Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Artigos

Sua loja é um Ponto de Venda ou ponto de interrogação?

Quando um shopper tem dificuldade em navegar nos corredores de um shopping, ele está submetido a altas exigências sobre seu hipocampo e córtex pré-frontal. Entenda

Por | 11/04/2017

pauta@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

Oi! Pode me ajudar? Você sabe me dizer onde fica aquela loja que....

Pare de fazer o consumidor procurar o Wally! Nosso cérebro é por natureza preguiçoso no sentido de que não quer gastar energia.

A procura de como chegar em um local gera atividade no hipocampo, região do cérebro envolvida na memória e na navegação, e também no córtex pré-frontal que está envolvido no planejamento e na tomada de decisão.  Mas, pesquisadores acabaram de descobrir que não há atividade adicional nestas áreas, quando uma pessoa usa GPS. Usando esse tipo de equipamento para chegar a algum lugar, partes do cérebro, que de outra forma seriam usadas ​​para simular diferentes rotas, não são ativadas.

Quando as pessoas navegavam manualmente, isto é, sem ajuda de equipamentos, e entram em novas ruas, por exemplo, o hipocampo e o córtex pré-frontal têm picos de atividade. E esta atividade cerebral é maior quando o número de opções a serem escolhidas aumentam, mas, por outro lado, nenhuma atividade adicional é detectada quando as pessoas seguem as instruções de geolocalizadores.

Quer um exemplo?

Entrar em um cruzamento como Seven Dials em Londres, onde sete ruas se encontram, aumenta a atividade no hipocampo, enquanto um beco sem saída diminuí. Quando você tem dificuldade em navegar pelas ruas em uma cidade ou nos corredores de um shopping, você está colocando altas exigências sobre seu hipocampo e córtex pré-frontal. O hipocampo simula futuros caminhos possíveis, enquanto o córtex pré-frontal nos ajuda a planejar quais deles nos levarão ao nosso destino. Quando temos tecnologia nos dizendo que caminho a percorrer, no entanto, essas partes do cérebro simplesmente não respondem. Portanto, nosso cérebro não se "preocupa" com isso! Mas se ocupa com o que é importante, estar na loja!

Estudo anteriores já tinham mostrado que os hipocampos dos motoristas de táxis de Londres se expandem à medida que aprendem ao memorizar as ruas e marcos do centro de Londres. E este último estudo complementa e sugere que os motoristas que seguem GPS direções não envolvem seu hipocampo.

A tecnologia pode facilitar a navegação e aumentar o bem-estar do seu cliente. A novas descobertas permitem-nos olhar para o layout de uma loja e considerar como os sistemas de memória do cérebro podem provavelmente reagir. Por exemplo, podemos olhar para os layouts de shoppings para identificar áreas que podem ser particularmente desafiadoras para as pessoas e ajudar a torná-los mais fáceis de navegar. Da mesma forma, podemos projetar novos pontos de venda que são shopper-friendly desde o início.

Os produtos também podem se beneficiar de tais tecnologias, dizendo " Ei! Estou aqui!!"

Antes que eu me esqueça, onde fica mesmo a sua loja?

Conteúdo de Acesso Premium Para continuar tendo acesso a esse e outros conteúdos exclusivos, faça sua assinatura.
  • Conheça diferentes perfis de consumo
  • Desenvolva embasamentos para suas campanhas
  • Otimize sua gestão de Marketing
  • Projete cenários para o seu negócio
  • Descubra potenciais de mercado
  • Tome decisões mais assertivas

Já é premium/cadastrado?
Faça o login para ver o conteúdo:

Por: Pedro Camargo

Pedro Camargo é consultor, conferencista e professor de pós-graudção em Neuromarketing e Biologia do Comportamento do Consumidor.


Comentários

Artigos do autor:

Sua loja é um Ponto de Venda ou ponto de interrogação?

Quer levar o consumidor para a sua loja e o vendedor se empenhar?

Deus do CEO! Perdoai-vos, eles não sabem o que dizem!

Não confunda neuromarketing com quiromancia!

Frankenstein. Este é o perfil do consumidor pesquisado pelo SPC

Onde está a sua marca? No Smartphone ou no Cérebro do consumidor?

O real comportamento do consumidor

O mercado do Luxo e a Hipótese da Rainha vermelha

Marketing sensorial sem visão, cheiro, som, gosto... Isso faz sentido?

Neuromarketing e a margem de erro da pesquisa eleitoral

Compra online em 3D. A solução está na ponta dos dedos

Venda é uma questão de química entre a loja, o vendedor e o consumidor

Pelo amor de Deus! Vendedor no gerúndio, não tem futuro!!

Big Data pode significar small quality and poor decisions

Fast o quê? Como a pressa vende muito

O Marketing Molecular está chegando

Estratégia de preço. Você ainda vai pagar por isso!

Responsabilidade social na empresa? Faça de forma orgânica

Neuro-Gene-Endocrino Vendas. A biologia do comportamento do vendedor

Propaganda e mulher objeto

A biologia da fidelidade à marca

O rato roeu a roupa do Rei de Roma

Por favor, cancele o brief mal passado!

A pesquisa de mercado e a lógica do peru

Adeus mercado velho, feliz Marketing novo!

Natureza das vendas. Faça que um dia seja do caçador ou outro também

Efeito Lindstron! O exagero em Neuromarketing

O que a Neurociência diz sobre as pessoas em compras

Lições das bactérias que twitam e administram



Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2015.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2017. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss
Acesso Premium. Só abra se você quer tomar melhores decisões.
Seja Premium
  • 1º Transforme insights em oportunidades de mercado
  • 2º Embase suas campanhas de Marketing
  • 3º Entenda o que deseja seu público-alvo
  • 4º Conheça diversos perfis de consumo
  • 5º Otimize sua gestão de Marketing