Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Artigos

Publicidade

Shop.org 2017: Machine Learning é a grande aposta dos e-commerces

IA e Machine Learning têm mudado a forma como recomendar produtos, passando a definir as estratégias baseando-se no comportamento, preferências e perfil dos clientes

Por | 30/10/2017

pauta@mundomarketing.com.br

Compartilhe

Machine Learning e Inteligência Artificial (IA) são os principais assuntos do momento nas mais diversas áreas. No mundo do e-commerce não é diferente. O primeiro dia de conferência na Shop.org 2017, que aconteceu em Los Angeles, iniciou com um painel focado em Reinvenção e contou com a intermediação de Tyra Banks, que além de modelo e apresentadora, é uma das grandes empreendedoras do varejo nos Estados Unidos.

Até a Disney, exemplo em inovação, nos deu a confirmação de que a Inteligência Artificial e Machine Learning têm mudado a forma como recomendam produtos a seus consumidores, passando a definir as estratégias baseando-se no comportamento, preferências e perfil dos clientes. Ou seja, it´s all about data!

A atmosfera de IA e Machine Learning está, oficialmente, inserida no e-commerce mundial. Ambas tecnologias são as grandes apostas na expansão do poder de aliança entre os assistentes virtuais, como o Google Home e Alexa, com o varejo. Essa união é capaz de potencializar as vendas e aprimorar ainda mais a experiência do usuário.

Assistentes holográficos baseados na Alexa, empresas especializadas em conectar pequenos players de supermercados aos catálogos das gigantes Google e Amazon, negócios de chatbots para apps, incluindo o iMessage e, até tecnologias que usam Kinect para permitir o reconhecimento do humor a fim de recomendar o item perfeito. Tudo isso pronto e disponível para ser contratado.

A automação inteligente é ideal para trazer escala e lucratividade, não só para as empresas de tecnologia, mas para o varejo, colaborando na recomendação de produtos, identificando padrões e automatizando o atendimento. Tudo isso, se otimizado, impacta diretamente na margem de lucro das companhias, o que faz os olhos dos varejistas brilharem.

Amazon, Whole Foods, H&M, Nike e Zappos são alguns dos varejistas que compartilham experiências de sucesso ao fazer uso de inovação, automação e, mais uma vez, Inteligência Artificial e Machine Learning.

Andrew Nusca, Editor Digital da Fortune, e Marc Lore, Presidente e CEO do Walmart nos EUA, em um painel no Shop.org 2017, afirmaram: "esse ano estamos falando de compra por voz". Reiterando o anúncio que a Google já havia feito ao realizar a parceria com o Walmart para garantir alcance e aproveitar todo o potencial do Google Home, melhorando a experiência quando falamos de conveniência e praticidade na hora de comprar o que quisermos, apenas ao dizer expressões como o famoso "Ok, Google".

Até parece que foi ano passado que os e-commerces começaram a falar sobre chatbots (e era mesmo!). Hoje, falamos sobre automatizar não só uma URA, mas de ter a possibilidade de customizar a Alexa para ser o próprio assistente da sua loja, por exemplo.

Por: Max Oliveira

Gerente de Planejamento da NewBlue


Comentários


Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2018.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss