Marketing Digital pode transformar negócio nas PMEs | Mundo do Marketing

Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Artigos

Marketing Digital pode transformar negócio nas PMEs

O combinado de otimização de site, mídias sociais e e-mail marketing é uma boa aposta em termos de ferramentas que se complementam e atingem os consumidores de diferentes maneiras.

Por | 25/07/2012

pauta@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

Um mercado em que as pequenas e médias (PMEs) representam 98% das empresas em operação e que, segundo estimativas do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), deve crescer 50% até 2015, ilustra a importância e o potencial dos negócios que começam com uma boa ideia e, nem sempre, contam com um planejamento estratégico para dar andamento aos negócios.
 
Se, por um lado, o início de uma pequena empresa nem sempre é mercado pela organização e sequência de critérios indicados no planejamento, por outro, é caracterizado pela vontade de crescimento. Inúmeros são os casos em que o funcionário de uma empresa decide jogar tudo para o alto em nome do amor pelo próprio negócio. E poder falar "este é o meu negócio" parece cada vez mais impulsionar o sonho dos empreendedores brasileiros.
 
Conforme o estudo "Taxa de Sobrevivência Empresas no Brasil", divulgado em outubro de 2011, de cada 100 micro e pequenas empresas (MPEs) abertas no Brasil, 73 se mantêm em atividade após os dois primeiros anos de existência. Isso significa que, apesar da boa vontade e disposição dos empreendedores, a abertura do negócio implica em um conjunto de ações que vão desde a identificação da oportunidade, até a capacitação profissional, passando pelo estudo de viabilidade.
 
Nesse mesmo estudo, o Sebrae recomenda 10 dicas para a sobrevivência da empresa e uma delas faz referência ao marketing: "marketing não se resume a anúncio, invista em outras estratégias". Bingo! É exatamente isso que procuro tratar quando um empresário sinaliza seu interesse por realizar alguma ação de marketing, mas acaba procurando formas mais convencionais de divulgação e acaba frustrado. Não são raras as vezes em que um pequeno empresário demonstra insatisfação pelo trabalho realizado no âmbito da comunicação e desabafa dizendo que o anúncio foi caro e o investimento não retornou da maneira como esperava.
 
O mercado vive uma grande ansiedade em torno de estratégias que possam alavancar os negócios. Há uma gama de serviços, inclusive de marketing, que gira em torno da promessa de fazer uma empresa crescer. A oferta de soluções milagrosas, rápidas e que satisfaçam plenamente o empresário está por aí, nas páginas de jornais, nas revistas e na internet, com aquela mesma cara de anúncio que os clientes buscam. Mas não é bem isso.
 
Solução nenhuma pode prometer uma resposta imediata sem que seja analisada a maneira como a empresa quer construir a sua marca. O anúncio pode funcionar muito bem em uma campanha off-line e há inúmeros casos que demonstram essa genialidade de propagandas de sucesso. A questão é que as fórmulas parecem já não surtir tanto efeito e o cenário começa a se solidificar com os investimentos que migram do off para as ferramentas online. E, assim, começam os esforços para conquistar mais e mais oportunidades de boas aparições na internet.
 
Estamos tendo a oportunidade de acompanhar o amadurecimento do marketing digital. Se há alguns anos o debate era "se" a internet seria capaz de trazer clientes e aumentar os negócios, hoje mudou. Especialistas e profissionais já não questionam a eficácia das estratégias online. A pergunta que vale um milhão de dólares está pautada no "como". Com foco nas empresas nascentes no país, a questão latente é "como o marketing digital pode transformar uma PME em uma empresa notável".
 
Poderia elencar uma série de ferramentas que fariam parte de uma estratégia de ação na internet, mas gostaria de pontuar aquilo que tenho identificado como fundamentais para quem começa a se aventurar pelo universo online ou, ainda, para aqueles que querem se reposicionar. A primeira ferramenta na qual as equipes de comunicação das empresas deveriam se debruçar é a apresentação da marca por meio do site. Sim, o bom e recorrente debate sobre o site da empresa. Grande parte dos empresários se preocupa com a disposição das informações, beleza das imagens e layout, tudo precisa estar bonito. O layout e a navegabilidade são importantes, mas a maneira como os conteúdos são trabalhados e, por consequência, dão visibilidade ao site, não pode ficar em segundo plano.
 
Conhecida como Search Engine Optimization (SEO), as técnicas para melhorar o posicionamento das empresas em site de busca são fundamentais para que apareça logo nas primeiras páginas. Hoje o Google é o serviço de busca mais usado no mundo e acaba sendo responsável por grande parte das vendas realizadas no mundo online, bem como no off-line.
 
Juntamente com o trabalho de otimização do site, é relevante pensar em formas de atrair o usuário para o endereço no qual aparecem as informações sobre a empresa, serviços e produtos. Com foco nesse objetivo, os anúncios do Google Adwords podem funcionar muito bem, desde que haja um estudo prévio de identificação do comportamento do usuário e identificação das palavras-chave que mais aparecem nos buscadores. O empresário precisa saber qual a média mensal de busca do produto que a empresa vende e, hoje, o Google já tem ferramentas que informa esse e outros dados. E o principal, é fundamental ter em mente a possibilidade de resultados reais, já que cálculos do mercado estimam que de cada 100 cliques, cerca de 2 se convertem em venda.
 
O mix de marketing se torna ainda mais estratégico quando aliado a ferramentas que estabelecem um relacionamento mais próximo, tal como e-mail marketing. A mensagem deve priorizar a interatividade com o conteúdo, despertar curiosidade e buscar levar uma informação/oferta que seja de interesse para aquele público. Portanto, o segredo do e-mail marketing não é somente a mensagem enviada. O que realmente traz um retorno positivo é a consideração prévia a respeito do público-alvo, o entendimento dos perfis de todos os que aparecem no mailing e a limpeza das imensas listas de nomes comprados em empresas que oferecem este tipo de serviço. Mailing deve ser fruto de relacionamento e atualização constante.
 
Por fim, e indo ao encontro das ferramentas digitais que auxiliam na conquista de bons resultados nos negócios, vale considerar a utilização das mídias sociais. Houve um tempo em que o negócio na internet era menos importante e, por essa razão, quem acaba fazendo a inserção e atualização dos perfis nas diversas plataformas eram os estagiários. Esse posicionamento gerou uma grande confusão em termos de andamento dos projetos, pois não se definia a responsabilidade das informações divulgadas, o posicionamento da comunicação, o tom dos posts e tweets, o tempo de resposta para uma citação... Isso sem falar das senhas perdidas. Quantas contas "sem dono" tiraram o sono de equipes inteiras. Definitivamente, mídias sociais não é um trabalho menos importante.
 
Esse combinado de otimização de site, mídias sociais e e-mail marketing é uma boa aposta em termos de ferramentas que se complementam e atingem os consumidores de diferentes maneiras. Do ponto de vista dos empresários, o investimento em ferramentas de marketing digital deve ser analisado e valorizado tal como a estratégia off-line. Um trabalho de comunicação bem realizado pode fazer com que a PME se torne uma pequena notável.

Por: Luís Felipe Cota

Cofundador e Diretor de Marketing da agência Goomark


Comentários


Inteligência Inteligência

Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2019.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2019. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss