Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Artigos

O futuro do comércio e meios de pagamento

Cartões passam a ganhar tecnologias por aproximação, garantindo mais segurança nas transações e economia de tempo em filas. Visa prevê fim dos cartões de crédito

Por | 18/01/2018

pauta@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

No terceiro e último dia da NRF Retail´s Big Show de 2018 tivemos a chance de ouvir Alfred Kelly, CEO global da VISA, sobre o futuro do que conhecemos hoje como cartões de crédito e meios de pagamento on-line. A empresa está trabalhando para expandir os horizontes das transações digitais, levando aos consumidores uma nova era de conveniência, rapidez e segurança.

Atualmente consideramos o modelo atua como necessário e eficaz para o uso diário, mas este método de pagamento traz consigo uma longa lista de complexidades para os bancos, como o custo de manuseio, transporte e armazenamento; maiores custos operacionais para os varejistas; e os riscos relacionados a um uso não efetivo para os consumidores, que ficam expostos a fraudes, perda, roubo ou dano.

Hoje em dia, os cartões de crédito físicos (aqueles de plástico que é bastante comum) são uma solução parcial para a enorme oportunidade de crescimento dos meios de pagamento e da nova geração que adota um formato "sem contato". No último ano já foi possível observar novos cartões equipados com tecnologia NFC (Near Field Communication), que por meio de uma pequena antena no interior do plástico permite fazer e aceitar pagamentos com o simples toque dele na máquina do caixa. Uma vantagem nesse sentido é que em nenhum momento da transação comercial o meio se separa da mão do cliente, tornando a compra mais rápida e segura.

Mas ainda existem complicações operacionais, como a necessidade de emitir e imprimir esse plástico do qual é produzido o cartão. E, para isso, há custo de envio, de substituição quando perdido ou roubado e essa carga é muitas vezes repassada para o usuário. Então, segundo o executivo da VISA, no futuro não veremos mais esse item nas nossas carteiras. Com o aumento dos terminais sem contato, qualquer dispositivo eletrônico (seja um wearable, um smartphone, uma pulseira fitbit ou uma roupa com tecnologia integrada) estará apto a servir como um meio de pagamento para vendas mais seguras e confiáveis.

O potencial é enorme: atualmente US$700 trilhões são movidos em compras pagas com dinheiro, mas ao longo dos próximos cinco anos veremos a rápida expansão da nova tecnologia sem contato. O e-commerce está ensinando aos consumidores que há uma maneira mais simples, rápida e segura de usar o seu dinheiro.

Nos Estados Unidos, ao final de 2018, mais de metade das empresas aceitarão meios de pagamento sem contato. O exemplo usado para ilustrar alguns pontos do que se ganha com isso são as longas filas das unidades do Starbucks ou qualquer outra loja de café na hora do almoço em Nova Iorque. Graças a essas novas possibilidades teremos economia no tempo que cada transação leva e, com isso, os comércios poderão atender mais clientes e os consumidores terão seus produtos em um prazo mais curto.

Outra mudança é que o foco não será mais sobre quantas lojas ou quantos portadores de cartões existem, mas sim novas possibilidades como a instalação de terminais de vendas sem a associação de lugares físicos, como acontece com o ecommerce e os pagamentos mobile.

Alfred Kelly entusiasticamente aconselha os varejistas do mundo todo a adotarem o mais rapidamente possível estes terminais para aceitar pagamentos sem contato e para que eles abram as portas a diferentes mecanismos, independentemente da forma. Provavelmente no futuro veremos cartões de crédito apenas em museus como uma lembrança do que foi o passo intermediário entre o dinheiro físico e o dinheiro eletrônico.

Por: Lucila Masini

Diretora comercial da Marco Marketing no Brasil, operação brasileira da multinacional que há mais de 20 anos se dedica a planejar, gerenciar e executar estratégias de marketing de consumo no varejo e canais de distribuição em toda a América Latina


Comentários


Publicidade

Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2018.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss