O reconhecimento da execução perfeita durante a APAS Show | Mundo do Marketing

Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Artigos

O reconhecimento da execução perfeita durante a APAS Show

Quando tocamos no assunto, nos referimos à organização de toda cadeia de forma a atingir um objetivo definido. Em nosso caso, o lançamento da Shelfscan

Por | 04/06/2019

pauta@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

Execução perfeita é um conceito do trade marketing fundamental para o sucesso no ponto de venda (PDV). Significa garantir a disponibilidade de um produto no momento certo, ou seja: quando o consumidor precisa dele. Quando falamos em execução perfeita, estamos nos referindo à organização de toda cadeia (planejamento de lançamento de produtos, planejamento de demanda, logística, distribuição, até a exposição dos produtos no PDV) de forma a atingir um objetivo definido. Por exemplo: a execução de estratégias para aumento nas vendas, novas embalagens, ações promocionais, experimentação etc.

A execução é perfeita, portanto, quando todo o processo é eficaz.

Podemos aplicar esse conceito ao marketing em eventos, como foi o caso da ação da Involves premiada na APAS Show, maior evento supermercadista do mundo. Durante o evento, a Involves apostou em uma execução no estande para apresentar a nova tecnologia de reconhecimento por imagem adquirida pela empresa, e que está em processo de integração ao nosso software de gestão de trade marketing, o Agile Promoter. A ação recebeu o prêmio concedido pela APAS em parceria com o The Global Association for Marketing at Retail (Popai) pela melhor ação promocional de estande. É a segunda vez consecutiva que a Involves garante essa conquista.

A tecnologia Shelfscan adquirida pela Involves e apresentada na feira é uma inteligência artificial de reconhecimento por imagem que permite extrair informações dos produtos expostos em gôndolas a partir de uma foto. Para isso, a inteligência artificial precisa aprender a reconhecer os produtos da categoria, sendo da indústria ou dos concorrentes.

Após um período de aprendizado o sistema é capaz de identificar com uma precisão de 96% indicadores relacionados à exposição no ponto de venda, quantidade de produtos expostos, share por tipo de produto, metragem ocupada por categoria e por marca.

Além disso essas informações podem ser relacionadas para gerar poderosos insights para compreender o comportamento do mercado de atuação da indústria, compliance de contratos com o varejo e até ações da concorrência.

Alinhamento de discurso e prática: destaque na APAS Show
Mais do que falar sobre como o reconhecimento por imagem pode contribuir para o trabalho do promotor de vendas e melhorar os processos de trade das indústrias, garantindo maior produtividade e precisão, decidimos mostrar isso na prática, na maior feira supermercadista do mundo, que contou com mais de 100 mil participantes nos quatro dias de evento.

Em nosso estande, disponibilizamos uma gôndola com alguns produtos e uma tela onde ficava disponível a imagem do software de reconhecimento por imagem funcionando ao vivo. Os visitantes podiam interagir com esta gôndola, retirando ou alterando posições dos produtos, e verificando mudança automática no report emitido pelo software. Em outro momento da ação, convidamos alguns participantes a realizarem um teste de ganho de produtividade com o uso da tecnologia. Para isso, essas pessoas realizaram uma contagem de frentes na gôndola em um tempo cronometrado, e depois tiveram acesso ao software de reconhecimento por imagem, de modo a comparar as duas formas. Neste vídeo, a ação é mostrada com mais detalhes.

Alguns dados interessantes que pudemos extrair desta ação na APAS foram que a média de tempo de contagem na gôndola foi de 55 segundos. Com a tecnologia Shelfscan, o mesmo resultado é obtido em dois segundos, o que representa 53 segundos em ganho de produtividade: um trabalho 20 vezes mais produtivo para os promotores de venda.

É importante frisar que a ação do estande que trouxe esses números foi realizada em uma gôndola organizada, com 34 frentes de 7 SKUs (Stock Keeping Units) diferentes. No PDV real, os produtos podem não estar tão bem distribuídos na gôndola, além de estarem em maior quantidade, o que aumenta o tempo gasto na coleta dos dados de forma convencional. Com o reconhecimento por imagem, não haveria diferença de tempo no processamento das informações. Ou seja, o ganho de produtividade é ainda maior no dia a dia do promotor.

Nesta edição da feira, a premiação da Involves demonstrou na prática o que queremos entregar diariamente aos nossos clientes: execução perfeita. Nosso objetivo era apresentar ao público da feira (PDV desta ação) a tecnologia adquirida pela empresa. A execução, neste caso, foi uma forma de comunicação eficaz com os participantes do evento, trazendo o conceito de trade marketing para espaços pouco usuais.

É muito diferente quando o cliente consegue experimentar na prática o impacto de um produto novo na realidade dele. Muitas vezes, falar o benefício do seu produto não é o suficiente. Experiências marcam a cabeça do consumidor. Aplicamos a execução perfeita por meio de nossa ação promocional, e conquistamos o primeiro lugar, mostrando o alinhamento do que nós vendemos com a prática.

Por: Pedro Galoppini

Cofundador e Diretor de Produto da Involves


Comentários


Inteligência Inteligência

Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2019.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2019. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss