Atenção! Crianças on-line | Mundo do Marketing

Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Artigos

Atenção! Crianças on-line

WebKidZone surge como canal para falar com o público infantil de forma pertinente

Por | 26/08/2009

pauta@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

Por Marina Pechlivanis*

"O poder da comunicação visual é plural. Ele conecta não só os meios de comunicação social entre si (pode-se pensar na nova pós-mídia que está unificando os tradicionais meios de comunicação separados como TV, telefone, fax, computador), mas também os comportamentos da vida cotidiana, cujo objetivo é o de absorver a produção de sentido vivida no momento certo e no lugar apropriado: face to face (embora fosse melhor dizer body to body)."
 Massimo CANEVACCI

Era uma vez a comunicação, que tinha modelos para reprodução de conteúdos e que hoje se transformou em um grande editor de textos transformando tudo e todos em mediadores da informação. Especialmente as crianças, que crescem em ambiente híbrido, metade real, metade virtual, vivendo em múltiplos panoramas de experiências, e criando a cada instante novas formas de convivialidades — interagindo, brincando e compartilhando num mundo que muda o tempo todo, em velocidade acelerada (celular, computador, gadgets para ouvir musica e assistir a filmes, games…).

Envolvidos pela comunicação imagética ou visual, estes jovens cidadãos têm como lazer internáutico expor vídeos no YouTube, participar de redes sociais como o Facebook e o MySpace e procurar informações no Google (segundo pesquisa recente feita pela Symantec Corp procuram Michael Jackson, eBay, Wikipedia, Miley Cyrus, Taylor Swift, Webkinz, Club Penguin, além de músicas, "sexo" e  "pornografia").

Aos desavisados, há até uma organização não-governamental (Safernet) que atua no enfrentamento aos crimes e violações aos direitos humanos na internet como conteúdo inadequado para a idade, violência e mesmo o cyberbullying (envio de ofensas, xingamentos e humilhações via blogs, fotologs, celular, e-mails…), monitorando cada vez mais este ciberespaço, ainda "terra de ninguém".

Oras, oras, e o mercado não está alheio a nada disso: cada vez mais as empresas estão migrando suas estratégias mídiaticas para a web, seja em sites de games, de conteúdo, de relacionamento ou em ações promocionais e concursos. E promovendo "recantos" mercadológicos de atividades monitoradas e facilmente localizáveis dado o apoio institucional das marcas.

Como este,
http://brandili.com.br/faclube/vencedores.php,
no qual os vencedores do fã-clube Crianças do Brasil, espaço para que "as mães demonstrem o amor que sentem por seus filhos", ganharam roupas, book fotográfico, participação no catálogo da marca e desfile no Sábado Animado da Maisa. Ou este, um concurso de depoimentos sobre um mundo melhor cujos vencedores podem ter o vídeo exposto no site no UNICEF:
http://www.giraturmaporummundomelhor.com.br/

Opções não faltam, das mais superficiais às mais "papo-cabeça", permitindo que as crianças conectadas deixem suas mensagens em blogs, opinem sobre produtos, participem de lançamentos… Sem contar que podem ou não acessar a chamada "publicidade", em links diretos (clique e saiba mais) ou indiretos (intercalados com o conteúdo editorial), como em
http://criancas.uol.com.br/brindes/

E o mérito está na mente de quem planeja e produz estes conteúdos. Por isso nosso convidado de hoje é Felipe Dianese, pioneiro na produção de adver games no Brasil (banco imobiliário/1998 e Super Mini Racing/2001) e presidente do portal www.canalkids.com.br.

Marina Pechlivanis - Mundo do Marketing: Excesso de informação, excesso de promoções na web. Como as crianças absorvem tudo isso?
FD: Apesar da quantidade gigantesca de informações e promoções atreladas ao target infantil, são raros os conteúdos nacionais de qualidade e confiabilidade. Elas, as informações, devem ser orientadas e hospedadas em portais comprovadamente idôneos. As crianças absorvem muito conteúdo internacional principalmente pela divulgação nos veículos de massa (tvs aberta) e cabo no país. Infelizmente, estão se tornando cada vez mais consumidoras de modismos pontuais direcionados erroneamente pelas marcas e serviços. As marcas sérias e preocupadas verdadeiramente com seu futuro devem passar a percepção que estão devolvendo à família e à sociedade um benefício real e simpático aos consumidores.

