Artigos

Publicidade
Publicidade
Mercado

Otimizar a logística da empresa é também investir no marketing do negócio

Luciano Montenegro de Menezes, CM Brasil do M3storage, fala sobre o perfil do novo consumidor e as soluções tecnológicas que auxiliam o setor do varejo.

Por Luciano Montenegro de Menezes - 12/04/2021

O setor de Self Storage, que caminha rumo a uma maior popularidade no Brasil, alcançou neste último trimestre um aumento de 40% na utilização dos boxes de armazenagem. Aquecido por inúmeras novas demandas e adaptações, o segmento tem conquistado novos perfis de consumidores e, entre eles, inúmeros varejistas engajados em estratégias que minimizem problemas com entregas e devolução de mercadorias. 

O e-commerce brasileiro, que no último semestre obteve um crescimento de aproximadamente 145% e faturamento de R$ 75 bilhões, chama a atenção para um problema antigo e, na contramão desta ascensão, disparou em números de reclamações relacionadas à insatisfação com a experiência das compras online. 

A pandemia, umas das grandes responsáveis por impulsionar o comércio eletrônico, também revelou um enorme despreparo das empresas que, por sua vez, não estavam preparadas para atender tal demanda. Um número significativo dos varejistas, até mesmo por conta da crise instaurada pelo novo Coronavírus, teve tempo apenas de focar nas vendas, e quesitos como entrega e atendimento de excelência acabaram ficando para depois.

Uma pesquisa realizada pelo Procon mostrou que os principais problemas apontados pelos consumidores estão diretamente relacionados a atrasos ou não entrega do item adquirido, somando um número de 70.279 queixas somente em 2020.

A "última milha", que se refere à rota final de uma entrega, costuma ter papel crítico na logística e, atualmente, a demora na entrega ainda é apontada como um dos principais problemas enfrentados pelo e-commerce.

Mas, como isso pode refletir no marketing da sua empresa? Sendo bem direto, a realidade é que a maioria das marcas atraem os consumidores por meio de estratégias de mercados e promoções, até o momento de concretização da venda, e não tem problema nisso, entretanto, a experiência de compra não termina aí, pelo contrário, pois uma das etapas mais importantes e que de fato auxiliará na fidelização deste relacionamento cliente X empresa, é o pós-venda, que está intrinsecamente ligado à logística e como ela é estruturada.

Quantas vezes uma pessoa não deixa de comprar quando é informada de que seu pedido vai demorar a chegar? É inadmissível realizar uma venda e não ter estoque disponível para atender, ou ter um estoque muito longe do consumidor final e além da demora, atribuir um custo muito maior ao produto. O principal objetivo da sincronização da logística com o marketing é justamente este, otimizar os processos de entrega e devoluções fazendo com que a empresa se beneficie ao máximo dessa união.

Atualmente o varejista já pensa diferente, e sabe que precisa incorporar nos negócios soluções tecnológicas para melhor se relacionar com o novo perfil de consumidor, que é antenado, anseia por praticidade e rapidez no atendimento. Quando se fala em galpões de armazenamento, é preciso buscar alternativas que facilitem a movimentação dos produtos, que tornem possível a estocagem, ou sua redistribuição, com diminuição de custos e praticamente zero complicações.

Já pensou em vender através de uma plataforma online e poder entregar no mesmo dia? Sim, é possível e isso é marketing. Soluções tecnológicas como os boxes digitais, por exemplo, que são disponibilizados por Self Storages, garantem este serviço e podem ser utilizados para estocar, no formato pick up delivery ou até mesmo como ponto de devoluções de produtos.

Os boxes, que normalmente são alocados em pontos comerciais, como rede de supermercados, shoppings, estacionamentos e até mesmo condomínios residenciais, são monitorados por 24h, oferecem contratação completamente remota e podem ser acessados até mesmo pelo celular.

O consumidor mudou, o mercado mudou, e o varejo está amadurecendo neste âmbito. As grandes marcas já perceberam este movimento e estão investindo cada vez mais em soluções digitais que atraem e encantam o consumidor.

logistica

Por: Luciano Montenegro de Menezes

CM Brasil do M3storage