Artigos

Publicidade
Publicidade
Promoção e Eventos

LMA - Live Marketing Arts

O LMA é um fenômeno de audiência nas estratégias de marketing das marcas da nova era. Sua marca tá preparada para o Octógono do LMA? Então cai pra dentro!

Por Marcelo Lenhard - 12/03/2013

Foi o tempo em que Fantomas e Ted boy Marino faziam sucesso nos antigos telequetes, empolgando multidões pelo que pareciam ser e fazer. Não sei, mas acho que na época nos permitíamos enganar como se aquelas lutas não fossem coreografadas, como se os golpes de fato atingissem e ferissem os lutadores. Vibrávamos como se tudo fosse verdade, eu, garoto, sonhava em ser Fantomas.

Hoje temos o MMA, categoria de luta que há alguns anos cresce exponencialmente no cenário midiático mundial, inclusive no Brasil. Qual é a mágica? Lutadores de verdade, que golpeiam e sangram de verdade, parecem ser a base para este sucesso além, obviamente, de todo o estratégico trabalho de construção de marca do próprio UFC, que inclui tornar cada um dos grandes lutadores “heróis-produtos”, alçados ao grau de mitos.

Relacionando essas duas histórias, percebemos que o sucesso do MMA de hoje está intimamente ligado à verdade, talvez por termos perdido a ingenuidade e não nos permitamos mais ser iludidos. Por outro lado, ao contrário da era do primitivo telequete, hoje queremos protagonizar também. O lugar de mero espectadores não nos atrai mais.

Há três décadas uma modalidade que, como o MMA, é verdade viva, vem ganhando força no Marketing e atinge o status de protagonista no cenário da comunicação mundial, atividade esta que explora a vida ao vivo como estratégia de branding e de vendas, com todas as virtudes e fragilidades que isso implica: o Live Marketing.

Essa modalidade, a qual intitula este artigo como LMA (Live Marketing Arts) prega a verdade da comunicação das marcas que, assim como os Andersons e os Minotauros do MMA, se expõem verdadeiramente no ringue da vida, conquistando seu espaço pelos reais atributos que têm, e não pelos que dizem ter.

O LMA é a modalidade que, através de suas "Artes", Ativações, Campanhas Promocionais e de Incentivo, Eventos e etc., proporciona e estimula as sensações sinestésicas, sejam elas táteis, olfativas, gustativas, visuais, auditivas ou co-relacionadas, trazendo uma imediata conexão com sentimentos, lembranças e principalmente experiências reais.

São exatamente estas experiências que dão ao Live Marketing o poder de transformar pessoas em mídia ponderosa, pois são muito mais que um simples canal de informação, são principalmente canais de recomendação e de validação que se multiplicam pelas vias intermináveis da web. É uma grande oportunidade que as marcas têm de tornar mais íntima e profunda sua relação com seus consumidores e, porque não, seus futuros embaixadores.

Algumas marcas, como Red Bull, Heinekein, P&G, Microsoft, Samsung e American Express, têm lançado mão de campanhas inteiras direcionadas a esta modalidade, convertendo resultados incríveis. Cases como Small Business da American Express, Grand Prix em Cannes 2012, e o emocionante Insights da Samsung, ouro também em Cannes, retratam a eficiência das estratégias focadas no Live Marketing.

O LMA é um fenômeno de audiência nas estratégias de marketing das marcas da nova era e, assim como no MMA, tem o risco como vilão e ao mesmo tempo grande aliado, pois aposta na ousadia, no frio na espinha, na estratégia do olho no olho. Marcas que abrirem mão desta transparência serão subjugadas e destinadas ao cenário dos telequetes. Sua marca tá preparada para o Octógono do LMA? Então cai pra dentro!

Por: Marcelo Lenhard

Presidente da Hands