Marina Pechlivanis - Mundo do Marketing: É dando que se recebe. Como funcionam estas trocas no mundo virtual? E o que as crianças mais gostam como gift, no mundo real e no virtual?
FD: Valoramos fundamentalmente o conhecimento via informação e entretenimento. Ensinamos e pontuamos via gincanas culturais em nossas 10 áreas temáticas do portal e premiamos os mais dedicados e fiéis usuários. Para isso administramos o nosso banco o BANKIDS- BANCO DA CRIANÇA - hoje com mais de 100.000 correntistas ativos. Os gift que mais interessam ao target são mp4, games e camisetas.

Marina Pechlivanis - Mundo do Marketing: Clientes mirins são "persuadidos" pela propaganda. Com toda a pauta de proibição da publicidade para crianças, o que os seus 10 anos de pioneirismo com o Canal Kids têm a declarar?
FD: Primeiramente o bom senso. Colocamos no ar sempre aquilo que gostaríamos que nosso filhos assistissem e principalmente com temática nacional. Com isso conseguimos apoios importantes como o UNICEF, UNESCO e Ministério da Cultura, entre outros. A diferença está no compromisso que as empresas têm para com o consumidor. E o nosso é com a educação — o importante aqui é instruir, e não proibir.

Bem… Era uma vez aquelas criancinhas… Reflita sobre a questão antes de lançar sua próxima promoção! Dicas, idéias, cases, sugestões? Gifting@umbigodomundo.com.br

* Marina Pechlivanis é Sócia-Diretora da Umbigo do Mundo Gifting e Comunicação, Mestre em Comunicação e Consumo pela Escola Superior de Propaganda e Marketing e integrante do GEA (Grupo de Estudos Acadêmicos) da AMPRO.

Por: Marina Pechlivanis

Autora dos livros Gestão de Encantamento: Dicas Mágicas e Gestão de Encantamento2: como a mágica acontece, entre outros 20 títulos. Mestra em Comunicação e Práticas de Consumo. Palestrante. Sócia da Umbigo do Mundo Comunicação. Criadora da Metodologia Matriz da Excelência Gestão de Encantamento. Professora do curso de extensão Gestão de Encantamento, na ESPM


Comentários

Artigos do autor:

Não basta vender. É preciso Encantar

Não basta ter uma boa campanha

Beacons do bem. Já ouviu falar?

Diga-me o que consomes, direi quem és

Gastei tudo comigo. E agora?

Bienais cheias, bibliotecas vazias

Entrevista ao Todo Seu de Ronnie Von

Meias do bem: a nova moda

Comprar não: ganhar!

Troca tudo sem dinheiro

Água grátis, no meio da corrida. Isso faz bem?

PET: não é reciclagem, é ressignificagem

Um mundo mais alegre é um mundo melhor

Cooperativa Fruta Feia: chega de desperdício

Já experimentou NEC, da Nespresso?

Red Bull Station: arte, música, vanguarda

Gifted Idea é aquela que tem o dom de inspirar

Feira de design de Milão: Dádivas de Marca

Ensaio sobre o futuro

Copia-Cola

Cegueira desatencional

O melhor da feira

A fina estampa do licensing

O mito do bem-sucedido

Ai, se moda te pega, ai, ai, ai, ai

Rituais para exportação

Gifts: simulacros e simulações

A eterna novidade

Ver e ser visto: é isso que o povo quer

Negócio da China?

Do museu para as massas

O golpe da concorrência

Ceci n?est pas un gift*

Eco-luxo, chique no último

Promoção de shopping é tudo igual, só muda o endereço?

Hospitalidade mercadológica

Apps: samples ou gifts?

Social Gifting

Emocional Gifting

Promoção da propaganda. Ou propaganda da promoção?

iPod. E tu, podes?

EndoGifting

Gifting para crianças. Prazer ou pecado?

Entre o gift e a gafe. Entre o luxo e o lixo

Shopping: aqui se faz, aqui se paga, aqui se ganha

Todo cliente é VIP, mas uns são mais VIPs que os outros

Os mimos que o mundo dá. (ou) Os mimos que a gente pega

Quem não gosta de gifting bom sujeito não é!

Tem brinde? Então é pra já!

NeuroGifting



Inteligência Inteligência

Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2020.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2020. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss