Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Artigos

Consumo, aprendizado e crianças

Você já parou para pensar como deve encarar o consumo de seu filho e o seu quando chega o Natal, o Dia das Crianças, o Dia das Mães, a Páscoa e outras datas comemorativas?

Por | 23/04/2015

pauta@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

Você já parou para pensar como deve encarar o consumo de seu filho, e o seu próprio, quando chega o Natal, o Dia das Crianças, o Dia das Mães, a Páscoa e tantas outras datas comemorativas? Nos dias de hoje, o mais relevante princípio de sustentabilidade é o consumo consciente. Isso significa prestar atenção em toda cadeia de consumo e não se esquecer do impacto social das escolhas que fazemos. Seja por meio da importância do equilíbrio entre toda a sociedade, da necessidade de quem não tem nada - ou tem muito pouco - e da responsabilidade que temos sobre tudo isso.

Mas como se deve falar de consumo consciente com as crianças? Como praticar o consumo responsável para você mesmo? Como comprar? O que comprar? Será que eu devo comprar?

Acima de tudo, precisamos falar sobre valores, ensinar que SER é melhor que TER. E que TER demais não faz ninguém melhor. E que o SABER é o passaporte para realizar os sonhos. Não se pode esquecer da importância de sonhar para realizar e da magia de imaginar o impossível para torná-lo cada vez mais possível. Está dentro de nós a capacidade de transformar a realidade do mundo, basta querer e acreditar.

Ao passar seus valores aos filhos com amor, diálogo, respeito, mente aberta e equilíbrio, os pais poderão entrar tranquilamente com eles no mercado ou shopping, pois um discurso firme, feito com leveza e clareza, não tem como ser ignorado.

O diálogo sobre consumo deve ser diário, sem vir na esteira de datas específicas. As datas comemorativas não precisam ser massacradas ou menosprezadas. Não há problema em presentear a criança no dia 12 de outubro, no Natal ou na Páscoa com um ovo com brinquedo. Afinal, ela ainda é uma criança e as crianças gostam de brincar.  Os brinquedos são ruins? Ruins pra quem? Sob qual ponto de vista?

Todos devem e podem escolher a vida que quiserem, da forma, tamanho e modelo que desejarem, sem se sentirem marginalizados, banalizados ou obrigados. O extremismo na vida nunca é bom, pois limita a chance de se conhecer o outro lado. De ouvir, aprender, ponderar, tolerar, dividir e conviver. Olha quantos verbos bons cabem em nossa vida!

Seu filho pode viver a infância de um jeito lúdico, com muita brincadeira e fantasia, saboreando a diversão com os amigos e a família. As datas comemorativas, principalmente, precisam ter sabor de amor, união e companheirismo, pois só assim nossos filhos saberão escolher bem no futuro.

Por: Marici Ferreira

Presidente da Associação Brasileira de Licenciamentos (ABRAL) e Diretora do Espaço Palavra Grupo


Comentários


Publicidade

Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2018.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss