Explorando as mídias sociais no mercado de viagens | Mundo do Marketing

Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Artigos

Explorando as mídias sociais no mercado de viagens

Antes de aprender a usar as redes sociais para divulgar a marca, é importante saber mais sobre as vantagens e as desvantagens destas mídias. Não tente vender, por exemplo

Por | 11/06/2013

pauta@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

Sempre foi uma necessidade humana reunir-se em grupos para que alguns objetivos comuns fossem alcançados. Temos, ao longo da história, bons exemplos de redes sociais com esta finalidade: os sindicatos, as associações comerciais e até os grupos de culinária - que, inclusive, foram utilizados pela Tupperware na divulgação de produtos.

Nesse último caso específico, a empresa reunia senhoras em casas de personalidades para dividir receitas e mostrar os produtos. A estratégia foi tão positiva que, em 1945, a marca tirou dos supermercados todos os seus produtos e utilizou estas redes como ponto de venda principal.

Vemos, então, que o conceito de redes sociais não é novo. A novidade está no canal, no formato e na agilidade proporcionada pela tecnologia. E essa ideia de um grupo de pessoas com características e hábitos de consumo semelhantes faz parte do conceito de segmentação de mercado.

Assim, a tecnologia veio com este propósito: facilitar as formas de comunicação e de interação. As redes sociais, que antes eram principalmente físicas, atualmente permitem que um volume muito maior de pessoas, com o mesmo interesse, esteja no mesmo ambiente.

Cada mídia social tem suas particularidades e essas características são muito úteis para que a agência de viagens desenhe sua estratégia própria. Antes de aprender a usar as redes sociais para divulgar a marca, é importante saber mais sobre as vantagens e as desvantagens destas mídias. Uma vez que você cria um perfil, precisa definir de que forma você gostaria de ser percebido pelo consumidor. O caminho mais seguro para isso é traçar uma estratégia de comunicação bem estruturada e garantir que este plano seguirá os objetivos comerciais e de marketing da empresa.

Ainda, para garantir uma estratégia eficiente, procure envolver várias áreas da empresa neste projeto, pois provavelmente você receberá reclamações, pedidos de produtos ou geração de leads que deverão ser encaminhados a outros departamentos da agência.

Entrar nesse mundo das redes sociais traz vantagens e desvantagens a qualquer tipo de empresa. Entre as vantagens estão o fato de a marca estar onde os clientes estão, pois milhões de usuários passam o dia interagindo nas redes; a empresa é vista como moderna e estabelece um canal aberto com os clientes, o que traz uma imagem positiva à marca; e o custo é relativamente baixo se consideramos o potencial de visualizações e interações em comparação com o valor de investimento em mídias tradicionais.

Por outro lado, alguns pontos devem ser levados em conta no momento da criação da página nas redes sociais. É difícil e demanda muito tempo definir a estratégia. Como existem muitas formas de veicular mensagens e os públicos são diferentes, é mais complicado escolher a melhor abordagem para a empresa, além disso, não basta apenas postar conteúdo, é preciso interagir, responder dúvidas, e isso exige dedicação diária.

Outra questão a compreender é que não é possível controlar totalmente a mensagem. Como os usuários podem comentar o conteúdo, às vezes alguns deles podem ser negativos e isso é visível a todos. Mesmo assim, com todos esses desafios, ainda é uma desvantagem ainda maior não ter um perfil. A proximidade dos clientes, fornecedores e concorrentes já gera benefícios muito maiores do que os possíveis desafios.

Para que esse investimento nas redes sociais seja válido, algumas boas práticas podem ajudar a criar uma relação positiva com o usuário

- Seja ativo na web e construa uma imagem confiável. Posicione-se como um especialista no assunto, que mantém um blog atualizado, interage em fóruns e grupos relacionados à área do seu negócio.

- Fique por dentro das discussões. Consulte as redes sociais para saber quais assuntos geram dúvidas e o que os seus clientes procuram. Aproveite esse espaço para dar a sua opinião e sugerir saídas para essas questões.

- Não tente vender. Os usuários das redes sociais têm uma aversão natural aos discursos de venda. Para não criar uma imagem negativa, a relação entre a sua marca e o usuário deve começar com aconselhamentos. Apresente-se como especialista, ajude o consumidor a resolver os problemas, estabeleça uma relação de confiança e, então, conquiste o espaço para recomendar produtos.

- Estimule o feedback do usuário. Deixe seu consumidor falar com você para que possa entender o que ele realmente procura. As opiniões e os comentários do usuário podem facilitar a relação comercial e o surgimento de ideias interessantes.

Na hora de produzir conteúdo, vale uma boa dica: coloque-se no lugar do seu público/consumidor e faça a seguinte pergunta: por que eu entraria e seguiria o perfil de uma agência? Pergunte a alguns amigos de que forma eles procuram informações sobre viagem atualmente. Tente descobrir quantos sites eles visitam antes de decidir destinos e pacotes. Enfim, você pode buscar redes sociais diferenciadas e manter sua página sempre atualizada, mas tenha sempre em mente com quem está falando e qual é o interesse do seu público-alvo. Essa é a melhor estratégia para manter uma agência de viagens em contato com o mundo também de forma virtual.

Por: Mario Ponticelli

Country manager para Amadeus Brasil


Comentários


Inteligência Inteligência

Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2019.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2019. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss