de incentivo ao brincar

Mobile avança como mídia no mercado brasileiro

Infraestrutura das lojas virtuais garante o sucesso na Black Friday

5 tecnologias que mesclarão o trabalho entre humanos e máquinas

Pesquisa Heineken: mais da metade dos adultos bebem quando dirigem

PMEs estão confiantes na era da Inteligência Artificial

O que muda no atendimento ao consumidor com a API do WhatsApp

As 10 marcas mais lembradas pela diversidade em propaganda

Vivo, Raízen e Ericsson abrem chamada de startups com foco em IoT

Brasileiros são receptivos a anúncios digitais e querem personalização

5 inovações do Google Brasil em anúncios

Cabify faz parceria e product Marketing com Grupo Rouge

5 insights da Beleza na Terceira Idade

Grupo Edson Queiroz cria nova divisão de águas

Nível de atenção dos profissionais está mudando

C&A cria Fashion Futures para debater o futuro da moda

Brasil é o segundo maior país em buscas sobre beleza

Supermercado online avança globalmente

Comportamento do consumidor no quarto trimestre

Número de investimentos em insurtech sobem

Publicidade em aplicativos movimenta mais de 3 bilhões de dólares



Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2018.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss